janeiro 11, 2010

Cinebiografia do Lula está fora da agenda do cinema de Botucatu

Por Renato Fernandes

Uma decepção paira sobre o PT de Botucatu. O filme “Lula, o Filho do Brasil”, não está na agenda de exibições do único cinema da Cidade. A cinebiografia do atual presidente do País perdeu espaço para os filmes “Alvim e os Esquilos 2” e “Sherlock Holmes”.

De acordo com a gerente do cinema, Wanessa Ferreira, o mês está repleto de lançamentos e a possibilidade do filme não passar pela ‘telona’ do Cine Nelli é grande. “Não temos previsões para o filme”, antecipa.

Os correlegionários já estavam se organizando em turmas para prestigiarem a projeção em Botucatu, mas tiveram os ânimos esfriados e já elaboram outras formas para verem o longa metragem. “É lamentável, não apenas pelo filme ser sobre o Lula, ou por razões partidárias, mas sim, por ser uma produção nacional. É necessário valorizar o cinema nacional”, coloca o presidente do PT de Botucatu, Carlos César Ramos.

Triste com a notícia, Ramos, pretende reunir os companheiros, enfrentar dois pedágios e seguir para Bauru em busca de salas que estejam exibindo a cinebiografia de Lula. “Se não tiver jeito vamos de Van. Juntamos os correligionários, familiares e amigos e seguimos viagem”, diz.

A notícia não pegou de surpresa, mas também decepcionou o vereador Lelo Pagani. O parlamentar até aponta uma forma de economizar no pedágio. “Jaú tem salas de exibição ótimas”, sugere. “Realmente é uma decepção. Um ótimo filme nacional, que trata de um personagem que entrou para a história mundial. Mas essa é uma situação que podemos esperar em uma Cidade que possui apenas um cinema”, reclama.

O filme brasileiro é inspirado na trajetória do atual presidente do País, Luiz Inácio Lula da Silva. Dirigido por Fábio Barreto, cineasta indicado ao Oscar por O Quatrilho, e estreou no dia 1º de janeiro.



Empregos Manager Online

Bloco da Imprensa divulga samba enredo

O Bloco de Carnaval da Imprensa já definiu o samba-enredo que vai embalar os jornalistas e comunicadores no desfile que acontecerá no dia 15 de fevereiro, na Avenida Dom Lúcio.

Para surpreender os jurados o grupo, liderado pelo jornalista policial Cristiano Alves (jornal Diário da Serra), decidiu trabalhar  dois temas: reaproveitamento de materiais recicláveis e doação de vida, e batizou o samba como: “Reciclando o estandarte, vou doar meu coração”. A” proposta é falar de pessoas que fazem o bem e da preservação ambiental”, diz Alves.

A apresentação do samba e sua melodia aconteceu na quinta-feira, dia 7, durante o primeiro ensaio de 2010. “Nessa reta final de preparação, a Imprensa vai intensificar os ensaios e produção de fantasias”, explica Alves, apontando outros objetivos a serem cumpridos até o início da Folia.

Mesmo quem não faz parte da imprensa pode se inscrever no grupo para desfilar. Informações pelo telefone (14) 9718-1852. Nos ensaios, os Instrumentos estão sendo emprestados aos componentes que não dispoem do material. Para aqueles que não sabem tocar, o bloco, através da Prefeitura de Botucatu, está contando com a participação de um professor. A Prefeitura também está apoiando na confecção de fantasias.

Confira a letra, que tem autoria conjunta entre todos os integrantes do bloco

Reciclando o estandarte,
vou doar meu coração

No céu surgiu uma estrela Com um brilho sem igual
Anunciando que a imprensa
Vive mais um carnaval

Vou fazer a minha parte
Buscando a conscientização
Reciclando minha arte
Defendendo a doação

E na folia, eu espero
Incentivar a boa ação
E eu quero meu amor
Com carinho e sem pudor
Te doar meu coração

Sou guerreiro da natureza
Que precisa de ação
Brincando vou cantando
A fantasia reciclando
Pra brincar de folião

Eu hoje tô
Tô que tô legal
Me comunicando, galera
Com o carnaval

E lá no céu...



