junho 25, 2009

Universidade de Londrina suspende aulas por causa da gripe suína

Da Agência Brasil

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) suspendeu hoje (25) as aulas e as atividades administrativas por causa da influenza A (H1N1) – gripe suína. A decisão foi tomada durante reunião de emergência e funciona como medida preventiva, de acordo com comunicado divulgado pela UEL.

A nota explica que uma estudante da Universidade Estadual Paulista (Unesp), com o diagnóstico já confirmado para a doença, teve “contato direto” com servidores e estudantes da UEL no último dia 16.

“A administração da UEL apurou que a estudante circulou pelo restaurante universitário e biblioteca central, locais de grande concentração de pessoas. Ela também teve aulas no laboratório de anatomia e ainda manteve contato com estudantes das áreas agrárias.”

A suspensão segue até o dia 29. Nesse período, apenas serviços de emergência considerados fundamentais – como o Hospital Veterinário e o Hospital de Clínicas – permanecem funcionando.



Powered by ScribeFire.

Bauru lança o sistema "Transparência Bauru" e mostra as movimentações financeiras no município

A partir desta quinta-feira (25/06), a Prefeitura Municipal disponibiliza à população o sistema de governo eletrônico “Transparência Bauru”, através deste site.

O serviço possibilita o acesso às informações sobre as movimentações financeiras realizadas no município.

Essa iniciativa faz parte das ações de aplicação de conceitos de gestão pública eficiente e vem de encontro com as propostas de governo do Prefeito Rodrigo Agostinho, em tornar as informações públicas mais acessíveis e transparentes à população, e antecipa algumas medidas impostas pela Lei Complementar 131/09, assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 27 de maio.

Num primeiro momento, os dados financeiros serão atualizados mensalmente, com permanência de todo histórico anterior, ou seja, as inserções das informações serão cumulativas.

Entretanto, a Prefeitura já trabalha para que a inserção das informações financeiras do município ocorra em tempo real, como determina a Lei, além de outras informações.


Da Prefeitura Municipal de Bauru



Powered by ScribeFire.

Air France: corpos de piloto e de comissário do voo AF 447 foram identificados

Da Agência Brasil

A companhia aérea Air France informou hoje (25) que os corpos do comandante e de um comissário de bordo do voo AF 447 já foram identificados. Por meio de nota, o diretor-geral da empresa, Pierre-Henri Gourgeon, manifestou solidariedade às famílias.

O comunicado não informa o nome do comandante. Segundo a BBC Brasil, de acordo com informações veiculadas pela imprensa francesa  o piloto seria Marc Dubois, de 58 anos. A Air France informou que ele tinha 11 mil horas de voo – 1,7 mil delas em Airbus A330 e A340.

O Airbus A330 da empresa deixou o Rio de Janeiro com destino a Paris no último dia 31. Cinquenta corpos de passageiros foram encontrados, dos 228 que viajavam a bordo. Mesmo depois de vários dias sem encontrar mais corpos, a Aeronáutica e a Marinha continuam as buscas.



Powered by ScribeFire.

Anatel mantém a suspensão da venda do serviço Speedy pela Telefônica

Da Agência Brasil

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) rejeitou o pedido da empresa Telefônica para suspender a proibição da venda do serviço de banda larga Speedy, determinada pela Agência esta semana. De acordo com nota divulgada pela Anatel hoje (25), a suspensão da comercialização do Speedy tem como objetivo preservar os atuais usuários do serviço, pois a ampliação da base de assinantes aumentaria o volume de tráfego, com riscos de ampliar a vulnerabilidade e instabilidade da rede.

Segundo a Anatel, a suspensão da venda foi motivada pelas interrupções contínuas e abrangentes e do crescente número de reclamações dos usuários do Speedy. A determinação da agência, que foi publicada no Diário Oficial da União da última segunda-feira, também obriga a empresa a apresentar em 30 dias um plano para garantir a disponibilidade do serviço, conforme os índices contratados pelos assinantes.

Em nota, a Telefônica disse que deve apresentar ainda esta semana o plano de ações para aprimoramento do serviço Speedy. Segundo o comunicado, o presidente da empresa no Brasil, Antonio Carlos Valente, garantiu que a Telefônica descarta ingressar com um recurso judicial para suspender a decisão da Anatel.




Powered by ScribeFire.

ABR.3 de volta à Liga do Chopp nesta sexta-feira

A ABR.3 volta a se apresentar nesta sexta-feira, dia 26, a partir das 23h, na Liga do Chopp. O grupo, que já tem cadeira cativa na casa, promete mais uma apresentação empolgante com muito pop-rock. O grande destaque é a música "Se Liga”, que já virou "hit” nas rádios e também no YouTube (http://www.youtube.com/watch?v=FIBG41Puhzk), cujo vídeo gravado durante o show de aniversário de Botucatu já ultrapassou as 3,2 mil visualizações.

Os ingressos para o show na Liga custam R$15,00 (homens) e R$ 10,00 (mulheres). Quem tem o vip paga R$ 10,00 e R$ 7,00, respectivamente. Logo após o ABR.3 a festa continua com a dupla Marcelo Estevan e Esaú (sertanejo). A casa promete promoções no bar a noite inteira. Informações e reservas pelo fone (14) 3881-3951.

Mais ABR.3 - Para conferir a agenda de shows, as notícias ou fazer parte do fã clube acesse www.abr3.com.br. Lá os fãs também podem baixar o áudio da música "Se Liga”.

