outubro 30, 2009

"Museu Caboclo e do Tropeiro" volta para Botucatu

Por Renato Fernandes

O dia 8 de outubro será de festa para o adoradores da tradição tropeira da região, com a reinauguração do “Museu Caboclo e do Tropeiro”, que agora, tem sua sede instalada no sítio Kinder Haus, na estrada de acesso ao Véu de Noiva.

A programação do evento atende toda a família e tem início às 9h30, terminando por volta das 18 horas. Neste período, acontecerão atividades variadas, como shows de música raiz, moda de viola, sertaneja, contação de ‘causos’ sobre a vida tropeira e outras atividades que valorizem a origem do tropeirismo, cavaleiros e das comitivas boiadeiras no Brasil.
Além disso, a alimentação será garantida por receitas tí picas, como arroz carreteiro, feijão tropeiro, churrasco, farofa e café tropeiro.

A nova sede é construída em alvenaria e foi conquistada após convênio entre o patrono e fundador, Fernando Dias e o proprietário do sítio, André Luis Alpes. “Conheço o Fernando há mais de 20 anos, e ele esteve em casa falando sobre a história do museu e a vontade de desencaixotar as peças e voltar a colocá-las em exposição. Como temos um galpão amplo, que servia para abrigar funcionários,  decidi disponibilizar esse espaço para o Museu. Sou admirador do trabalho do Fernando e tenho consciência da necessidade de mantermos viva essa cultura’, diz Alpes.

Dias explica que manteve o museu em área próxima à nova sede durante seis anos, contando com pouco apoio da iniciativa privada e poder público. O patrono ressalta que nos últimos três anos o acervo esteve abrigado em Pratânia, no Espaço Taquara Póca. “Com a mudança do prefeito de Pratânia ficou difícil mantermos o museu no espaço que usávamos. Foi então que surgiu a possibilidade de retornarmos com o acervo para Botucatu”, afirma Dias.

Alpes explica que o acervo foi ampliado e que agora novas peças passam a contar novos capítulos da história do tropeirismo. “Após a reinauguração, pretendemos estabelecer convênios com o Poder Público para possibilitar às crianças da rede municipal de ensino visitarem o acervo. É importante saberem a respeito dos tropeiros e como foram formadas as cidades do Estado de São Paulo”, diz.

O museu fica no quilômetro 1,5, da Estrada de acesso ao Véu de Noiva, região do Bairro Demétria. Informações e agendamento de visitas pelos telefones: (14) 3881-7654, (14) 9692-8979 ou (14) 8134 - 2715.

Mercado de presentes está otimista para o final do ano

A troca de presentes no final do ano só acontece nos últimos dias de dezembro, porém as empresas do setor começam a trabalhar bem antes. Quem atua nesse mercado está otimista, pois se espera grande movimento.

“Sessenta por cento das vendas estão concentradas nos últimos 3 meses do ano”, informa Teresa Mendes, proprietária da “Teteliê” - que produz embalagens para presentes, e é uma das nove empresas instaladas na Incubadora de Empresas de Botucatu.

Ela lembra que muitas corporações, pequenas ou grandes, optam por presentear seus funcionários e clientes. Dando preferência a embalagens que levam a sua marca, ou seja, um produto personalizado.

Nessa área de embalagens para presentes, existem opções criativas, como por exemplo: caixas de vinho (ou outras bebidas) produzidas em madeira MDF, com a pintura que imita o couro; relógios, risque-rabisque, porta-baralho com contador, embalagem para DVD de casamento e formatura, kit para festas infantis, entre outros.
No ramo de embalagens, sessenta por cento das vendas estão concentrados nos últimos 3 meses do ano
Os clientes do Teteliê são empresas de diversos segmentos, incluindo também o comércio atacadista e o de varejo. “O diferencial é que as pessoas optem por algo feito na nossa terra. Ao mesmo tempo que oferecemos um artesanato de qualidade, possuímos uma alta escala produtiva para atender a demanda do mercado. Além disso, pensamos no meio-ambiente, usando tintas sem solventes”, argumenta a empreendedora, Teresa Mendes.

Ela conta como surgem as ideias para os artesanatos. “Tudo vira produto. Quem cria é o próprio cliente, mostrando a sua necessidade”, cita Teresa. “Uma caixa personalizada para cesta de natal, por exemplo, acaba se transformando em objeto de decoração da casa”, lembra o sócio da empresa, Daniel Riboldy, que atua no negócio com a mãe.


