setembro 03, 2008

Rock Fellas no Café Iguana, em Botucatu


Por Renato Fernandes

A produtora Botucatu Metal Stock já definiu os detalhes da apresetnação da banda Rock Fellas em Botucatu. O show acontecerá no dia 14 de setembro como parte da quinta edição do festival Backstage. A realização é da produtora e a escola de música Drum shop.

O evento começa às 15 horas, com a apresetnação das bandas Prankster, Soil, Bufalo´s Beer, Over Night, Another Life, Rockwell, Berola Beer Club, Kymera, Next Core, Laptospirose e Evildead. à noite, a apresetnação do Rock Fellas será aberta pelo Dj Carlos Carmelo, único Dj de rock da região.

Ingressos antecipados a preços promocionais podem ser encontrados em pontos de vendas nas cidades de Avaré, Bauru, Jaú, Itatinga, Ourinhos e Marília, à R$ 15 e R$ 25 para a área vip. Em Botucatu as vendas ocorrem na Sleeper Cd´s e na Drum Shop.

A banda é formada por elementos de grupos consagrados e influentes no cenário nacional e internacional da música, são eles: Marcão (Charlie Brown Jr.), Canisso (Raimundo), Paul Di´Anno (Iron Maiden) e Jean (Sepultura), que se reuniram para excurssionar durante o mês de setembro por cidades do Brasil e países da América Latina. No repertório os músicos prometem releituras de grandes clássicos do rock´n roll e do heavy metal.

A grande expectativa dos fãs do gênero gira em torno do vocalista Paul Di´Anno, no final da década de 70 o músico foi convidado por Steve Harris para compor a banda Iron Maiden. Banda que liderou o movimento contra o punk, chamado de 'New Wave Of British Heavy Metal'. Com Di'Anno, o Maiden gravaria o compacto "Soundhouse Tapes", com as músicas "Prowler", "Invasion" e "Iron Maiden".

O single vendeu mais de três mil copias e Iron Maiden despertou o interesse da gravadora EMI sobre a banda que assinou contrato em 1979, participando de algumas coletâneas e lançando o single "Running Free". Em 1980 a banda lança seu primeiro disco auto-intitulado e conquistar o mundo. Com este disco chegaria ao posto de terceiro mais vendido.

No ano seguinte o segundo disco "Killers", outro grande disco, apesar de não alcançar o sucesso em vendas do primeiro. Com este disco o Iron fez sua primeira turnê internacional, ao final desta Paul começou a ter constantes dores de garganta. Tudo isso contribuiu para que ele fosse afastado da banda.

Informações pelos telefones: (14) 9745-4212 ou 9756-2768

MEC anuncia contratação de 10 mil professores para universidades federais

Da Agência Brasil

Para atender à expansão em 2009 de 44 mil vagas nas universidades federais, anunciadas hoje (3) pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, o Ministério do Planejamento autorizou a contratação de 10.992 docentes e 8.239 técnicos administrativos. Todos serão contratados por concurso.

“Eu já assinei a primeira liberação de concursos, mas a partir de 2009, todas as vagas aprovadas no Congresso Nacional para dar sustentabilidade à reestruturação e expansão das universidades estarão abertas à contratação de técnicos e docentes”, anunciou Haddad.

Assessoria Jurídica


Dos 10 mil cargos para docentes, 1 mil foram distribuídos hoje (3) entre as universidades por portaria assinada pelo ministro. A Universidade Federal da Paraíba (UFPB), por exemplo, ganhou 82 cargos para docentes, a Universidade de Brasília (UnB), 84 e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), 34. Segundo o Ministério da Educação (MEC), as universidades contam hoje com 48 mil professores.

SP vacina 8,5 milhões contra rubéola

O Estado de São Paulo imunizou 8.432.185 paulistas contra rubéola até o dia 1º de setembro. Desse total, 4.490.586 foram mulheres e 3.941.599, homens. O resultado representa cobertura de 59,2% dos paulistas entre 20 e 39 anos.

Durante a campanha contra a rubéola, que vai até o dia 12 de setembro, cerca de 13,5 milhões de paulistas deverão receber a vacina Dupla Viral, que também protege contra o sarampo. Cerca de 15 mil postos fixos e volantes estarão à disposição da população no período. Há 57 mil profissionais de saúde e 4 mil carros estão atuando nesta campanha.

