julho 29, 2009

Ex-aluno doa fotos da “Operação Andarilho” a acervo da FMB

O acervo de documentos históricos da Direção da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) recebeu nova contribuição de um ex-aluno. O médico otorrinolaringologista, Dr. Gastão Norberto Isique Vitral, 69, que integrou a segunda turma (1964-1969) da antiga Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu (FCMBB) doou, para digitalização, 34 fotografias sobre a “Operação Andarilho” e também que retratam a vida acadêmica de seu grupo na década de 1960 em ângulos que mostram, ainda, a Botucatu daquele tempo.

O material foi recebido pela historiadora Isaura Bretan, responsável pela organização do acervo histórico da FMB, que chamou Dr. Gastão para identificar as imagens. O ex-aluno da FCMBB mora atualmente em Avaré.

Ao revisar as fotografias durante conversa com a historiadora, Dr. Gastão relembrou passagens pitorescas de sua turma. Ele conta que junto com outros quatro sócios – também estudantes de Medicina – vendiam cachorros quentes. “Tínhamos cinco carrinhos, sendo que um usávamos para vender na faculdade e os outros quatro eram usados para vender os sanduíches na cidade. Comprávamos pão em São Paulo e trazíamos à Botucatu para que as padarias tentassem produzir algo parecido. Chamávamos nossos carrinhos, que eram uma espécie de empresa, de Pussy Dog (trocadilho com o famoso Pussy Cat), mas que não durou muito tempo”, relata, às gargalhadas.

Em relação à “Operação Andarilho”, Dr. Gastão lembrou-se que foi um dos poucos a ir de carro durante o percurso até São Paulo. “Havia um revezamento. O grupo que caminhava pela manhã, à tarde viajava em algum veículo. Na frente ia o caminhão da cozinha. No meu caso, eu levava as mulheres de carro”, cita. A “Operação Andarilho” seguiu pela Rodovia Marechal Rondon até Jundiaí e de lá foram pela Rodovia Anhanguera até São Paulo, onde os estudantes pediram, ao Governo do Estado de São Paulo, melhorias para a consolidação da FCMBB. “O meu grupo fazia questão de dizer que não tinha nenhum envolvimento político, queria apenas reivindicar melhorias”, frisa.

Os interessados em colaborar com o acervo de documentos históricos da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp podem fazer contato com a historiadora Isaura Bretan através do e-mail: historia@fmb.unesp.br ou pelo ramal da Diretoria (14) 3811-6140.

Unesp/Faculdade de Medicina/Botucatu e Hospital das Clínicas - Assessoria de Comunicação e Imprensa