Empregos Manager Online

Mc Pirú, autor do Rap da Dise, lança CD em fevereiro

Por Renato Fernandes

O músico botucatuense, Luciano Augusto Lelis Mariano, conhecido como Mc Pirú, ganhou notoriedade em Botucatu e conseguiu projeção nacional como autor do Rap da Dise. Agora, o artista prepara o seu retorno com o lançamento do CD “Bonde da Malóka”, com Rap e funk.

Na capa do álbum já terá estampado o aviso “Sem apologia”. “Não quero essa interpretação”, diz. “Serão 12 canções, que tratam sobre temas diversos”, completa. Apesar de fugir da propaganda ao crime, Pirú lembra que as faixas retratam a dura vida da favela e a marginalidade.

Das doze composições, nove já foram gravadas: ‘Mensagem do Além’, ‘Em Busca da Paz’, ‘Estilo Bagdá’, ‘Para Fechar Com Nós’, ‘Me Dê Seu Coração’, ‘Garota Baladeira’, ‘Dança do Pirú’ e ‘Vida Loka Também Ama’. “As outras estão em processo de gravação”, conta.

A intenção do artista é lançar o trabalho em fevereiro, durante um show. “Não tenho nada defninido ainda, mas vou fazer esse lançamento no próximo mês”, garante.

Pirú ainda não definiu o sistema de distribuição do álbum, e declara a intenção de comercializar o trabalho a preços extremamente populares. “Vou vender por R$ 5. Quero colocar o Cd em todas as lojas da Cidade. Espero conseguir”.

O carro-chefe do álbum é a canção “Mensagem do Além”, onde é contada a história de um jovem, que vivia na marginalidade,  e vem a ser assassinado, mas retorna para falar com sua mãe.

A projeção rápida, com um rap polêmico e que desagradou as autoridades leva as pessoas a acreditarem que Pirú é apenas um aventureiro no mundo da música, entretanto, o artista estudou no Conservatório Dramático e Musical de Tatuí, e já acompanhou duplas sertanejas de renome, e outros artistas da Cidade em shows diversos.

Enquanto o CD não sai, o trabalho do rapper pode ser visto pelo site de vídeos Youtube






Empregos Manager Online

Cineclube Ybitu Katu dedica janeiro aos musicais do cinema

Por Renato Fernandes

Como acontece anualmente, o mês de janeiro tem a menor agenda cultural do ano, o Teatro Municipal  Camillo Fernandez Dinucci entra em recesso para manutenção, produtores e artistas aproveitam o período como férias.

Restam aos botucatuenses as exposições no MAC (Museu de Arte Contemporânea Itajay Martins) e ações da iniciativa privada, que também são reduzidas.

Quebrando esse marasmo cultural, o Cineclube Ybitu Katu reservou janeiro para promover um verdadeiro intensivo cinematográfico, anunciando a exibição de 12 filmes. Uma quantidade três vezes acima que a média de 4 projeções mensais.

Como já é tradição, o mês será destinado a um tema específico: “Musicais”, com sessões aos sábados, às 19h30, em seguida acontecerão sessões alternativas às 23 horas, com os “Clássicos do Terror”, e às quartas-feiras, às 19h30, serão reprisados os filmes mais votados do segundo semestre de 2009.
Para prestigiar a programação não é ncessário desembolsar nada. A produção, solicita apenas, que os interessados em ajudar o Asilo Padre Euclides, doem um quilo de alimento não perecível. As sessões são realizada no CCB (Centro Cultural de Botucatu).

Confira a programação completa do cineclube:

Musicais:

Sábados às 19:30
09/01: O Picolino (Mark Sandrich, 1935)
Em Londres, Jerry Travers , um dançarino americano, está ensaiando um número de sapateado em seu quarto de hotel, pois foi contratado por Horace Hardwick, um empresário, para fazer um show. Entretanto, ele acaba incomodando a bela Dale Tremont, a vizinha do quarto embaixo. Logo ambos começam a apaixonar-se. Duração: 99 minutos.

