fevereiro 11, 2009

FHC defende descriminalização da maconha para consumo pessoal

Da Agência Brasil

A descriminalização da posse de maconha para o consumo pessoal pode ser uma das saídas para a erradicação das drogas. Uma avaliação sobre essa possibilidade é uma das sugestões do relatório apresentado hoje (11) pela Comissão Latino-Americana sobre Drogas e Democracia.

A organização não-governamental tem à frente os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso, César Gaviria (Colômbia) e Ernesto Zedillo (México).

O documento sugere uma revisão das políticas de repressão às drogas na América Latina, com foco em saúde pública, tratando os dependentes como pacientes e não criminosos, e investindo na prevenção voltada aos jovens, faixa etária onde há o maior número de consumidores. De acordo com a ONG, apesar dos grandes investimentos, a estratégia de “guerra às drogas”, que tem ênfase na repressão à produção e na criminalização dos usuários, não tem obtido sucesso.

O ex-presidente Fernando Henrique explicou que a sugestão de descriminalização não significa “tolerância”. “Reconhecemos que a maconha tem um impacto negativo sobre a saúde. Mas inúmeros estudos científicos demonstram que o dano causado por esta é similar aos do álcool e do tabaco”, disse. Ele admite que o ponto é polêmico, mas defende a discussão. “Precisamos quebrar o tabu que bloqueia o debate”, reforçou.

A comissão também argumenta que a criminalização não diminui a demanda, mas implica na geração de novos problemas. Além das questões de saúde, a entidade afirma que o encarceramento de usuários não condiz com a realidade da América Latina- o maior exportador mundial de cocaína e maconha -, considerando a superpopulação e as condições do sistema penitenciário. “A repressão propicia a extorsão dos consumidores a corrupção da polícia”, diz o texto.

Segundo o relatório, os governos devem focalizar sua ação no combate à repressão sobre o crime organizado e devem também reavaliar a repressão sobre o cultivo. A sugestão é que os governos desenvolvam, paralelamente, campanhas de prevenção voltadas aos jovens, com linguagem clara e argumentos consistentes.

Para o ex-presidente, as campanhas educativas para prevenir o uso das drogas deveriam seguir o modelo daquelas criadas para conter o consumo de tabaco.

As conclusões da comissão, formada também por intelectuais e representantes de diversos setores, devem ser apresentadas na próxima reunião das Nações Unidas (ONU), em março, em Viena, na Áustria. O encontro tem o objetivo de avaliar as políticas de drogas em todo o mundo.

Concurso escolherá a idosa mais bela de São Paulo

A Secretaria da Saúde de São Paulo abriu inscrições para eleição da mais bela idosa de São Paulo. O concurso, realizado no Centro de Referência do Idoso (CRI) da Zona Leste, é uma homenagem pelo Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março.

Qualquer mulher com 60 anos ou mais pode participar. As inscrições podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 17h, até a próxima sexta-feira, 13, no 1º andar, na sala do voluntariado do CRI Leste. Não é necessário ser moradora da zona leste para se inscrever.

As 25 idosas que vão participar da finalíssima serão conhecidas no dia 17 de fevereiro. As selecionadas participarão de dois ensaios para a grande final. A vencedora do concurso será conhecida no dia 5 de março.

No dia da festa serão eleitas idosas nas seguintes categorias: simpatia, beleza, sorriso, elegância e timidez. Será eleita Miss CRI a que somar o maior número de pontos.

“Este é um evento que já virou tradição no calendário de festividades da capital paulista. O concurso é cada vez mais concorrido por idosas de toda a cidade”, afirma o diretor do CRI, Paulo Sérgio Pelegrino.

O Centro de Referência do Idoso da Zona Leste fica na Praça Padre Aleixo Monteiro Mafra, 34, em São Miguel Paulista, na Zona Leste.

Da Secretaria da Saúde

Justiça confirma suspensão do vestibular de medicina da Unig

Da Agência Brasil

O Tribunal Regional Federal do Rio de Janeiro (TRF-RJ) confirmou a suspensão do resultado do vestibular para o curso de medicina da Universidade Iguaçu (Unig), campus Itaperuna, no Rio de Janeiro. Em dezembro o Ministério da Educação (MEC) determinou a suspensão do processo seletivo da Unig por 12 meses ou até que fossem sanadas as deficiências encontradas pela comissão de supervisão do MEC, mas ainda assim a instituição realizou o vestibular.

