outubro 21, 2016

A origem dos Illuminati

Acabar com crendices, religiões e mitos e levar a humanidade a trilhar o pensamento lógico, esses eram os objetivos da Ordem dos Iluminatti, que foi fundada na Bavária, em 1776, pelo ex-jesuíta maçon Adam Weishaup, conhecido entre os integrantes da sociedade  secreta como Spartacus.

O grupo antieclesiástico era contrário aos Estados Monárquicos e defendia a democracia secular, o que motivava os integrantes a tentar criar uma sociedade iluminista focada no banimento das crendices sem sentido que ofuscam a razão humana.


O assustador da sociedade secreta era a segunda fase de seu plano, a construção e estabelecimento da Nova Ordem Mundial, ou seja, um único governo para todo o mundo, começando pela unificação européia.

A sociedade secreta não durou muito tempo, foi extinta em 1784, menos de dez anos após sua fundação, e teve como principal algoz o governo alemão.

Uma parcela significativa dos adeptos das teorias de conspiração acredita que a sociedade secreta nunca acabou e que está prestes a atingir a segunda fase de seu plano, governar todos os países do mundo, de forma unificada e centralizada.

Segundo os adeptos das teorias de conspirações vários acontecimentos que representam mudanças significativas no mundo têm a mão oculta dos Illuminatis, entre eles a Revolução Francesa, Revolução Russa, assassinato do presidente americano John Kennedy.

A tática de trabalho dos Illuminatis é a infiltração, e tem conseguido sucesso em grandes organizações mundiais, como A ONU, Otan, CIA, Maçonaria e o FMI, tendo como apoio os grandes grupos mundiais de comunicação e Hollywood.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...