16/01: Cantando na chuva (Gene Kelly & Stanley Donen, 1952)Don Lockwood e Lina Lamont são dois astros do cinema mudo que, com a chegada do som, devem fazer a transição também em suas carreiras. Enquanto Don se sai muito bem, Lina se aproveita o quanto pode de Kathy Selden, uma jovem que sonha em ser atriz, mas tem que trabalhar como escrava dublando a péssima voz de Lina. Quando Don se apaixona por Kathy, decide fazer de tudo, para que o talento da amada seja finalmente reconhecido. Duração: 118 minutos

23/01: Ópera do Malandro (Ruy Guerra, 1985)
Nos Anos 40 malandro elegante e popular figura do boêmio bairro carioca da Lapa explora cantora de cabaré e vive de pequenos trambiques. Até que suerge Ludmila, a filha do dono do cabaré, que pretende tirar proveito da guerra, fazendo contrabando. Duração: 100 minutos.

30/01: All That Jazz - O Show Deve Continuar (Bob Fosse, 1979)
Joe Gideon é um diretor de cinema e coreógrafo mulherengo, que trabalha, simultaneamente, na edição de seu filme e nos ensaios de um musical. Nisto, ele sofre um enfarte e, com a vida por um fio, revê momentos da sua vida, transformando-os em sua imaginação em números musicais. Sua atenção é disputada por 4 mulheres: sua namorada, a ex-esposa, a filha e a Morte, representada por uma bela loira vestida de branco, que conversa com ele de forma bem instigante. Duração: 123 minutos

06/02: Hair (Milos Forman, 1979)
Capaz de transmitir toda energia, paixão e musicalidade que embalou o mundo, Hair é uma homenagem divertida e forte ao espírito turbulento dos anos 60. Um dia antes de alistar-se à Guerra do Vietnã, um jovem do interior faz amizade com um grupo de hippies urbanos que, dentre outras coisas, tentam-no convencer sobre a inutilidade da guerra e o ajudam a conquistar uma moça da classe alta, pela qual se apaixonou. Duração: 121 minutos.

Clássicos do Terror
Sábados: 23 horas
23/01: Bebê de Rosemary (Roman Polanski, 1968)
Um jovem casal se muda para um prédio habitado por estranhas pessoas. Quando ela (Mia
Farrow) engravida, passa a ter estranhas alucinações e vê seu marido (John Cassavetes)
se envolver com os vizinhos, uma seita de bruxas que quer que ela dê luz ao Filho das
Trevas. Duração: 136 minutos

30/01: O Estranho Mundo de Zé do Caixão (José Mojica Marins, 1968)
Elevado ao estado inatingível dos seres sobrenaturais, Zé do Caixão desfia sua filosofia e apresenta três contos. Em O Fabricante de Bonecas, marginais invadem a casa de um velhinho e descobrem o segredo da confecção de suas bonecas. Em Tara, um vendedor de balões fantasia uma paixão doentia por uma garota que ele segue, obsessivamente pelas ruas. Em Ideologia, o excêntrico Professor Oãxiac Odéz tenta provar a um rival que o instinto prevalece sobre a razão, usando métodos nada ortodoxos. Duração: 80 minutos.

06/02: Suspiria (Dario Argento, 1977)
Uma novata em uma elegante academia de balé percebe, aos poucos, que a escola é na verdade uma fachada para um mundo sinistro e bizarro, cujo objetivo é promover caos e destruição. Duração: 98 minutos

Reprise dos mais votados do segundo semestre de 2009
Quartas às 19:30
13/01: Deixa ela entrar (Thomas Alfredson, 2008)
Uma interessante variação sobre o mais que explorado tema do vampirismo. Aterrorizado por valentões da escola, um solitário garoto de 12 anos, Oskar, se torna amigo de uma jovem e misteriosa vizinha, cuja chegada coincide com uma série de horríveis mortes e ataques. Mesmo descobrindo que ela é uma vampira, sua amizade com a estranha se torna maior do que o medo. Vencedor de 53 prêmios, entre eles, o de Melhor Filme nos Festivais de Chicago, Edinburgh e Amsterdan. Duração: 114 minutos.

20/01: Metrópolis (Fritz Lang, 1927)
O futuro é distante e o mundo está sob o comando dos poderosos, que isolaram os mais pobres no subsolo como se fossem seus escravos, para que trabalhassem em prol dos mesmos. Comandados por Freder Fredersen (Gustav Fröhlich), os operários são obrigados a trabalhar  sem cessar para que a cidade não pare. Obra-prima de Fritz Lang, reconhecido como um dos filmes-mudos mais importantes já lançados no cinema, continuando atual ainda hoje. Duração: 123 minutos

27/01: Vidas Secas (Nelson Pereira dos Santos, 1963)
Família de retirantes, Fabiano, Sinha Vitória, o menino mais velho, o menino mais novo e a cachorra Baleia, que, pressionados pela seca, atravessam o sertão, em busca de meios de sobrevivência. Recebeu o prêmio do OCIC e prêmio dos Cinemas de Arte em Cannes em 1964. Baseado na obra de Graciliano Ramos. Duração: 103 minutos.