O Tribunal deu ganho de causa à ação civil pública ajuizada pela Advocacia Geral da União (AGU) para impedir o ingresso de novos alunos no curso, seja por meio de vestibular, transferência ou outros processos seletivos. Segundo o MEC, a Unig tem um dos 17 cursos de medicina que apresentaram conceitos insatisfatórios ao Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) e no Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD), mecanismos utilizados para aferir a qualidade dos cursos de graduação.

Procurada pela reportagem da Agência Brasil, a direção da universidade não quis comentar o assunto. Em nota divulgada no site da instituição, o reitor Júlio César da Silva questiona a metodologia do MEC utilizada para medir a qualidade das graduações e reitera que o curso da Unig não é irregular, já que possui autorização do próprio Ministério para funcionar. Segundo a nota, a Unig foi “punida” pelo MEC, mas confia na Justiça para resolver a questão.

Governo vai investir R$ 220 milhões em reciclagem do lixo

Do Ministério do Meio ambiente

Em uma concorrida oficina realizada nesta quarta-feira (11), durante o encontro dos novos prefeitos, em Brasília, representantes do Comitê Interministerial de Inclusão Sócio-Econômica dos Catadores, composto por 13 ministérios, informaram que, em 2009, os investimentos de diversos setores do governo em projetos ligados à reciclagem, coleta seletiva e capacitação de municípios para gestão do lixo ultrapassam R$ 220 milhões.

Segundo o comitê, reconhecer a importância da atuação dos catadores de materiais recicláveis e estimular a inclusão desses trabalhadores no processo de gestão de resíduos dos municípios é uma das prioridades do governo federal.

Eles também apresentaram aos gestores municipais e seus assessores, que lotaram o auditório do Centro de Convenções, propostas para melhorar a gestão do lixo, hoje de responsabilidade dos municípios, com o objetivo de atrair o prefeito para essa agenda que tem implicações econômicas, sociais e ambientais para todo o País.

Silvano Silvério, diretor de Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente e coordenador da oficina, afirmou que a proposta de Política Nacional de Resíduos Sólidos, que está em tramitação no Congresso Nacional desde setembro de 2007, será um marco legal fundamental para que o País dê um tratamento sustentável para o lixo.

Segundo ele, a proposta contempla todos os tipos de resíduos produzidos nas cidades como os industriais, rurais, hospitalares, da construção civil (que hoje representa 60% dos resíduos gerados no Brasil) e traz um mecanismo já usado por diversos países "a logística reversa", que transfere para o gerador de resíduo a responsabilidade pela coleta e destinação final. "Com a aprovação da lei essa não será mais uma responsabilidade só do prefeito", disse Silvério.

Uma das experiências bem-sucedidas apresentadas pelo MMA na oficina está sendo desenvolvida nas bacias do São Francisco e Parnaíba. O governo está usando recursos da União para estimular a gestão sustentável do lixo, aproximando municípios e incentivando parcerias para a realização de planos integrados de gestão de resíduos sólidos.

"Hoje no máximo 3% do que é retirado do aterro sanitário vai para reciclagem, mas há a possibilidade, já demonstrada, de que esse número seja em torno de 25%", disse Silvano Silvério afirmando que o apoio ao catador é fundamental para um melhor resultado na gestão dos resíduos.

Licenciamento de aterros - Silvano Silvério também alertou os prefeitos dos municípios de pequeno porte, que produzem menos de uma tonelada de lixo por dia, que há um novo instrumento legal para apoiá-los na reciclagem. É a resolução 404/08 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), que simplifica o licenciamento de aterros de pequeno porte. Mais informações estão disponíveis no sítio www.mma.gov.br/pnla.

Arcebispo de Botucatu é transferido para a enfermaria de convênios

Em boletim emitido às 17 horas de quarta-feira (11) a Assessoria de Comunicação e Imprensa da FMB divulga que após um mês internado, o arcebispo metropolitano de Botucatu, Dom Aloysio José Leal Penna deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) na terça-feira, 10 de fevereiro e atualmente encontra-se internado na Enfermaria dos Convênios, também no HC. De acordo com a equipe médica que acompanha o religioso, seu quadro permanece estável, com melhora lenta e gradativa. A partir de agora, os cuidados terão como objetivo promover a reabilitação de Dom Aloysio.

