dezembro 31, 2009

Um erro não justifica um momento

O corte das árvores do jardim paraíso foi sim um erro.

Um erro administrativo que oferece um poder de barganha incrível.

Ainda ontem, vi nos jornais, um pai desesperado porque atropelou um filho de pouco mais de um ano, uma fatalidade. Esse Pai vai sentar na frente de um juiz e responder por homicídio culposo “sem intenção de matar”.

É Prefeito: o difícil vai ser *sentar na frente dos juízes políticos e aproveitadores, que subiram no bonde andando e estão querendo sentar na janelinha para transformar um erro administrativo em um momento político.

Sou o morador que perdeu a visão de frente das árvores e não gostei. Gostaria de ver ali duzentas árvores, de muitas espécies com placa de identificação. Só isso!

Isso não devolve a visão de ontem, mas planta a visão de um amanhã. Já o pai que perde um filho ou um filho que perde o pai em um acidente culposo só pode plantar a fé.

Se algum morador próximo quiser me convidar para uma conversa madura sobre o que podemos pedir para ali plantarmos um exemplo de cidadania, estou à disposição, caso contrário, deixem os oportunistas continuarem “plantando” cruzes.
  
José Luiz Amat Filho

Prefeitura Municipal abre 1200 vagas em creches em 2009

Quatro meses após o lançamento da Grande Arracanda da Educação, a Prefeitura Municipal de Botucatu acabou com a fila para creches municipais, que já somavam mais de 900 crianças, com a inauguração do Centro de Educação Infantil José Luiz Amat, no dia 29 de dezembro. Com isso, a administração somou a abertura de 1200 novas vagas para 2009.

Fim da fila – Em 15 de setembro foi inaugurada a CEI Claudeval Luciano da Silva” ou 'Creche do Comércio', que atende preferencialmente aos filhos de mães que trabalham no setor. A unidade tem capacidade para atender até 300 crianças.

Ainda em setembro, no dia 30, a Prefeitura Municipal de Botucatu fez a entrega da reforma e ampliação da creche Aída Heloísa Ávila, no Jardim Brasil. As melhorias foram nos banheiros, lavatórios e cozinha, com instalação de chuveiros novos, rede de abastecimento de gás, cobertura para a chuva; construídas calçadas e trocadas as grades. Também foram comprados equipamentos novos para o fraldários, trocadores, dispensa e também foi construído um solário para os bebês, com piso revestido frio e feita uma horta. Também foi implantado um parque de diversões.

Em Outubro, foram entregues as novas e modernas instalações do Centro de Educação Infantil João Queiroz Marques, na Vila Assunção. O projeto desenvolvido pela Secretaria Muncipal de Planejamento inclui salas exclusivas de atendimento como o projeto lego e brinquedoteca, além da biblioteca infantil, que é inédita no município. O local ainda oferece aos alunos espaços para atividades físicas e parques temáticos, todos adaptados para a faixa etária de 0 à 5 anos. A CEI atualmente tem 206 alunos e poderá atender até 600 crianças com a reforma. Para a diretora da unidade, Cláudia Gabriel, o novo prédio vai possibilitar avanço na qualidade de ensino oferecida.

Em novembro, A Prefeitura Municipal de Botucatu fez a entrega da ampliação do Centro de Educação Infantil Horeste Spadotto, na Vila Ferroviária. O local atendia 240 crianças e agora terá capacidade para 350. Entre as mudanças estão a ampliação do refeitório, construção de 4 salas de aula, lavanderia, berçário, horta e palco para apresentações artísticas, além da adaptação nos banheiros, totalizando 880m² de área construída.

No dia 15 de dezembro, a Prefeitura Municipal inaugurou o prédio que abriga as novas instalações da creche da Vila Aparecida e EMEI da Vila São Lúcio, que pode atender até 290 crianças, sendo 110 na Creche e 180 na EMEI. Seguindo o cronograma do Projeto Grande Arrancada da Educação, várias características formam o diferencial deste Centro de Educação se comparado com a realidade que a Creche e a EMEI viviam, de acordo com o Secretário de Educação, Narcizo Minetto Júnior, o espaço oferecido é totalmente diferente

Grande Arrancada da Educação - Todas as escolas ganharão estrutura padrão, lousas digitais, computadores e laboratórios de ciências nas salas de aula, camas nas creches, câmeras de vídeo para monitoramento pela internet, equipamentos de áudio e vídeo, adaptação da estrutura para portadores de necessidades especiais, cobertura das quadras de esporte, trocas dos playgrounds, climatizadores de ar para salas ambientes e instalação de consultórios médicos-odontológicos, o primeiro foi entregue em setembro, em César Neto.

O ensino também deve ser padronizado em toda rede, com implantação do reforço escolar, escolas em tempo integral e formação continuada dos professores por meio da Universidade Aberta.

Outro ponto de destaque foi a reformulação da grade curricular da Educação de Jovens e Adultos, com capacitação especial aos formadores e demais envolvidos. Por meio de convênio com a UNESP, será oferecido cursinho pré-vestibular aos alunos do EJA, que atualmente possui 177 alunos desempregados e 200 empregados.

A educação especial também deve ser oferecida na rede regular de ensino para portadores de necessidades especiais, em classes, escolas ou serviços especializados. Nas creches, a novidade é a figura do cuidador, que irá participar ativamente dos cuidados com os alunos.



Empregos Manager Online