janeiro 21, 2010

População poderá tirar CPF pela internet

Da Agência Brasil

A população poderá pedir o Cadastro de Pessoa Física (CPF) pela página da Receita Federal na internet ainda no primeiro trimestre deste ano, informou hoje (21) o secretário da Receita, Otacílio Cartaxo. Segundo ele, o serviço deve estar disponível até o final de fevereiro.

De acordo com o secretário, a mudança conclui as reformas que a Receita está realizando há mais de um ano para modernizar o atendimento ao contribuinte. “No portal do contribuinte, o cidadão já pode tirar certidão negativa, imprimir o Darf, fazer o pagamento e consultar a malha fina. O fechamento dessa reforma é exatamente o CPF online, que sai até o fim de fevereiro.”

O CPF é necessário para que o contribuinte feche qualquer contrato bancário, contraia empréstimos e abra operações de crediário. O documento também é obrigatório na renovação de passaportes, na participação em concursos públicos e na retirada de prêmios de loterias.

Atualmente, o CPF só pode ser obtido pelos Correios ou nas agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. A emissão custa R$ 5,50.

Cartaxo também comentou o desempenho da Receita Federal no ano passado. Segundo ele, a queda na arrecadação e a crise no órgão, que culminou com a saída da secretária Lina Maria Vieira, em julho do ano passado, não chegaram a afetar o trabalho de fiscalização da Receita.

“O ano de 2009 foi difícil para nós, mas a Secretaria da Receita continuou a trabalhar e operar normalmente. A crise foi no topo da pirâmide. Na base da pirâmide, o trabalho continuou. Tanto que foram cumpridas todas as metas de fiscalização”, destacou.

Sobre o resultado da arrecadação de 2009, Cartaxo afirmou que a retomada do crescimento econômico foi responsável pela recuperação das receitas federais no último trimestre do ano. Apesar da maior arrecadação mensal de toda a história em dezembro, a arrecadação federal encerrou 2009 ano com queda de 2,96% descontada a inflação oficial pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Segundo ele, as perspectivas para 2010 são favoráveis. “O resultado de dezembro foi auspicioso e espelha a recuperação da economia nacional”, afirmou.

Botucatu: Inscrições abertas para o concurso da Corte Carnavalesca 2010

A Prefeitura Municipal por meio da Subsecretaria de Turismo realiza o Concurso da Corte Carnavalesca de Botucatu . As inscrições estão abertas até o dia 1º de fevereiro para Rei Momo e Rainha do Carnaval 2010, o prêmio para os primeiros colocados será de R$ 500,00 [quinhentos reais].

Segundo a assessora de eventos,Luciana Alho, menores de 18 anos podem concorrer com autorização de um responsável. “Para participar não é necessário ser integrante de blocos carnavalesco”, afirma Alho.

As inscrições podem ser feitas na Subsecretaria de Turismo, são gratuitas e os interessados devem apresentar CPF, RG e em caso de menores de 18 anos a autorização do responsável.

A escolha do Rei Momo e da Rainha do Carnaval 2010 será no dia 13 de fevereiro, no Espaço Cultural, a partir das 19h.
Informações pelo telefone:  (14) 3882-1315

Programa de Desenvolvimento do 24 de Maio vai receber mais 40 agentes

Após formar 10 lideranças no Curso Agentes de Desenvolvimento Local do Senac, a Rede Social Tear de Botucatu dá outro passo importante para a região do Parque 24 de Maio. Serão formados mais 40 agentes multiplicadores do Programa de Desenvolvimento Local a ser implantado até o final de 2010. No final do ano passado, o primeiro, grupo formado por lideranças locais fez um diagnóstico preliminar sobre as melhorias que aquele setor da Cidade necessita sob a ótica de quem mora naquela região. Esta formação serviu para reavivar na comunidade a vontade de participar tanto da identificação de demandas, quanto no apoio para execução do trabalho.