Os preços dos produtos são convidativos. O porta-caneta custa cerca de R$ 4,00 e o porta-vinho: R$ 13,00.


A paixão pelo artesanato - Primeiro a arte surgiu como um hooby na vida de Teresa Mendes. Com o tempo, as pessoas foram gostando do trabalho e pediam os mais diferentes produtos. “Isso acabou virando negócio”, conta ela, que antes trabalhava como gerente de compras da INDUSCAR (antiga Caio), fabricante de ônibus.


Oportunidade – A Teteliê passou a existir a partir de abril deste ano com a entrada na Incubadora de Empresas de Botucatu. “Vir para a Incubadora foi transformar o caseiro no profissional. Foi positivo em todos os sentidos. Temos toda a assessoria. Aprendemos diversas coisas, como cálculo de custos. Temos um espaço alugado com valor diferenciado, e outras facilidades. Aqui é uma escola”, define Teresa.


Com redução nos atendimentos de suspeitas da nova gripe, HC retoma rotina

Após reunião, dia 29 de outubro, entre a Superintendência do Hospital das Clínicas da Unesp (HC), Diretoria Clínica e equipes ligadas ao atendimento de pacientes com suspeita da nova gripe (vírus Influenza A suína) nos últimos meses, ficou decidido que será retomada a rotina anterior às emergências.

Toda mobilização e estrutura preparados para absorver a demanda serão desativados e os servidores que foram deslocados de suas funções por conta da doença retomarão suas atividades normais à partir do dia 3 de novembro.

O procedimento foi adotado devido à redução dos atendimentos de pacientes com suspeita de contágio em outubro, se comparado aos meses de setembro e agosto. “No entanto, isso não significa que a doença desapareceu. O que ocorre é que aparentemente o surto passou, mas novos podem vir, principalmente no final do ano ou quando chegar o inverno”, salienta Dr. André Balbi, diretor clínico do HC. “Um grupo acompanhará permanentemente possíveis casos suspeitos para tomar as medidas emergenciais, caso necessário”,  acrescenta.

Diário Oficial publica atos sobre multas da Anatel a telefônicas

Da Agência Brasil

Foi publicado no Diário Oficial da União de hoje (30) quatro atos punitivos da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) contra empresas de telefonia celular por não cumprimento das metas de qualidade.

De acordo com a assessoria da Anatel, um dos atos é referente a multas aplicadas em 2005 e 2006 contra a Amazônia Celular e a Telemig. Como as duas empresas foram compradas pela Oi e pela Vivo, respectivamente, as multas foram repassadas a essas empresas.

O montante aplicado à Oi soma R$ 207.329,38, que já foram pagos pela companhia. Já a Vivo, que ainda recorria das multas, terá agora que pagar R$ 1.310.503,18 pelas multas da Telemig.

Há ainda um ato contra a Claro, referente a multa aplicada em 2007, no valor de R$ 2.671.971,79. Apesar de ter continuado recorrendo, a empresa já havia pago a multa em 2008.

A Brasil Telecom também foi multada em 2007 no valor de R$ 405.692,70, quantia que também foi paga em agosto deste ano. Segundo a Anatel, todas as multas são referentes ao não cumprimento de metas de qualidade tanto de redes, quanto de atendimento.


Uso da robótica na urologia é tema de palestra na FMB

A utilização de meios robóticos em procedimentos cirúrgicos foi mostrada a médicos, residentes e alunos de pós-graduação vinculados ao Departamento de Urologia da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp durante a palestra “Robótica na Urologia: atualidades e perspectivas”, realizada dia 30 de outubro.

O ministrante foi o médico urologista José Roberto Colombo Júnior, do Hospital Albert Einsten, graduado pela USP (Universidade de São Paulo) e  que desde março de 2008 é responsável pelo serviço de cirurgia robótica do hospital paulistano. Durante a explanação, o médico abordou a evolução e os benefícios do auxílio de robôs em cirurgias minimamente invasivas.

Este uso acontece há uma década, mas no Brasil esta técnica foi introduzida em 2008. Apenas três hospitais a utilizam: Albert Einsten, Sírio Libanês e Oswaldo Cruz. “A urologia é uma das especialidades médicas pioneiras no uso de robôs para o auxílio em procedimentos cirúrgicos. Com esta técnica podemos observar benefícios aos pacientes como menor morbidade, tempo de internação e rapidez em sua recuperação”, explicou Colombo Júnior.

