setembro 11, 2008

Open Botucatu de Xadrez acontece no dia 21

Será realizado no próximo dia 21 de setembro, a partir das 9 horas, no Ginásio Municipal de Esportes, o 1º Open Botucatu de Xadrez. O evento será organizado pela Academia Botucatuense de Xadrez e deverá reunir mais de 150 enxadristas de todo o Estado.

Os participantes serão divididos nas categorias Absoluto, Sub-8, Sub-10, Sub-12, Sub-14, Sub-18, Sub-21, Feminino, Rating menor 2200 e Rating Menor 2100.



Os vencedores serão premiados com troféus, medalhas e uma quantia em dinheiro. Mais informações podem ser obtidas através do e-mail andrejacoia@hotmail.com ou pelo telefone [14] 9708-1601.

Governador Serra deve estar em Botucatu no dia 26 para entrega de novo prédio da FATEC

Por Flávio Fogueral
O governador José Serra deve estar em Botucatu no próximo dia 26. O motivo da visita é a entrega do novo prédio de salas de aula da Faculdade de Tecnologia de Botucatu-FATEC. Além da visita, Serra deve anunciar ainda a oficialização do novo curso superior em radiologia, uma parceria entre a FATEC e a Faculdade de Medicina de Botucatu/FMB.
Também deve entrar na pauta a liberação de recursos para a construção de uma usina de biodiesel, que será instalada nas dependências da própria FATEC.
Mas a visita do governador promete levantar polêmica devido à pretensão da Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo- ARTESP em implantar um pedágio entre Botucatu e São Manuel.

Professores estaduais serão avaliados durante três anos após sua efetivação

A Secretaria de Estado da Educação definiu que os futuros professores efetivos estaduais (que ingressarem na rede via concurso) e os professores que foram efetivados desde novembro de 2007 (cerca de 18 mil) serão avaliados por três anos em critérios de assiduidade, disciplina, capacidade de iniciativa, responsabilidade, comprometimento com o serviço público, eficiência e produtividade. Se passarem na avaliação serão efetivados no cargo. Caso contrário, serão exonerados.

É o chamado estágio probatório, que desde novembro do ano passado, após decreto do governo estadual, vale em toda a rede de ensino público. Resolução publicada no Diário Oficial do Estado de 3 de setembro (Seção I, página 17) trouxe as regras para a avaliação.



Os novos docentes estaduais (professores, supervisores, diretores e dirigentes de ensino) serão examinados em três fases nos anos iniciais na rede. A primeira irá do 1º ao 10º mês. A segunda, do 11º ao 20º mês. A terceira, do 21º ao 30º. Para ser efetivado no cargo, o profissional deverá somar 105 pontos nas três fases. O máximo a ser alcançado serão 210 pontos.

Comissões – Cada um dos sete critérios de avaliação tem uma pontuação, de 0 a 10. Para ser exonerado, além de reprovação em comissão de sua Diretoria de Ensino, o profissional terá de ser reprovado na avaliação de comissão do Departamento de Recursos Humanos (DRHU) da secretaria, resultado a ser apresentado ao secretário de Estado. Cada Diretoria de Ensino deverá ter duas comissões – uma para professores e outra para dirigentes de ensino, diretores e supervisores.

Ao profissional mal-avaliado ainda será possível recorrer da decisão, com possibilidade de ampla defesa, no prazo de dez dias após a decisão. A ratificação ou a retificação da avaliação acontecerá em 20 dias.

Critérios e pontos da avaliação

I – Assiduidade: índice de freqüência anual do servidor ao trabalho, excetuando-se as faltas abonadas, na seguinte conformidade: 0 falta = 10 pontos; 1 falta = 9 pontos; 2 faltas = 8 pontos; 3 faltas = 7 pontos; 4 faltas = 6 pontos; 5 faltas = 5 pontos; 6 faltas = 4 pontos; 7 faltas = 3 pontos; 8 faltas = 2 pontos; 9 faltas = 1 ponto; acima de 10 faltas = zero ponto
II – Disciplina: cumprimento dos horários e entrega das solicitações feitas pela unidade escolar e Diretoria de Ensino, nos prazos estipulados e constantes dos calendários
III – Capacidade de iniciativa: apresentação de novas propostas, não rotineiras, para as demandas oriundas de atribuições do servidor, nas relações com os alunos, com o diretor de escola, professor coordenador, supervisor de ensino e pais de alunos
IV – Responsabilidade: criação de condições para o bom desempenho dos alunos e demais responsáveis pelo processo de ensino e gestão escolar; comprometimento com os objetivos pactuados nos planos de trabalho da unidade escolar e da Diretoria de Ensino, de acordo com as metas da Secretaria da Educação
V – Comprometimento com a administração pública: participação nos projetos especiais da Secretaria da Educação, adotados pela unidade escolar e/ou Diretoria de Ensino; participação nos cursos de capacitação oferecidos pela Secretaria da Educação
VI – Eficiência: apresentação, na prática, de cumprimento do contido nas propostas curriculares; uso adequado dos materiais pedagógicos e outros materiais disponibilizados pela Secretaria da Educação; apresentação de bom nível de rendimento no exercício de suas atribuições
VII – Produtividade: apresentação de contribuições para a melhoria do nível de desempenho dos alunos, da unidade escolar e da Diretoria de Ensino; contribuição para o bom relacionamento entre alunos, pais e servidores, no exercício de suas atribuições; demonstração de competência na superação de obstáculos não previstos

