maio 06, 2009

Mais 40 mil professores são chamados para financiamento de laptop

Educadores serão convocados por e-mail pela Secretaria; 14 mil já compraram seu computador


Mais 40 mil professores devem comparecer neste mês às agências da Nossa Caixa para efetivar o financiamento sem juros para compra de laptops. O grupo escalado deverá seguir o calendário definido pela instituição financeira e pela Secretaria de Estado da Educação. Até o momento, quase 14 mil professores já compraram o computador.

No banco, os convocados devem informar o número de parcelas que pretendem financiar - no máximo 24 vezes. A instituição financeira fará a análise de crédito dos interessados.
A convocação dos beneficiários é feita por e-mail pela Secretaria. A agência da Nossa Caixa a ser procurada deve ser a mesma escolhida no ato de inscrição no Programa. Outras informações sobre o calendário estão disponíveis no site www.professor.sp.gov.br

Como funciona

O programa "Computador do Professor" é uma parceria entre a Secretaria de Estado da Educação e a Nossa Caixa que facilita a aquisição de laptop de última geração por R$ 1.738 em até 24 vezes mensais, sem qualquer cobrança de juro, uma vez que o Governo do Estado arca com tais índices. As parcelas mensais para financiamento em 24 meses, por exemplo, são de R$ 72,42.

Depois de acertar o financiamento na Nossa Caixa, com análise de crédito, o educador recebe sua máquina em até sete dias úteis. O fabricante entra em contato para confirmação de local e horário de entrega do laptop. A primeira parcela do financiamento será debitada em folha de pagamento, no mínimo, 60 dias após a aprovação do crédito.

Secretaria de Estado da Educação

Audiência pública discute o sistema de transporte coletivo em Botucatu

Na próxima quinta-feira, dia 14, acontece na Câmara Municipal, uma audiência pública para tratar de assuntos referentes ao sistema de transporte coletivo urbano de Botucatu.

O evento é um pedido dos vereadores Fontão (PSDB), Curumim (PSDB), Xê (PSDB) e Abelardo (PV), que sentiram a necessidade de discutir toda a questão com autoridades, especialistas e a população.
“A falta de divulgação sobre o processo de definição de tarifas e outros assuntos relacionados ao transporte coletivo municipal e, as inúmeras mudanças já em curso ou programadas em relação ao trânsito e ao transporte coletivo está confundindo a população. Para esclarecer diversas questões relacionadas ao transporte coletivo em Botucatu consideramos importante a realização de uma audiência pública na Câmara Municipal a fim de satisfazer aos anseios dos munícipes e dos inúmeros usuários do transporte coletivo de nosso Município. Por isso, estamos convidando toda a população para participar e dar sua opinião, reclamação ou sugestão no dia 14 de maio na Câmara Municipal”, informam os parlamentares.

A audiência deverá contar com a participação do Secretário Municipal de Habitação e Transportes, Vicente Ferraudo e representantes da Empresa Auto Ônibus Botucatu e terá início às 19h30.

A Câmara Municipal de Botucatu fica na Praça Com. Emílio Peduti,112, centro da cidade. Mais informações através dos telefones: 3882-0636 ou 0800-556685.

FMB e HC divulgam plano para atender pacientes com suspeita de "gripe suína"

Com o objetivo de levar informações e esclarecimentos sobre o vírus A suína (H1N1) - da chamada gripe suína - a Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) e Hospital das Clínicas (HC), disponibilizam para o acesso de médicos, servidores da Saúde e também da população em geral, o "Plano interino de preparação para o atendimento de pacientes com influenza A suína (H1N1)". O material foi elaborado pelo professor Carlos Magno Fortaleza, médico infectologista e chefe do Departamento de Doenças Tropicais e Diagnóstico por Imagem da FMB.

O arquivo traz informações sobre a evolução do novo vírus, que foi identificado pela primeira vez no México, em abril de 2009, além de dados sobre a infra-estrutura do HC para o atendimento a pacientes com suspeita da doença, como ele será realizado e também as medidas administrativas que deverão ser adotadas. Consta no plano, ainda, a definição de casos considerados suspeitos.

O Hospital das Clínicas já integra a rede de hospitais de referência que terão condições de atender pacientes possivelmente contaminados pelo H1N1. Na manhã de quarta-feira, 6 de maio, já começaram a chegar à unidade os medicamentos antivirais.