No entanto, a popularização da técnica ainda esbarra em questões econômicas como o alto custo de equipamentos e dos próprios procedimentos cirúrgicos. Os custos para aquisição de um robô voltado para cirurgias urológicas, em específico para câncer de próstata e o procedimento com o uso do robô podem custar US$ 2 milhões e R$ 22 mil, respectivamente para o hospital.

Flávio Fogueral - Jornal da FMB


Marcelo Tas no Cartoon Network com notícias da hora

Um novo jornalista está preparando a sua estreia na telinha do Cartoon Network. Mas, diferente de Peter Parker e Clark Kent, este é um jornalista de carne e osso apresentando notícias inventadas e que estimulam as crianças a se interessar por assuntos como meio-ambiente, política e cidadania. Trata-se do multimídia Marcelo Tas, que vai ancorar uma atração chamada PLANTÃO DO TAS. As cápsulas diárias com notícias da hora terão duração média de 2 minutos e serão exibidas todos os dias, a partir de 4 de janeiro, às 19h.
Apresentador será o âncora do PLANTÃO DO TAS, noticiário com as manchetes mais absurdas do mundo e que será lançado no dia 31/12 com uma retrospectiva 2009
A estreia oficial do PLANTÃO DO TAS, no entanto, acontece no dia 31 de dezembro, às 19h, com uma paródia das famosas retrospectivas de final de ano - trazendo o humor bem característico do Cartoon Network, é claro. Será um especial de meia-hora, com material gravado especialmente para a ocasião.

As matérias das cápsulas mostrarão as notícias mais estranhas do mundo, como o homem que proclamou a independência do menor país da Terra; o maior anão do mundo, que está com dificuldades de encontrar emprego no circo por causa da estatura; ou o lançamento da polêmica autobiografia do Lobo Mau, na qual ele conta que tem asma desde pequeno e jamais poderia ter soprado as casas dos Três Porquinhos. Um verdadeiro escândalo no mundo dos contos de fadas. No papel de âncora, Tas contará com a ajuda dos repórteres mirins Iolanda Violeta e Hugo Mascarenhas – interpretados respectivamente pelos jovens atores Gabriella Mustafá (11 anos, natural do Paraná) e Marcos Felipe Oliveira (13 anos, de São Paulo).

PLANTÃO DO TAS tem 30 mini-episódios e é uma produção do Cartoon Network com realização da Cuatro Cabezas - produtora responsável pelo “CQC” que Tas apresenta na Band. Marcelo Tas esteve envolvido pessoalmente em todo o processo, dos roteiros à escolha das crianças. “É sempre uma delícia trabalhar com o público infantil”, afirma ele. “Eles são dotados daquela sinceridade muito divertida. E também são muito exigentes com relação ao conteúdo que consomem na TV, nos gibis, nos videogames. Esperamos poder divertir pequenos e grandes com nosso jornalismo do absurdo”, completa.

Cartoon Network, rede de TV por assinatura com transmissão 24 horas da Turner Broadcasting System, Inc., traz os melhores personagens animados e live-action em desenhos, filmes, videoclipes e games, por meio de diversas plataformas incluindo TV, internet, eventos, produtos licenciados e meios digitais. O canal abriga o maior acervo de desenhos animados, com produções premiadas como As Meninas Superpoderosas, Ben 10, As Terríveis Aventuras de Billy e Mandy, A Mansão Foster para Amigos Imaginários, Chowder, As Trapalhadas de Flapjack, Sábados Secretos e Ben 10: Força Alienígena. O canal foi lançado em 30 de abril de 1993 e é transmitido na América Latina em mais de 28,6 milhões de domicílios em português, espanhol e inglês.


BNDES vai financiar carros elétricos para catadores de material reciclável

Da Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje (29) que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai financiar carros elétricos para catadores de material reciclável.

O anúncio foi feito durante a Expocatadores, em São Paulo. Ao discursar, Lula disse que o presidente do BNDES está disposto a financiar os carrinhos, que são desenvolvidos pela Usina de Itaipu.

Segundo Lula, a usina cederá os direitos de patente para os catadores. "Itaipu vai transferir o dinheiro da patente dos carrinhos para os catadores."

O presidente disse ainda que a intenção é que os carrinhos substituam as carroças que os catadores puxam com as próprias mãos. "Daqui a pouco os catadores estarão dirigindo esse carrinho e eles nem darão tchau para gente."

O presidente lembrou que há mais de 30 anos o BNDES possui linhas de crédito para esse setor e que hoje o país recebe visitantes da América Latina e da Índia para trocar conhecimentos sobre materiais recicláveis.