Comissão do Condephaat vistoria o Lageado e aproxima fazenda do tombamento

Por Renato Fernandes

"O potencial que temos nessa fazenda é extraordinário”. Estas são as palavras que a Diretora do Centro de Estudos de Bens Isolados do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Arquitetônico do Estado de São Paulo (Condephaat), Ana Luiza Martins, usou para dimensionar as chances de tombamento histórico pelo Estado, da Fazenda Experimental Lageado.

A especialista chegou na tarde de ontem ao município, junto com uma comissão técnica do conselho, composta por Leonora Portela de Assis (Diretora do Grupo de Estudos de Tombamento do Condephaat), Ana Luiza Martins, Paulo del Negro (Arquiteto e urbanista, Técnico do Condephaat), Mirza Maria Baffi Pellicciotta (Historiadora; Coordenadora de Planejamento e Informação da Prefeitura Municipal de Campinas), Juliana Binotti Pereira Scariato (Presidente do Conselho do Patrimônio Histórico de Limeira -Condephali).

“Não podemos nos antecipar com datas. Todo o estudo de tombamento passa por processo longo, com vários pareceres, mas o potencial é extraordinário. A fazenda representa três fases históricas, a primeira fazenda, no século 19; a estação experimental, logo após a crise de 29, quando é passada ao Estado e finalmente com a vinda da Unesp. Encontramos tudo muito bem preservado em sua essência. É um terreno muito fértil para a preservação, e que também pede por isso”, coloca Ana Martins.

O grupo foi recepcionado pelo coordenador do Projeto de Revitalização de Uso da Área Histórica da Fazenda Lageado, José Eduardo Soares Candeias, e antes de seguir rumo aos bens com potencial para o tombamento se reuniu com o vice-diretor da FCA, José Matheus Yalenti Perosa. “Precisamos que normas e projetos sejam discutidos e implementados de forma coletiva. O tombamento que estamos esperando é um passo fundamental para que isso ocorra e que possibilite essas ações”, diz Perosa.

O primeiro roteiro desenvolvido pelos especialistas mostrou o percurso do café, da colheita à secagem nos terreiros. Processo que utilizava a força da água no transporte e seleção dos grãos. Como guia o grupo contou com as explicações do arquiteto Guilherme Michelin.

Para Del Negro, o tombamento contribuirá inclusive para preencher lacunas na compreensão das técnicas empregadas no período do café e seu beneficiamento, citando como exemplo o complexo sistema empregado entre a colheita e secagem dos grãos. “A expectativa é a melhor possível. há um desafio em se entender como funciona o sistema, mas acredito que o tombamento ajudará no trabalho, principalmente na tentativa de esclarecer dúvidas e no entendimento do sistema. O fato do processo já estar aberto é um indício do potencial que o Lageado apresenta. Do processo de agora para o tombamento, o andamento tende a ser mais ligeiro”, ressalta.

Slides da visita




População já considera o Lageado como tombado

No período em que atua como coordenador do Projeto de Revitalização de Uso da Área Histórica da Fazenda Lageado, José Eduardo Soares Candeias, explica que percebe, principalmente entre os visitantes do Museu do Café, um entendimento de que a Fazenda Lageado já é tombada.
“Percebemos essa consideração no dia-a-dia das pessoas que visitam o museu. Muitas delas chegam e perguntam se toda a área é tombada, devido à conservação em que se encontram os bens. Na verdade, a comunidade quer essa área ainda mais preservada e acaba imaginando que ela já está tombada, quando na realidade ainda estamos nesse processo”, disse.

Para o vice-diretor da FCA, José Matheus Yalenti Perosa, a consideração que os botucatuenses têm pela Fazenda Lageado criou um inconsciente coletivo, onde a conservação da propriedade se confunde com o seu tombamento. “O Lageado está no inconsciente coletivo da população. A Fazenda faz parte da história da cidade, e diz respeito a seus primeiros moradores. Nessa propriedade se instalou uma escola de ensino superior que já carrega um conceito de preservação desde o início. Respeitamos a população e abrimos as nossas portas para o uso da comunidade, que entende esse cuidado e colabora com isso. Nossos visitantes de finais de semana não sujam, e também não quebram o patrimônio. Esse conceito de que o Lageado já é um bem tombado está no inconsciente coletivo de todo o botucatuense”.

A Diretora do Centro de Estudos de Bens Isolados do Condephaat do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Arquitetônico do Estado de São Paulo (Condephaat), Ana Luiza Martins ressalta que essa consideração conta pontos para o tombamento oficial. “Isso contribui para a avaliação e representa uma apropriação social que legitima o bem. É um comportamento incorporado com a história local, e isso já é meio caminho andado para a consideração do patrimônio. Mostra que ele já está efetivamente apropriado, assumido e reconhecido pela população”.

Mais de 30 bóias-frias feridos em acidente de caminhão na Rodovia João Mellão, em Avaré

Na manhã de hoje (25/06), um acidente grave foi registrado pela Base da Polícia Rodoviária de Botucatu, quando um caminhão Baú bateu de frente com uma carreta. O acidente aconteceu por volta das 6h30, no quilômetro 190, da Rodovia João Melão, município de Avaré.

O caminhão levava aproximadamente bóias-frias para a cidade de São Manuel. Já a carreta seguia itinerário contrário. Saíram vitimas do acidente pessoas, 38 pessoas, seis em estado grave e as demais com ferimentos leves. O condutor da carreta não sofreu nenhuma lesão.

A Polícia Rodoviária acredita que o motivo do acidente foi o mau tempo, informando que no início da manhã houve neblina e chuva fina.