"Neste segundo momento, através da Oficina Redes e Desenvolvimento Local, o Senac concentrará esforços para que o Programa seja encampado por um número maior de pessoas que moram nesta região, permitindo que elas sonhem juntas, idealizem o lugar onde querem viver e saibam o que precisam fazer para chegar até lá de forma organizada e construtiva, buscando parcerias e acima de tudo a efetiva participação da comunidade local", informa a mediadora da Rede Tear, Simone Pafetti.
 Grupo trabalhará no Programa de Desenvolvimento local realizado pela Rede Tear e Senac
O grupo de trabalho chamado de “governança local” cuidará para a realidade seja levada da atual para uma melhor, utilizando-se da metodologia do Senac que hoje, consolida-se referência para América Latina e Caribe. Também será um reforço no curriculum de quem estiver atuando nesse trabalho. Com ele será construído um Plano de Desenvolvimento para os bairros: Parque Residencial 24 de Maio, Jardim Aeroporto, Jardim Santa Cecília, Cedros, Santa Mônica, Santa Elizabete e COHAB 1 e COHAB 3, com população estimada em 7 mil pesssoas. O primeiro resultado foi entregue à Prefeitura Municipal em novembro do ano passado. A ideia é que o local seja melhorado através das demandas da própria população.

"Os agentes terão a missão de mobilizar, conscientizar e envolver a comunidade, além de mapear as necessidades através da construção de visão de futuro para os próximos 10 anos. A metodologia prevê a construção de “Mapa Verde”, onde serão indicados de forma gráfica e interativa todos os recursos da região. Despertar nas pessoas a vontade de melhorar suas comunidades é o desafio do Senac que, já conta com várias experiências de sucesso Brasil a fora. A Rede TEAR e o Senac contam com o importante apoio do poder público municipal para desenvolver este Programa, uma vez que o próprio prefeito João Cury sinaliza a importância de desenvolver ações ouvindo e envolvendo a comunidade", conta a mediadora da Rede Tear.
 
Pessoas e empresas interessadas em participar do Programa devem entrar em contato com o Senac-Botucatu através do telefone: 3112-1150 (tratar com Simone).
  
Resultado da pesquisa preliminar
Os problemas encontrados na região pesquisa: desemprego, baixa condição econômica e empregos informais; crianças excluídas do Ensino Infantil nas creches existentes; falta de projetos socioeducativos e poucas vagas atuais; inexistência de praças públicas e locais de lazer, além das condições precárias do acesso da Rodovia Gastão Dal Farra, onde já houve várias mortes.

Além de apontar as necessidades, o trabalho mostrará como solucionar essas deficiências e transformar a realidade nos próximos 10 anos.

O que é a Rede Tear?
O ‘Tear’ - Trabalho, Empreendedorismo, Articulação e Responsabilidade Social é uma Rede que atua em Botucatu desde 2005, articulando pessoas e organizações. A participação em Rede é voluntária e a atuação coletiva está direcionada a fomentar orientação organizacional, a implantação e execução de projetos conjuntos, quando os objetivos e interesses são os mesmos. 

Sua missão é mobilizar, articular e fortalecer as organizações sociais para implementar ações que visem a melhoria da qualidade de vida de suas comunidades e contribuam para o desenvolvimento social. 

Contato da Rede Social:
Email: redesocial.tear@gmail.com
Telefone: (14) 3112-1162.

‘Victor e Leo’ faz show na JVC

As produtoras Equipe Eventos e Show & Cia. confirmaram na tarde de ontem, a realização de um show com a dupla “Victor e Leo”, no dia 7 de março, no Recinto de Exposições da JVC Eventos.

Os valores do primeiro lote de ingressos também já foram definidos pelos produtores: R$ 20 (estudantes), R$ 35 (inteira) e R$ 40 (Vip). Também serão oferecidos camarotes, nesse caso é necessário obter mais informações pelo telefone: (14) 3813-5450.

A dupla é conhecida no meio universitário e tem como principal característica a versatilidade em colocar o ‘pé’ no pop, sem perder a essência da música sertaneja.

Segundo a crítica especializada, Victor e Leo mantém o corpo e o peso do som nos shows e álbuns. Outro fator que impressiona é o fato de não usarem guitarras ou sintetizadores.

Em 2007 conseguiram ficar entre os três artistas que mais venderam. As músicas estão entre as mais procuradas em sites de letras. Ringtones com sucessos da dupla são os mais baixados pelos celulares do país, além disso, seus vídeos no Youtube (www.youtube.com.br) foram assistidos mais de 20 milhões de vezes.

A dupla é considerada como representante da continuidade renovada da música sertaneja, com estilo que mescla folk, pop, romantismo e sertanejo de raíz.

O sucesso na carreira começou a despontar em 2001,  quando mudaram-se para São Paulo, e durante mais de 5 anos e meio cantaram na noite. Em meados de 2006, surgia de pessoa a pessoa, sem gravadora, o reconhecimento nacional.

