março 11, 2009

Cantor Tinoco se apresenta no Municipal com o show "Viva Tinoco"



Tonico e Tinoco interpretam Tristeza do Jeca
(do canal Sidney Melodia - Youtube)

Renato Fernandes

Acontece amanhã, dia 12, às 20h30, o show musical “Viva Tinoco”, no Teatro Municipal Camillo Fernandez Dinucci. Na apresentação, o músico botucatuense que conquistou projeção nacional com a música sertaneja e moda de viola, Tinoco, apresentará sucessos que marcam a sua carreira.

A Prefeitura Municipal de Botucatu entregará a renda total com a venda de ingressos ao músico, que está passando por problemas pessoais, envolvendo sua esposa Nadir Perez.

Para aumentar os rendimentos, o escritor Francisco Marins através da entidade “Tempo e Memória -Arquivo e Biblioteca Francisco Marins”, adquiriu, da Editora Escrituras de São Paulo, 200 exemplares da série de romances “O Homem e a Terra”, cujo preço unitário de cada volume nas livrarias é R$30, e que serão vendidos, opcionalmente junto com cada ingresso, ao preço de R$10. Sendo assim, cada ingresso mais um livro totaliza R$30, revertidos na totalidade ao artista.

O show em Botucatu é uma demonstração de reconhecimento e solidariedade ao artista, que apesar da ausência de seu companheiro e irmão Tonico, falecido em 1994. Tinoco ainda realiza shows pelo Brasil. Aos 88 anos de idade, o cantor já compôs mais de 1.200 músicas e gravou 1.500 mil canções, em 220 discos produzidos ao longo da carreira.

A crise financeira pela qual o artista está passando se deve a um grave problema familiar, já que, sua esposa Nadir Perez vem lutando contra um câncer que atingiu seu pâncreas, em agosto do ano passado.

Sem condições financeiras para custear o tratamento, Tinoco continua realizando shows e está rifando seu único automóvel, um Gol, ano 1998.

Carreira - A trajetória musical dos irmãos Tonico (João Salvador Perez - São Manuel-SP) e Tinoco (José Perez - Botucatu) começou na década de 1930, ainda adolescentes. Seu primeiro disco foi gravado em 1944, com o cateretê “Em Vez de Agradecer”.
Algumas das canções mais populares da dupla são “Chico Mineiro” (Francisco Ribeiro e Tonico), “Chalana” (Mario Zan/Arlindo Pinto), “Moreninha Linda” (Tonico/Priminho/Maninho), “Mourão da Porteira” (Raul Torres/João Pacífico), “Tristeza do Jeca” (Angelino de Oliveira), “Boiada Cuiabana” (Raul Torres) e “Canta Moçada” (Tonico/Nhô Fio).