Faça o download do plano Clicando Aqui

Assessoria de Comunicação e Imprensa da FM e HC/Unesp de Botucatu

Seleção aberta para bolsas da Fundação Ford

Agência FAPESP

A Fundação Carlos Chagas anuncia a Seleção Brasil 2009 do Programa Internacional de Bolsas de Pós-Graduação da Fundação Ford (International Fellowships Programa - IFP).

O programa oferece bolsas de mestrado por até 24 meses para cursos no Brasil e no exterior. As inscrições para a Seleção 2009 se encerram dia 25 de maio de 2009 (data de postagem). Não haverá prorrogação do prazo.

O IFP é realizado em 22 países da África, América Latina, Ásia, Oriente Médio e na Rússia, locais onde a Fundação Ford atua. No Brasil, a Fundação Carlos Chagas é a instituição responsável pela coordenação.

Para assegurar a diversidade de origem dos bolsistas, o IFP prioriza candidatos negros ou indígenas, nascidos nas regiões Norte, Nordeste ou Centro-Oeste ou provenientes de famílias que tiveram poucas oportunidades econômicas e educacionais.

Os bolsistas são selecionados com base em seu potencial acadêmico e de liderança e compromisso com a solução de problemas de sua comunidade, grupo social, região ou país.

Os selecionados poderão cursar programas de mestrado em qualquer área do conhecimento em universidade brasileira ou estrangeira. Além da bolsa de estudos, o programa pode oferecer apoios diversos aos selecionados, por exemplo, participação em cursos de curta duração, como de idiomas, informática e elaboração de projeto.

Mais informações: www.programabolsa.org.br/selecao.html, programabolsa@fcc.oorg.br ou (11) 3726-1079.

Músico lança método de ensino nacional do pífano

José Cláudio Lino já vem aplicando o método em aulas

De origem indígena, o pífano se tornou uma das marcas da cultura nordestina brasileira. A simplicidade e sonoridade são as características marcantes desta flauta de bambu. Qualidades que atraíram o ouvido e a atenção do músico José Cláudio Lino, que há quatro anos se dedica ao instrumento.

A iniciativa se tornou um método nacional, publicado por uma editora do ramo, e levado aos jovens botucatuenses. As aulas proporcionaram a criação da Banda Bambu, com alunos da Escola Aitiara e que além dos pífanos, uniu os sons da sanfona e da percussão para a execução de músicas tipicamente nordestinas.

“ O diferencial da Banda Bambu é que conseguimos unir quatro pífanos, já que no Nordeste, são usados apenas dois”, explica Lino.

O trabalho do músico botucatuense será exibido pela primeira vez no Teatro Municipal de Botucatu, na quinta-feira, dia 5, às 20 horas.

Dançarinos de break de Botucatu são premiados no campeonato de Itatinga

Por Renato Fernandes

Um grupo de dançarinos de break de Botucatu foi premiado em Itatinga, no ‘Campeonato de Break’ realizado pela Prefeitura do município, no dia 03 de Maio. A participação dos botucatuenses foi .possibilitada devido a colaboração do prefeito da cidade, Ailton Faria, que disponibilizou um ônibus para o transporte dos dançarinos. “Um evento aberto ao público onde outras cidades também estiveram o mesmo apoio da prefeitura de Itatinga, estavam presentes as cidades de Barra Bonita, Jaú, São Carlos, Bauru, Lençóis Paulista, Botucatu entre outras”, diz a dançarina Meriane Fogaça.

O grupo conseguiu destaque nas categorias: b.boys iniciantes (até 15 anos) - 1º lugar: b.boys Batata e Victor; 2º lugar: b.boys Botina e Tripa (ambos do projeto PIEC); categoria b.girl - 1º lugar: Meriane (grupo arte de rua) e 2º lugar:Lídia (Projeto PIEC); categoria dupla (velha escola) - 1º lugar: b.boys Robinho e Djou (All Star B.Boys Crew), ambos professores de break dance na escola Artistas S/A; categoria individual - 1º lugar: b.boy Evertinho (E.L.M. Crew) também representante da Associação Hip Hop Botucatu.
As premiações foram em dinheiro, com valores que variaram entre R$ 100 e R$ 200, além de troféus. "Esse dinheiro vem para somar. Será um investimento para os próximos campeonatos, já que não contamos com apoio algum", coloca o b.boy Robinho.