Naquele período, várias canções, ao mesmo tempo, ocuparam suas primeiras posições em emissoras de rádio de todo o país, com o público  cantando do começo ao fim, todo o repertório, com destaque para “Fotos”, Tem que Ser Você”, “Fada”, “Vida Boa”, “Sinto Falta de Você”, “Amigo Apaixonado”, “Lembranças de Amor”, “Borboletas”, “Deus e Eu no Sertão” e “Nada Normal”, todas de autoria do Victor.

Em 2009, duas canções, ao mesmo tempo, integraram a trilha da novela Paraíso, às 18 horas, na Rede Globo. Uma como tema de abertura, o clássico “Deus e Eu no Sertão”, e a romântica “Nada Normal”, tema das personagens Rosinha (Vanessa Giácomo) e Terêncio(Alexandre Nero).

Victor & Leo fecharam o ano de 2009 com as seguintes homenagens da gravadora Sony:  CD Victor & Leo ao Vivo (2006)- Disco de Platina; CD Ao Vivo em Uberlândia (2007)- Disco de Platina Triplo; DVD Ao Vivo em Uberlândia(2007)- DVD de Platina Duplo; CD Borboletas(2008)- Disco de Platina Triplo; CD Ao Vivo e em Cores, em São Paulo(2009)- Disco de Platina.



Botucatu: Cursinho Sinapse recebe inscrições

Estão abertas as inscrições, pela internet, do cursinho Sinapse Pré-Universitário, organizado por alunos do curso de Ciências Biológicas (modalidade Licenciatura) do Instituto de Biociências (IB) da Unesp, câmpus de Botucatu. Os interessados em participar devem acessar o endereço eletrônico www.cursinhosinapse.blogspot.com.

Já as inscrições presenciais acontecerão no Espaço Cultural Dr. Antonio Gabriel Marão, localizado na Avenida Dom Lúcio nº 755, nos dias 4 e 5 de fevereiro, das 10h às 14h, e no dia 6 de fevereiro, das 8h às 12h.

A prova será realizada no dia 28 de fevereiro, às 14h, no IB. O cursinho é gratuito e as aulas acontecerão das 8h10 às 12h30.

Serviço: Mais informações no e-mail sinapsepreuniversitario@yahoo.com.br
ou pelo telefone 8156 9341

FMB convida voluntários para estudo clínico sobre prevenção de doenças no coração

O Centro de Hipertensão Arterial da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) e Hospital das Clínicas (HC) recebe, até março deste ano, inscrições de voluntários interessados em participar de um estudo clínico internacional sobre doenças cardiovasculares. Podem fazer parte da pesquisa mulheres a partir de 60 anos e homens com 55 anos ou mais.

Para serem incluídas no estudo as pessoas precisam atender a pelo menos um dos critérios a seguir, considerados fatores de risco para complicações cardíacas: história atual ou recente de tabagismo (hábito de fumar); HDL (colesterol “bom”) diminuído e estar acima do peso ou com excesso de gordura no abdômen. Também serão aceitos diabéticos que não estejam usando insulina (controle apenas com dieta) e hipertensos leves em uso de determinados medicamentos. Não podem participar quem já teve infarto ou derrame; hipertensos severos e diabéticos em uso de insulina.

O estudo clínico vai durar cinco anos e os voluntários que aceitarem integrar os trabalhos passarão por exames de sangue e urina, eletrocardiogramas e consultas médicas periódicas, além de receberem dois tipos de medicamentos os participantes assinarão um termo de consentimento livre e esclarecido. Eles podem abandonar os testes quando quiserem.

“As pessoas que participarem do estudo terão como benefício a prevenção da hipertensão, doença do colesterol e ainda evitarão derrames e infartos. A pesquisa é de nível quatro, ou seja, utilizando medicamentos que já estão disponíveis no mercado”, salienta Dra. Carmem Amaro, co-investigadora do trabalho. A iniciativa já tem aprovação do Comitê de Ética da FMB e também do grupo que cuida desses assuntos em Brasília.

O Centro de Hipertensão Arterial da FMB/HC é coordenado pelo médico nefrologista Roberto Jorge da Silva Franco, que é o investigador do estudo, juntamente com as médicas Carmem Amaro, Adriana Polachini do Valle e Vanessa dos Santos Silva. A coordenação desta pesquisa, que é feita também em outras regiões do Brasil está a cargo do Instituto Dante Pazzanese.

Mais informações podem ser obtidas através dos telefones (14) 3811-6534 ou 3813-5159, com Mônica, e ainda através do e-mail: mapaula@fmb.unesp.br.