03/02: Casa Vazia (Kim Ki-Duk, 2004)
Um jovem vagabundo invade a casa de estranhos e mora nela, enquanto os donos estão fora. Para pagar a estada ele realiza pequenos consertos ou faz limpeza na casa. Ele costuma ficar um ou dois dias em cada lugar, trocando de casa constantemente. Até que um dia encontra uma bela mulher em uma mansão, que assim como ele também está tentando escapar da vida que leva. Duração: 95 minutos



Empregos Manager Online

Conheça os quesitos que serão julgados no Carnaval 2010 de Botucatu

Os blocos que desfilarão no Carnaval de 2010, receberão premiações de R$ 800, em material de consumo para afolia de 2011. O prêmio será entregue para os melhores em 4 categorias: Bateria, Comissão de Frente (Abre Alas), Mestre-sala e Porta-bandeira. Rainha da bateria e Fantasias.
Com a divulgação da iniciativa, os blocos têm procurado se organizar para apresentar o seu melhor no desfile que acontecerá no dia 15 de fevereiro, das 19 às 21h30, na Avenida Dom Lúcio, com itinerário entre o Espaço Cultural e a Rua Leônidas Cardoso.
Para esclarecer os foliões a respeito dos quesitos que serão levados em conta no julgamento, a Subsecretaria Municipal de Turismo divulgou os itens que serão considerados e penalizados pelos jurados. Os pontos citados pela proposta devem ser  analisados pelo julgador antes de conceder notas de 04 a 10.

Confira os itens que serão analisados

Bateria:
Considerar - A manutenção regular e a sustentação da cadência da Bateria, em consonância com a Samba-enredo; a perfeita conjugação dos sons emitidos pelos instrumentos; a criatividade e a versatilidade.

Não considerar - A quantidade de componentes de cada bateria, pois não há limite mínimo de integrantes; a utilização de instrumentos de sopro, ou qualquer outro artifício que emita sons similares e eventuais panes no carro de som ou no sistema de sonorização durante o percurso do desfile.

Comissão de Frente:
Considerar - O cumprimento da função de saudar o público e apresentar o bloco; a coordenação, sintonia e criatividade durante sua exibição, podendo evoluir da maneira que desejar.

Penalizar - A queda ou perda, mesmo que acidental, de parte da indumentária, como, sapatos, esplendores, chapéus, entre outros.

Não considerar - O eventual desfile de componentes que já tenham participado, individualmente ou em conjunto, no mesmo ano e função, de outros desfiles, mesmo que em grupos diferentes.

Mestre-sala e Porta-bandeiras
Considerar - A exibição de dança do casal, considerando que não sambam e sim, executam um bailado no ritmo do samba, com passos e características próprias, com meneios, mesuras, giros, meias-voltas e torneados; Harmonia do casal que, durante a sua exibição, com graça, leveza e majestade, deve apresentar uma sequência de movimentos coordenados, deixando evidenciada a integração do casal; A função da Porta-bandeiras é conduzir e apresentar o pavilhão do bloco, sempre desfraldado, sem enrolá-lo em seu próprio corpo ou deixá-lo sob a responsabilidade do Mestre-sala.

Penalizar - A queda ou perda, mesmo que acidental, de parte da indumentária como, sapato, esplendor, chapéu, entre outros.

Não levar em consideração - O eventual desfile de primeiro Mestre-sala e ou primeira Porta-bandeira que já tenha participado, no mesmo ano e função de outros desfiles, mesmo que em grupos diferentes e, até mesmo individualmente formando dupla com qualquer outro parceiro; a eventual substituição, durante o desfile, do casal em julgamento.

Rainha da Bateria:
Considerar - empenho durante o desfile; incentivo aos músicos a tocarem com maior empolgação no decorrer do percurso; comando na percussão e autenticidade de uma passista.