“Gostaríamos de agradecer ao prefeito e ao diretor de turismo de Itatinga pela oportunidade que nos deu e também parabenizá-lo pelo projeto que está sendo desenvolvido na cidade e que tem como objetivo tirar as crianças das ruas dando-lhes todo o apoio e oportunidade, mostrando a verdadeira cara do Hip Hop e quebrando qualquer preconceito”, disse a dançarina Meriane.

Euritmistas da escola Aitiara em turnê pela Alemanha

Grupo de euritmistas representará a cidade de
Botucatu no Fórum Internacional de Euritmia

Por Renato Fernandes

Um grupo de alunos da escola Aitiara embarca na sexta-feira, dia 8, para o Continente Europeu, onde participa do VI Fórum Internacional de Euritmia. O grupo fará uma mini-turnê por seis cidades alemãs, Cuxhafen, Dinslake, hagen, Erlanger, Bergen e Witten. São 12 alunos, comandados pela professora Suzana Murbach, que na turnê internacional estarão acompanhados pelo músico André Carino.

Segundo a educadora participar do festival é sinal de existência de uma escola da metodologia Waldorf, com trabalho de qualidade e maturidade nesta disciplina, classificando como uma honra o convite de participação especial no evento. Atualmente, apenas três escolas no Brasil contam com professores de Euritmia, profissionais em seu quadro: Aitiara, Rudolf Steiner (SP) e Viver de Bauru. “Para os alunos será uma grande oportunidade de conhecerem as culturas musical e poética de outros países. Conversar com alunos de nacionalidades diferentes da mesma idade escolar, já que estarão todos os participantes alojados no mesmo local e realizando todas as refeições juntos. Com isso ampliam suas vivências culturais e humanas”, disse Suzana, em recente entrevista ao Diário.

O grupo irá desenvolver um programa brasileiro, com músicas e poesias, além da realização de Workshops de Dança e uma Noite Brasileira.

Este será o segundo ano em que alunos da escola participam do evento a convite dos organizadores. Em 2008, o grupo foi agraciado com o apoio efetivo da Secretaria Municipal de Educação que cedeu ônibus para levar os estudantes ao aeroporto; dos participantes do ano passado apenas três já conhecem a Europa.

O fórum não tem caráter competitivo, mas, o público e os organizadores demonstram o seu reconhecimento pelas apresentações que mais o impressionaram. A performance da Aitiara, em 2008, foi considerada a mais empolgante pelo público e pelos organizadores.

Ao regressarem da Alemanha o grupo se prepara para apresentações no Teatro Municipal Camillo Fernandez Dinucci, em Botucatu, com possibilidade de temporadas em cidades do Estado, entre elas: Bauru e São Paulo.

Para possibilitar a viagem, alunos e pais trabalharam intensamente com apoio financeiro da ABT (Associação Beneficente Tobias) através do pedido anual da ABRE (Associação Brasileira de Euritmistas).

A dança - A euritmia é uma nova forma de dança que vem sendo desenvolvida desde 1912 e baseia-se no conhecimento do homem e do mundo como apresentado na Ciência Espiritual de Rudolf Steiner, a Antroposofia. Seus movimentos são coreografias, solísticas ou grupais, sobre a linguagem poética, em verso ou em prosa, e sobre a música instrumental tocada ao vivo.

O nome Euritmia foi proposto por Marie Steiner para a nova dança que surgia, mas existe como palavra e como conceito desde a Época Clássica na Grécia. Em sua obra de nome "Kanon", o escultor de Argos, Polykleitos (440 A.C.), define extensamente o conceito eurythmia como o equilíbrio de forças atuantes no corpo humano; eu-rhythmós – o ritmo equilibrado, belo, harmonioso é uma categoria estética oculta das Artes Plásticas. Também o arquiteto romano Vitruv (25 A.C.) utiliza o conceito "euritmia", relacionando-o com a harmonia na arte de construir.

Na Época Clássica de Weimar (1786-1832) surge novamente o nome Eurythmie, cujo conceito é definido por Herder como a "ordem benfazeja de um centro em relação a dois extremos".

Ao retomar esse termo quando da criação da nova arte de movimento antroposófica, 2500 anos depois do eu-rythmós da Grécia, empreende-se uma ampliação do conceito Eurythmia: as forças que configuram as formas plásticas da escultura e da arquitetura são transfomadas em movimento.