O arcebispo foi internado no sábado, 10 de janeiro, após ter um mal súbito durante a celebração de uma missa na Catedral Metropolitana e sofrer um trauma crânio-encefálico após a queda. Antes de ser submetido a uma tomografia, o religioso teve uma piora discreta em seu estado de consciência - o que impôs a realização de cirurgia para a retirada do tecido danificado. A intenção foi evitar um aumento da pressão dentro do crânio. O procedimento foi considerado um sucesso.

Assessoria de Comunicação e Imprensa (ACI) da FMB e HC

dupla João Bosco e Vinícius faz show em Botucatu

Por Renato Fernandes

A Associação Atlética Ferroviária (AAF), receberá no dia 8 de março show com a dupla sertaneja “João Bosco e Vinícius”. O evento é uma promoção da Equipe Eventos, show e Cia. e D. Tobias produções.

Segundo Marcelo Carbonari, um dos organizadores do show, o clube abrirá os portões às 16 horas, quando tem início os shows de abertura, com apresentação de uma dupla sertaneja da região e DJ´s. A atração principal deve subir ao palco por volta das 22 horas.

A dupla foi eleita revelação de 2008 e recentemente esteve no programa Domingão do Faustão, que vai ao ar aos domingos, na Rede Globo de Televisão, para receber o disco de platina pela vendagem de 150 mil cópias do CD e 50 mil cópias do DVD “Acústico pelo Brasil”.

O show faz parte da turnê de divulgação do “CD Curtição”, que tem lançamento previsto para março com composições inéditas e regravações. Os sucessos “Sufoco” e “Chora me liga”, já constam entre as músicas mais executadas nas rádios brasileiras.

A dupla segue o estilo sertanejo universitário, acrescentando elementos do Axé e da música Pop em suas composições. Mas não é apenas por isso que eles são expoentes do estilo, já que os músicos faziam faculdade no início da carreira. João Bosco é formado em odontologia e Vinícius em fisioterapia.

A dupla começou a carreira no Mato Grosso do Sul de forma curiosa: João Bosco e Vinicius eram adversários em um festival da canção da cidade de Coxim e apesar de concorrerem com outros jovens acabaram empatados em segundo lugar. Isso ocorreu há doze e agora eles vivem o melhor momento da carreira fazendo shows por todo o Brasil

O primeiro lote de ingressos já está à venda, na própria AAF, Serv-Fone, Ótica nova Visão, Rio Sul Moda em Couro e Insensatez. Sócios pagam R$ 15 e não sócios R$ 20. Para a área vip os ingressos custam R$ 30.

Pardinho se prepara para o carnaval 2009

O Carnaval de Rua de Pardinho tem se fortalecido nos últimos anos. A festa é realizada na Praça Sargento Manoel Corrêa (Matriz) com participação de blocos da cidade e da Bateria União Pardinhense comandada pelo Mestre Chico Preto. Após os desfiles, a Banda Super Star mantém o ritmo tocando marchinhas e músicas contemporâneas.

Muitos paulistanos participam do nosso carnaval de rua. São pessoas que veem para os loteamentos da região e aproveitam aqui a oportunidade de brincar um carnaval à moda antiga com toda família.

Neste ano o enredo é alusivo aos 50 anos de emancipação do município de Pardinho que se completa agora no dia 18 de Fevereiro/2009. O samba foi composto por Natanael do Bango, por várias vezes premiado no carnaval paulistano e agora residente no município. Nos desfiles que acontecerão nos dias 21 e 23 (sábado e segunda), sairão dois carros alegóricos temáticos, um dos 50 anos e outro mostrando a tradição da música raiz, tropeirismo e Cavalgada do Ferreirinha e o “Burrinho e Boizinho”, alegorias que lembram os primórdios do carnaval pardinhense iniciado por Nicanor Teodoro Rosa. No domingo dia 22, acontecerá o tradicional “Jogo da Saia”, são homens travestidos de mulher disputando uma partida de futebol no Estádio Oscar Ezequiel, oportunidade em que o recinto fica totalmente lotado.

A infra-estrutura disposta pela prefeitura, oferece total segurança aos participantes com tendas, praça de alimentação, base da Policia Militar com equipe de apoio e base para atendimentos emergenciais de saúde com aferição de pressão arterial e distribuição de preservativos.

Maiores nformações pelo telefone: (14) 3886-9200.