Assessoria de Comunicação e Imprensa da FMB e HC/Unesp

Projeto prevê prazo menor para prescrição de cadastro negativo

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6275/09, de autoria do deputado Professor Victorio Galli (PMDB-MT), que compatibiliza prazos de prescrição de dados em cadastros negativos com os previstos no Código Civil (Lei 10.406/02). A proposta estabelece que as empresas que gerenciam esses cadastros não poderão manter
o registro de dados referentes a período superior aos de prescrição do Código Civil.

A proposta modifica o Código de Defesa do Consumidor (Lei 8078/90), que atualmente prevê o período de cinco anos como o limite para a manutenção desse tipo de cadastro. Victorio Galli lembra que o novo Código Civil estabeleceu uma série de prazos para prescrições de direitos, mas, na maioria dos casos, esses prazos variam de um a três anos.

"Os prazos de prescrição, com o advento do novo Código Civil, em geral foram reduzidos, quando comparados com o Código Civil anterior, de 1916", observa. Assim, segundo o deputado, o limite de cinco anos previsto no Código de Defesa do Consumidor acabou ficando diferente dos limites do novo Código Civil.

Ele argumenta que essa situação pode provocar danos para o consumidor, como a existência de uma dívida já prescrita segundo o Código Civil, mas que continue a figurar em cadastros negativos de bancos de dados, nos termos do Código de Defesa do Consumidor. "Esse prazo necessita ser compatibilizado", defende.

Tramitação
O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Da Agência Câmara

Mudas de café clonadas chegam ao mercado brasileiro em 2010

A espécie Coffea arabica é comercialmente propagada apenas por sementes. Mas esta realidade vai mudar, a partir deste ano, quando as primeiras mudas clonadas de café arábica produzidas em larga escala serão distribuídas para venda. O objetivo é a consolidação da tecnologia de clonagem e a avaliação do comportamento dos clones pelos produtores rurais e cooperativas mineiras. O trabalho está sendo realizado por meio de parceria das unidades de Café e de Recursos Genéticos e Biotecnologia da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) com a Fundação Procafé, por intermédio da Secretaria de Ciência e Tecnologia de Minas Gerais.

Há 12 anos, a pesquisa vem selecionando, por meio de propagação vegetativa, plantas matrizes com características de grande interesse agronômico. São cafezais com resistência ao bicho-mineiro e à ferrugem, boa qualidade de bebida e alta produtividade. O pesquisador da Embrapa Café, Carlos Henrique Carvalho, explica que o desenvolvimento de cultivares de Coffea arabica é um processo longo que, normalmente, leva cerca de 30 anos para uma nova cultivar chegar ao campo. Esse tempo pode ser reduzido para aproximadamente 10 anos, com a seleção de plantas originais de grande importância agronômica e produção de mudas clonadas. A técnica é considerada a mais adequada alternativa para a multiplicação de plantas híbridas (cruzada geneticamente) em larga escala.

Vantagem - O programa de melhoramento genético do café desenvolve pesquisas sobre cultivares que reúnam resistência, qualidade superior de bebida e elevada produtividade. Para que esse material chegue ao mercado, pelo método tradicional, o prazo é longo. Neste sentido, a produção de cultivares clonadas a partir de plantas superiores já selecionadas, permitirá a liberação comercial em menor tempo, nesse caso, ainda este ano.

(Sophia Gebrim, com informações da Embrapa)


HC recruta voluntários para testar vacina contra a gripe A H1N1

O Centro de Pesquisa do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas (HC-FMUSP), o Instituto Butantã e o Centro de Pesquisa Clínica do Hospital Universitário da USP realizarão uma avaliação da tolerância e da segurança das 13 vacinas contra o vírus influenza A (H1N1) desenvolvidas pelo Instituto Butantã.

O objetivo do estudo é definir qual dessas alternativas se mostra mais segura e eficaz contra o vírus. Os voluntários, de ambos os sexos, devem ter idade entre 18 e 50 anos e não apresentarem problema de saúde.
Vacina é desenvolvida pelo Instituto Butantã; voluntários devem ter entre 18 e 50 anos
Quem se encaixar nesse perfil e tiver interesse em participar da avaliação deverá entrar em contato pelos seguintes telefones:

- Instituto Butantã - 0800-701-2850

- Centro de Pesquisa do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP - (11) 3069-8833

- Centro de Pesquisa Clínica do Hospital Universitário da USP - (11) 3091-9241

Do Hospital das Clínicas da USP