Penalizar - Queda ou perda, mesmo que acidental, de parte da indumentária.

Não considerar - Personalidade de destaque na sociedade botucatuense que sirva como um grande marketing para o bloco.

Fantasias
Considerar - concepção, adequação das fantasias ao enredo, que devem cumprir a função de transmitir as diversas partes do conteúdo do enredo; capacidade de serem criativas, mas devendo possuir significado dentro do enredo; a impressão causada pelas formas e pelo entrosamento, utilização, exploração e distribuição de materiais e cores; acabamento e cuidados com a confecção; uniformidade de detalhes, dentro da mesma ala; indumentária do casal Mestre-sala e Porta-bandeira, verificando sua adequação para a dança e a impressão causada pelas suas formas e acabamentos; indumentária da Comissão de Frente que poderá ser tradicional (fraques, casacas, summers, ternos, smoking, estilizados ou não) ou realizadas de forma relacionada ao enredo, levando-se em conta, neste caso, sua adequação para o tipo de apresentação proposta; impacto da fantasia de destaque.

Penalizar - a ausência significativa de chapéus, sapatos e outros complementos de fantasias, quando ficar nítido que a proposta era originalmente a presença desses elementos nas indumentárias da Bateria, Comissão de Frente  e Mestre-sala e Porta-bandeira.

Não considerar - Inclusão de qualquer tipo de merchandising (explícito ou implícito) em fantasias; a presença de desfilantes com a genitálias à mostra, decorada ou pintada; a quantidade de diretores com camisas da escola, desde que desfilem pelas laterais ou na parte final da escola.





Empregos Manager Online

Vereador faz vistoria em ponte na Demétria

O vereador Aberlardo (PV) fez vistoria em ponte de madeira no Sítio Coqueiro, próximo ao bairro Estância Demétria. A ação, empreendida na tarde de sexta-feira (8), foi motivada por solicitação de moradores da região.

De acordo com relato dos residentes, parte do acesso à ponte foi danificada pela força das chuvas que têm atingido Botucatu no último mês. Aproximadamente 15 chácaras e sítios estão ilhados desde que o dano aconteceu, há cerca de duas semanas.

Com isso, o trânsito de automóveis pelo local ficou impossibilitado, podendo o transporte acontecer apenas de motocicleta. Conforme os moradores, em função do tamanho do buraco que foi formado, nem tratores conseguem passar.

Segundo o parlamentar, o problema precisa ser resolvido rapidamente, já que existem crianças residentes na região que vão utilizar o transporte escolar já no próximo mês – com o início das aulas das redes municipal, estadual e particular. Além disso, o vereador Abelardo destaca que há uma mulher que está com um filho recém-nascido em casa e pode necessitar de transporte mais ágil.

O parlamentar explicou aos moradores que a Secretaria Municipal de Obras, da Prefeitura de Botucatu, está sobrecarregada com diversos reparos emergenciais devido às chuvas que atingiram a Cidade. Por isso, o serviço pode demorar.

Mas, o vereador Abelardo afirma que já entrou em contato com o secretário Municipal de Governo, Caco Colenci, para notificação do problema na ponte da região do Sítio Coqueiro e aguarda resposta do Poder Público.

Assessoria e Imprensa da Câmara Municipal de Botucatu



Empregos Manager Online

Dermatologista da FMB orienta sobre prevenção de acidentes com animais marinhos

Durante o mês de janeiro e fevereiro, a Unesp dará procedimento a sua atividade anual de orientação a banhistas que viajarem principalmente para as praias do litoral paulista. O dermatologista Vidal Haddad Jr., professor da Faculdade de Medicina da Unesp de Botucatu, produziu - em parceria com pesquisadores da USP - um material educativo sobre acidentes marinhos com o objetivo de manter a população informada, no período de férias, quando aumenta o fluxo de pessoas nas praias.

Criado em 2005, o material, em formato folder, traz detalhes de como devemos proceder quando nos deparamos com um animal marinho; que tipo de cuidado os mergulhadores devem tomar ao entrar em contato com esses animais; e de que forma devemos estar preparados para fazer uma caminhada em costões rochosos e praias, entre outras situações.