Um emcada dez manicures tem hepatite

Estudo aponta que profissionais dos salões de beleza não adotam medidas de
segurança e põem em risco a própria saúde e de suas clientes
Estudo inédito promovido pela Secretaria de Estado da Saúde na cidade de São Paulo revela que uma em cada dez manicures ou pedicures possui hepatite, que essas profissionais não adotam medidas de biossegurança necessárias para evitar o contágio e sequer sabem dos riscos de saúde relacionados à atividade que exercem.

Foram avaliadas 100 participantes, dos quais metade trabalhava em shopping centers e a outra metade em salões de beleza localizadas em ruas de bairros da capital. O trabalho de campo foi feito ao longo dos anos de 2006 e 2007, incluindo coleta de sangue e aplicação de questionário. Dez profissionais deram positivo para hepatite, das quais oito para o vírus do tipo B da doença e outras duas para o tipo C. A pesquisa verificou também que só 26% das manicures entrevistadas faziam esterilização dos instrumentais com autoclave, método considerado o mais seguro, mas que ninguém sabia utilizar o equipamento adequadamente. Outras 54% utilizavam estufa, mas a grande maioria não sabia o tempo e a temperatura corretas para esterilizar os materiais.

Oito por cento usavam forninho de cozinha, o que é totalmente inadequado, e 2% simplesmente não utilizavam nenhum método de
esterilização. Somente 8% faziam a limpeza dos instrumentais antes de esterilizá-los, e mesmo assim de forma inadequada. Embora 74% das profissionais terem afirmado que sempre lavam as mãos antes e depois de fazer mão e pé das clientes, foi constatado que ninguém adotou esse procedimento enquanto a pesquisadora permaneceu no salão observando o atendimento. Das entrevistadas, 20% disseram que usam luvas no trabalho, mas só 5% foram observadas utilizando a proteção. Das 100 manicures
entrevistadas, 72% desconheciam as formas de transmissão de hepatite B, e 85% não sabiam como se pega hepatite C. Noventa e três por cento desconheciam formas de prevenção contra o tipo B, e 95%, contra o tipo C.

E 45% acreditavam que não transmitiriam nenhuma doença a seus clientes.O estudo apontou, ainda, que 74% das manicures não estão imunizadas contra a hepatite B, embora a vacina esteja disponível para esta categoria profissional, gratuitamente, pelo SUS (Sistema Único de Saúde). "O grande problema é que essas profissionais usam o mesmo instrumental para tirar a própria cutícula.

Como em geral não adotam os cuidados de biossegurança, é bem provável que estejam se contaminando com a hepatite e transmitindo o vírus também às suas clientes", afirma Andréia Cristine Deneluz Schunck de Oliveira, enfermeira do Instituto Emílio Ribas responsável pela pesquisa. A pesquisadora sugere que as clientes dos salões de beleza procurem observar as condições de higiene e esterilização dos materiais e, se possível, levem seus próprios instrumentais quando forem fazer as unhas dos pés e das mãos.

Secretaria de Estado da Saúde

GCM começa patrulhamento escolar e ação contra flanelinhas

A Guarda Civil Municipal [GCM] implalntou na última segunda-feira [9] o serviço de patrulhamento escolar comunitário em todas as escolas da rede municipail. São quatro patrulhas que fazem segurança da escola durante todo período escolar e à noite na escola João Maria, na Vila Aparecida.

'Estamos em contato permanente com as diretoras e inspetoras para sermos informados de qualquer problema', explicou o inspetor da GCM, Paulo Renato da Silva.

De acordo com o Secretário Municipal de Segurança, Adjair de Campos, o serviço de patrulhamento escolar faz parte do novo direcionamento na secretaria, onde a GCM fará um trabalho baseado no modelo da Polícia Comunitária. 'Queremos manter pessoas mal intencionadas longe das escolas e dos estudantes', conta.

Combate a flanelinhas na Vital Brazil - a Guarda Civil Municipal está combatendo sistematicamente os flanelinhas que estão persuadindo motoristas na avenida Vital brazil, próximo a estabelecimentos comerciais.

De acordo com o secretário municipal de Segurança, Adjair de Campos, a fiscalização começou após inúmeros munícipes reclamarem com a GCM pelo telefone 199.

O comandante da GCM, Capitão Theodoro, pede que a população reclame com a GCM quando se sentir molestada por esse tipo de trabalhador. 'É um constrangimento ilegal exigir dinheiro, para cuidar de carro. Estamos fazendo um trabalho de orientação com eles [flanelinhas], porque a Lei municipal não permite esse tipo de trabalho nas ruas da cidade', explica Theodoro.

Mais informações pelo telefone: 199