Tabela de pontuação dos requisitos II a VII

• Acima do esperado = 9 e 10 pontos
• Atinge o esperado = 7 e 8 pontos
• Atinge parcialmente o esperado = 4 a 6 pontos
• Abaixo do esperado = 0 a 3 pontos

Da Secretaria da Educação

Brasil tem mais de 26 mil embriões para pesquisa

Da Agência FAPESP

Estão cadastrados oficialmente no Brasil, até o momento, 47.570 embriões humanos produzidos por meio de fertilização in vitro e ainda não utilizados no respectivo procedimento.

O dado é do Sistema Nacional de Produção de Embriões (SisEmbrio), criado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para estabelecer quantos embriões podem ser destinados para estudos científicos e terapia.


Do total, 26.887 podem ser doados, sendo que 25.120 são disponíveis e 1.767 são inviáveis para fins de reprodução. A estimativa da Anvisa, no entanto, é de que os números sejam maiores. Pode chegar a 110 mil a quantidade de embriões humanos produzidos por fertilização in vitro. Das cerca de 120 clínicas de reprodução humana existentes no país, apenas 50 encaminharam as informações para o SisEmbrio.

O Estado de São Paulo obteve o congelamento do maior número de embriões, 24.807, o equivalente a 52,1% do total. Desses, 14.244 podem ser doados, sendo que 12.558 são disponíveis e 1.686 são inviáveis. A análise é que, além de São Paulo contar com mais clínicas de fertilização in vitro, grande parte dos estabelecimentos sediados no Estado aderiu ao SisEmbrio. Em seguida, aparecem Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

Segundo a Anvisa, os bancos de células e tecidos germinativos que não fizeram o cadastramento podem destinar embriões para pesquisa, desde que atendam ao Decreto 5.591/2005. Mesmo assim, essas clínicas incorreram em infração sanitária. As penalidades são aplicadas de acordo com a Lei 6437/1977 e podem ser advertência, interdição, cancelamento de licença e/ou multa de até R$ 2 milhões. A fiscalização cabe às Vigilâncias Sanitárias dos estados e municípios.

O artigo 5º da Lei de Biossegurança (11.105, de 24 de março de 2005), regulamentada pelo Decreto 5.591/05, permitiu o uso, para fins de pesquisas e terapia, de células-tronco embrionárias retiradas de embriões humanos produzidos por meio de fertilização in vitro e não utilizados.

O dispositivo foi alvo de uma ação direta de inconstitucionalidade movida pela Procuradoria Geral da República. Em 29 de maio de 2008, o Supremo Tribunal Federal julgou a ação e aprovou a realização das pesquisas.

As células-tronco embrionárias podem se converter em praticamente todos os tecidos do corpo humano. A maioria das técnicas utilizadas exige a destruição do embrião.

Pela legislação brasileira, podem ser utilizados apenas os embriões inviáveis (com alterações genéticas ou morfológicas que tenham comprometido seu desenvolvimento) e os disponíveis (aqueles que congelados até 28 de março de 2005 já tenham completado três anos de congelamento). Em qualquer caso, é necessário o consentimento dos doadores, devendo ser preservado o sigilo.

Mais informações: www.anvisa.gov.br

Fejasa prossegue hoje com o espetáculo E-mail@amor.com.br

O Fejasa - Festival Jaime Sanchez de Teatro, prossegue hoje com a apresentação da peça “E-mail@amor.com.br”, em sessão às 20 horas, no Teatro Municipal Camillo Fernandez Dinucci. A peça entra em substituição ao monólogo “Corpo a Corpo”, que ficou de fora do festival por motivos burocráticos.

O texto é encenado pela Companhia Paulo Neves de Teatro (Bauru). A história acontece dentro de um bar, onde jovens conversam sobre o amor através de e-mails recebidos e de textos de autores como Shakespeare, James Joyce, Dias Gomes e Maria Adelaide Amaral. Discute-se nesse espetáculo os vários tipos de amor: do século XVI ao XXI; tudo isso embalado por canções brasileiras ao vivo.



Oficinas - No dia de hoje, também acontece a oficina “Processo e Sistematização do Trabalho em Grupo”, com Luiz Amorim, das 14 às 17 horas. A intenção é mostrar aos participantes formas para a escolha do espetáculo, formatação de projetos, captação de
recursos e divulgação
A atriz Débora Vivan, ministrará amanhã, dia 12, o workshop “Introdução à Comédia Del´Arte”, a partir das 14 horas. No dia seguinte o ator Elies Marios Deftéreos, ministrará um oficina de interpretação intitulada "O Ator", das 9 ás 12 e das 13 ás 16 horas.

As inscrições podem ser feitas através do site: www.botucatu.sp.gov.br/fejasa.