fevereiro 10, 2009

FMB entre as sete faculdades credenciadas a ensinar técnica para correção de catarata

O curso de Medicina oferecido pela Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) está entre os sete, do Brasil, credenciados pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) para desenvolver a capacitação dos alunos através do projeto “Faco”, em parceria com um laboratório particular. O programa ganhou destaque na edição de novembro/dezembro de 2008, do Informativo Jota Zero, do CBO. A iniciativa pretende difundir o ensino da facoemulsificação – procedimento cirúrgico que emite uma sonda de ultrassom, utilizado para a correção da catarata.

Antônio Carlos Lottelli Rodrigues, professor-assistente doutor do Departamento de Oftalmologia e Otorrinolaringologia da FMB, é o responsável pelo projeto na instituição. A Faculdade de Medicina de Botucatu está entre as selecionadas, segundo ele, devido à presença constante de docentes capacitados no ensino e acompanhamento aos médicos residentes. “Antes, o procedimento da facoemulsificação era ensinado apenas aos residentes do terceiro ano, quando eles já têm mais habilidade, devido à complexidade da operação. Mas, agora, através do chamado ensino de trás para frente é possível que a técnica seja passada já aos médicos residentes do segundo ano, pois o treinamento vai dos passos mais complexos, que estão no início da cirurgia, decrescendo até os mais simples, usados no final do procedimento”, declara. “Os alunos realizam quatro vezes cada um dos cinco passos, até realizarem o processo todo”, completa.

O aparelho de facoemulsificação é oferecido às faculdades credenciadas pelo CBO, que firma parceria com um laboratório particular. A FMB já possui um modelo do equipamento, mas deverá receber outro – através do convênio com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia - já que o procedimento será ensinado aos residentes do segundo ano e não mais apenas no terceiro. No Estado de São Paulo, apenas a Faculdade de Medicina de Marília (FAMEMA) e Universidade de Santo Amaro (UNISA) oferecem cursos que têm em seu currículo o ensino da “faco”.

Avanço - Através da “faco”, o cirurgião faz uma abertura de aproximadamente três milímetros no olho do paciente. Com o facoemulsificador, quebra o núcleo do cristalino em vários pedaços e aspira o material. Em seguida, é colocada a lente, que entra dobrada no orifício e posteriormente retoma sua forma original. “A cirurgia é rápida e dura, em média, 20 minutos. A anestesia pode ser feita apenas com um colírio. A recuperação do paciente também é mais tranqüila”, esclarece prof. Antônio Carlos.

Outra técnica utilizada para correção da catarata – e praticada há mais tempo – é a cirurgia extra-capsular, que, por ser menos complexa, é ensinada aos alunos no segundo ano de residência. Diferente da “faco”, esta técnica consiste em um corte de aproximadamente 12 milímetros e o núcleo cristalino é retirado inteiro. No local é colocada uma lente, mas a recuperação do paciente é mais demorada.

Sintomas da catarata - Borramento da visão; 2. sensibilidade aumentada à luz e ao ofuscamento, principalmente quanto exposto à luz solar ou dirigindo à noite; 3. miopização, o que leva à necessidade de trocar de óculos com maior freqüência e 4. distorção ou imagens fantasmas.

Assessoria de Comunicação e Imprensa (ACI) da FMB e HC

Arcebispo de Botucatu poderá ser transferido

O arcebispo metropolitano de Botucatu, Dom Aloysio José Leal Penna continua internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB), mas deverá ser transferido para uma enfermaria entre hoje e amanhã. De acordo com a equipe médica que o acompanha, o estado de saúde do religioso continua melhorando vagarosamente. Seu quadro apresenta sinais positivos a cada dia.

O arcebispo foi internado no sábado, 10 de janeiro, após ter um mal súbito durante a celebração de uma missa na Catedral Metropolitana e sofrer um trauma crânio-encefálico após a queda. Antes de ser submetido a uma tomografia, o religioso teve uma piora discreta em seu estado de consciência - o que impôs a realização de cirurgia para a retirada do tecido danificado. A intenção foi evitar um aumento da pressão dentro do crânio. O procedimento foi considerado um sucesso.