Para os passeios em locais rochosos, o médico diz que todo cuidado é pouco. A dica é caminhar sempre com os pés protegidos por um calçado firme de solado antiderrapante (tênis ou sapatilha). Como as rochas são, geralmente, cobertas por cracas e ostras, que têm bordos muito cortantes, a presença de bactérias e fungos na superfície desses animais pode causar infecções nos ferimentos.

Também por meio do folder, é possível saber sobre medidas de prevenções e primeiros socorros: onde vivem e como são os animais marinhos; os riscos que essas espécies podem trazer; os sintomas no caso de acidente; como fazer para evitá-los; e os tipos de tratamento que podem ser feitos. Haddad – que lançou em 2008 o livro Animais aquáticos potencialmente perigosos do Brasil: guia médico e biológicoI (editora Roca) – afirma que urina, corticóide, álcool ou Coca-Cola, utilizados pela população para aliviar os sintomas, não têm comprovação científica e seus usos devem ser evitados, sob pena de agravamento do quadro da pessoa acidentada.


Verão: aumento de acidentes
Nas praias brasileiras a ocorrência de acidentes por animais aquáticos aumenta todo início de verão. Em janeiro de 2008, foram registrados mais de 900 casos de queimaduras por caravelas (espécie de água-viva) em banhistas da Praia Grande e Mongaguá, além de ocorrências nas cidades paulistas de Peruíbe, Santos, São Vicente e Guarujá.

Na ocasião, o dermatologista Vidal Haddad Jr. atendeu as vítimas dos acidentes aquáticos e tomou medidas preventivas junto à Secretaria de Saúde da Praia Grande e à equipe médica local, divulgando os folhetos explicativos à população.

 O folder poderá ser consultado pelo site http://www.dangerousaquaticanimals.com.br

Assessoria de Comunicação e Imprensa da Unesp



Empregos Manager Online

Novo forno incinerador da Unesp de Botucatu está em construção

Está em construção no campus da Unesp, em Rubião Júnior, um novo  forno incinerador para a eliminação dos resíduos infectantes gerados principalmente pelo Hospital das Clínicas. O equipamento substituirá  o antigo dispositivo, que não atende aos padrões exigidos pelos órgãos fiscalizadores e será desativado.

A previsão é que a obra seja concluída ainda em 2010. Atualmente, é  feita a fundação do prédio. Os recursos serão destinados integralmente pela Reitoria da Unesp e  compreendem: R$ 906 mil para o barracão que abrigará o incinerador e R$ 654 mil para o novo equipamento. O incinerador terá capacidade para queimar 200 kg de lixo por hora e contará com duas câmaras de combustão, sendo uma funcionando a 800 ºC e outra a 1.200 ºC.


O material, após passar pelo processo inicial de combustão, é submetido a um  resfriamento brusco. De 900 ºC cai para 180 ºC. Segundo o engenheiro mecânico Felipe José Faria Bernardes, responsável por parte do projeto, esse procedimento praticamente anula a formação de substâncias tóxicas.
 Será reduzido em 90% o volume de lixo infectante.

Devido à legislação ambiental do Estado de São Paulo ser mais rigorosa que a federal, o incinerador terá uma parte de sua estrutura importada da Alemanha. Isso representará um tratamento de gases mais avançado.

Serão tratados resíduos tipos A, B e E. O primeiro oferece riscos  biológicos (seringas, bolsas de sangue, órgãos, tecidos, etc); o segundo representa riscos químicos (medicamentos vencidos, frascos contaminados e resíduos farmacêuticos em geral) e o tipo E são os materiais perfurocortantes (agulhas, bisturis, etc).

 De acordo com o engenheiro Bernardes, a principal vantagem do novo  forno incinerador será sentida pelos operadores e o meio ambiente. "O novo forno vai proporcionar condições mais adequadas de trabalho, um controle maior dos poluentes emitidos durante a incineração, sem atingir operadores ou o ambiente. Possuirá, ainda, dosadores automatizados de combustível", esclarece.  "Uma questão para se refletir é que vamos ter de contar com a colaboração de todos para uma segregação adequada do material. É preciso separar o que é infectante ou não", colocou.

A Unesp já possui uma licença prévia e trabalha para obter a de instalação do aparelho. Após a construção do galpão onde ficará o forno, será necessária uma permissão para que tenha início a operação.

Assessoria de Comunicação e Imprensa Da FMB/Unesp - Botucatu



Empregos Manager Online