abril 09, 2009

Hemocentro de Botucatu funcionará sábado

O Hemocentro do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB) funcionará normalmente neste sábado 11 de abril, das 7 às 13 horas. Entretanto, estará fechado na Sexta-feira Santa, 10 de abril.

O horário normal de funcionamento do Hemocentro do HC é de segunda-feira à sexta-feira, das 8 às 16h30. Aos sábados, das 7 às 13 horas. A unidade fica no câmpus da Unesp, em Rubião Júnior. O telefone para mais informações é (14) 3811-6041.

Condições para doar:

- Gozar de boa saúde;

- Pesar acima de 50 quilos;

- Ter entre 18 e 60 anos;

- Ter dormido no mínimo 6 horas na noite anterior à doação;

- Não ter ingerido álcool nas últimas 24 horas;

- Não estar em jejum e ter ingerido alimentos leves e sem gordura antes da doação (ex: frutas, suco, leite desnatado, etc)



Powered by ScribeFire.

Prova que substituirá vestibular das universidade federais será aplicada em outubro

Da Agência Brasil

O novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que deverá fazer o papel de vestibular unificado para as universidades federais, já tem data marcada: 3 e 4 de outubro. O cronograma apresentado ontem (8) aos reitores das instituições prevê a divulgação dos resultados da prova objetiva em 2 de dezembro e da redação em 8 de janeiro de 2010. Pelos cálculos do Ministério da Educação (MEC), o novo exame deverá ter a participação de 4 a 5 milhões de estudantes, em vez dos atuais 3 milhões.

A partir da divulgação dos resultados, o aluno irá se inscrever em um sistema online a partir do número do CPF. O sistema que será semelhante ao usado na seleção de bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni). O estudante deverá escolher cinco opções de cursos, que podem ser em uma mesma universidade ou em instituições federais diferentes. A partir dessa inscrição, o candidato poderá monitorar diariamente como está a concorrência para os cursos escolhidos. Ele poderá alterar, a qualquer momento, a opção que pretende disputar.

“Na prática, o estudante concorre a todas as vagas das universidades federais. A partir do momento que ele percebe que suas chances são menores em um curso específico, ele pode migrar”, explicou o ministro da Educação, Fernando Haddad. Caso o estudante não seja selecionado para o curso que marcou como prioridade, ele pode ser aprovado para a sua segunda opção, de acordo com a sobra de vagas.

Segundo o ministro, esse sistema só poderá ser utilizado pelas universidades que adotarem o Enem como prova única de seleção. Ou seja, aquelas que quiserem aplicar uma segunda fase além do exame nacional não incluirão as suas vagas nesse sistema. “Se a primeira opção do aluno é um curso em que é exigida mais uma fase, ele poderá ser prejudicado, porque, se ele não passar na segunda fase, aquela vaga que ele marcou na segunda opção já terá sido preenchida”, disse.

Haddad ressaltou que os modelos de avaliação seriada adotados por algumas instituição, como a Universidade de Brasília (UnB), não ficam impedidos de existir com o sistema unificado. A universidade poderá reservar parte das vagas para essas formas de seleção, bem como para as políticas afirmativas de cotas. O sistema permitirá ainda que a instituição atribua pesos distintos às notas do aluno nas diferentes provas do Enem. O mecanismo já é usado por algumas seleções que dão maior peso ao resultado das provas da área de exatas, por exemplo, ao selecionar um aluno para o curso de engenharia.

O novo Enem será formado por quatro provas e uma redação que devem ser aplicadas em dois dias. A idéia é que sejam realizados testes de linguagens e códigos, matemática, ciências naturais e ciências humanas, cada um com 50 itens.

Um termo de referência com todos detalhes técnicos foi entregue ontem aos reitores que irão discutir nas universidades se vão aderir ao novo Enem como forma de seleção em substituição ao vestibular. De acordo com Haddad, o ministério ainda não contabilizou quantas instituições manifestaram esse interesse. Mas ele voltou a afirmar que a proposta tem sido bem aceita.

“As instituições têm toda a liberdade para não aderir, aderir como unificado ou aderir parcialmente. Acho que o debate amadureceu nos últimos anos ”, avaliou. Também já foi criado um comitê de governança que será responsável pela criação desse novo modelo de vestibular. Fazem parte do grupo as universidades federais, os secretários estaduais de Educação e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Enem.

Ontem o ministro se reuniu com a presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Maria Auxiliadora Seabra, para apresentar o novo modelo. Segundo ele, a proposta foi recebida com “satisfação” porque as mudanças pensadas para o ensino médio não podiam sair do papel, uma vez que a etapa era muito voltada ao atual modelo de vestibular. “Finalmente será possível fazer a reestruturação do ensino médio, que hoje é completamente subordinado a um processo [os vestibulares] de que eles [secretários de Educação] não participam”, afirmou.

Na próxima semana, Haddad se reunirá mais uma vez com os reitores das universidades federais para acompanhar a aceitação da proposta.



Powered by ScribeFire.

Mais de um milhão de pessoas devem deixar São Paulo neste feriado

Da Agência Brasil
   


São Paulo - Durante o feriado de Semana Santa, 1,5 milhão de veículos devem trafegar pelos 22 mil quilômetros (km) de rodovias paulistas, a maior parte sairá da cidade de São Paulo, segundo estimativa da Secretaria Estadual dos Transportes. Quatro mil policiais estarão nas ruas, orientando e fiscalizando o trânsito.

A Polícia Rodoviária usará 82 bafômetros para coibir o consumo do álcool entre os motoristas. Quem for flagrado dirigindo sob o efeito de bebida alcoólica, deverá ser multado em R$ 957,70, além de ser penalizado com a retenção do veículo e a suspensão da carteira e habilitação por um ano e ainda ter de responder a processo criminal, ficando sujeito a detenção de 6 meses a três anos.

Nos três terminais rodoviários do Tietê, de Jabaquara e da Barra Funda, a previsão é de que pelo menos 570 mil passageiros embarquem e desembarquem. Para absorver o aumento da demanda, foram colocados 900 ônibus extras. As localidades mais procuradas são Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro e as cidades do litoral norte.



Powered by ScribeFire.