Assessoria de Comunicação e Imprensa (ACI) da FMB e HC

IMES inicia ano letivo

Veteranos e calouros iniciaram na última segunda-feira, 9, mais um ano letivo no Instituto Municipal de Ensino Superior de São Manuel “Prof. Dr. Aldo Castaldi”. Como tradição, os calouros foram recepcionados pelos alunos formandos de 2009.

Munidos de batons e tintas, os veteranos fizeram uma carinhosa recepção como forma de dar às boas vindas ao recém chegados a comunidade do IMES. O primeiro dia de aula foi marcado por descontração e novidade, sobretudo para aqueles que pela primeira vez pisavam no prédio da faculdade.

Além das brincadeiras, os veteranos solicitaram aos novos alunos um litro de leite que será revertido a uma instituição de São Manuel. Os encarregados de coletar as doações serão os membros do Diretório Acadêmico, que posteriormente farão a seleção da entidade contemplada. “O Trote Solidário é uma forma de ajudar a comunidade local”, enfatiza Alessandro da Silva, presidente do Diretório.

O IMES inicia o ano letivo com aproximadamente 400 alunos em suas salas de aulas dos cursos de Letras, Pedagogia e Psicologia. Além de São Manuel, a faculdade recebe estudantes de várias cidades da região como Botucatu, Lençóis Paulista, Dois Córregos, Barra Bonita, Pratânia, Areiópolis, Santa Maria da Serra, Águas de São Pedro, entre outros.

Pós-graduação

O IMES está com as inscrições abertas para os cursos de especialização em Psicopedagogia e A Formação do Leitor Crítico. A previsão é de que as aulas se iniciem em março e tenha a duração de 18 meses. As aulas serão aos sábados das 8 às 13 horas. Mais Informações pelo telefone (14) 3841-3766 ou pelo site www.imessm.edu.br.

PUC-SP oferece curso voltado ao Diretor Escolar

Objetivo do curso é formar um profissional gestor educacional crítico, capaz de questionar a própria ação, entender as bases teóricas que envolvem essa ação e refletir sobre as suas conseqüências

Reunir diretores e vice-diretores de escola, propiciando um espaço de discussão sobre as suas práticas profissionais a fim de reorientá-las com base em uma abordagem crítica de gestão educativa. Essa é a proposta do curso "Diretor Escolar: Articulando Papel, Funções e Reflexões", oferecido pelo Programa de Estudos Pós-Graduados em Lingüística Aplicada e Estudos da Linguagem, por intermédio da Cogeae (Coordenadoria Geral de Especialização, Aperfeiçoamento e Extensão da PUC-SP).

O objetivo desse novo curso é formar um profissional gestor educacional crítico, capaz de questionar a própria ação, entender as bases teóricas que envolvem essa ação e refletir sobre as suas conseqüências, que resultam diretamente no tipo de cidadão que a escola ajuda a formar. Além disso, pretende favorecer a substituição do trabalho burocrático dos diretores e coordenadores por espaços de estudo e reflexão, que possibilitem diagnósticos para orientar os planos de ação no âmbito da gestão escolar.

O curso traz embasamento teórico aos participantes, ao mesmo tempo em que lhes oferece uma oportunidade de vivenciar situações relacionadas à sua realidade na escola.

Dirigido a diretores, vice-diretores, coordenadores pedagógicos interessados em trabalhar com a teoria da reflexão crítica em relação às ações de liderança desenvolvidas nas escolas, o curso tem início em 02 de Março e aulas sempre as segundas-feiras, das 19 às 22 horas, na Unidade COGEAE Consolação, que fica na Rua da Consolação, 881 - Consolação - São Paulo.

Mais informações e inscrições: (11) 3124-9600, www.pucsp.br/cogeae e infocogeae@pucsp.br