Em 2007, foram registrados no Estado de São Paulo 1.659 casos de rubéola, dos quais 1.122 (68%) em homens, segundo balanço do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE), órgão da Secretaria. Foi o número mais alto da doença desde 2000, quando 2.566 paulistas contraíram a doença. Em 2006 foram 66 casos.



A incidência maior da doença entre homens é ainda mais acentuada na faixa entre 20 e 29 anos, responsável por 50,5% dos casos masculinos em 2007. Já os homens de 30 a 39 anos de idade responderam por 28,6% das ocorrências. Nas mulheres a incidência é similar dos 20 aos 39 anos, público-alvo da campanha.

Desde 2.000 a vacina contra a rubéola faz parte do calendário nacional de imunização e é aplicada gratuitamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde). A primeira dose deve ser tomada com 12 meses de vida, com reforço entre 4 e 6 anos de idade. A Secretaria também indica a vacinação para qualquer pessoa nascida a partir de 1960 que não tenha recebido nenhuma dose anterior, mas durante a campanha o foco serão os paulistas entre 20 e 39 anos de idade.

"É importante que todos os paulistas, sejam eles homens ou mulheres, entre 20 e 39 anos, tomem a vacina e se protejam contra a rubéola, auxiliando na eliminação da doença no Estado de São Paulo e no Brasil", afirma Helena Sato, diretora de Imunização da Secretaria.

A doença

A rubéola é uma doença infecciosa causada por vírus do gênero rubivirus e transmitida por secreções nasofaríngeas expelida pelo doente ao tossir, respirar, falar ou respirar. Os principais sintomas são febre baixa, manchas no corpo, dores articulares, conjuntivite, coriza e tosse.

Normalmente a rubéola é uma doença benigna, mas quando ocorre durante a gestação há o risco de Síndrome da Rubéola Congênita, que pode comprometer o desenvolvimento do feto e causar abortamento espontâneo, morte fetal e malformações congênitas como surdez, glaucoma, catarata e diabetes.

Da Secretaria da Saúde

Magistrados divulgam nova "lista suja" de candidatos a prefeito e vice

Da Agência Brasil

Levantamento divulgado hoje (3) pela Associação dos Magistrados do Brasil (AMB) mostra que, em 26 municípios com mais de 200 mil eleitores, exceto as capitais, há ao menos um candidato a prefeito ou a vice-prefeito respondendo na Justiça a ações penais públicas ou de improbidade administrativa. A pesquisa foi realizada em 47 das 53 cidades com mais de 200 mil votantes, excluindo as capitais. Confira aqui a lista completa da AMB.

Na segunda etapa do levantamento dos candidatos “ficha suja” realizado pela AMB - o primeiro revelou os candidatos das capitais, que respondem a ações judiciais - dos 401 candidatos pesquisados, 9,2%, ou seja, 37 candidatos, respondem a processos na Justiça. Em Maringá e Ponta Grossa (PR), São José dos Campos e Piracicaba (SP) e Contagem e Juiz de Fora (MG) os órgãos pesquisados não disponibilizaram informações sobre os candidatos.


De acordo com a AMB, o objetivo é facilitar o acesso da população e da imprensa a informações públicas que possam fundamentar a escolha dos eleitores. O levantamento tem como base informações dos TREs, Tribunais de Justiça dos estados, dos Tribunais Regionais Federais, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo a entidade, o próximo levantamento será feito nas cidades com mais de 100 mil eleitores e deve ser divulgado na segunda quinzena deste mês

Inscrições para o vestibular Unesp começam dia 22

Para o Vestibular Unesp 2009, a Vunesp, responsável pela realização do exame, oferece três diferentes possibilidades de pagamento, além da isenção completa. O benefício que deverá contemplar o maior número de candidatos resulta de um convênio firmado entre a Vunesp, a Unesp e a Secretaria Estadual da Educação visando a inclusão de aluno da rede pública nas universidades gratuitas.

Por esse acordo, todo aluno do último ano do Ensino Médio das escolas estaduais, inclusive as técnicas, poderá efetuar a inscrição pagando apenas R$ 25,00.

Para isso, no período em que a inscrição estiver aberta, de 22/09 a 10/10, o interessado deverá procurar a diretoria da escola onde estuda para adquirir o código de acesso, pessoal e intransferível, com o qual poderá realizar a inscrição, somente pelo site da Vunesp. Após preencher a ficha, o sistema gerará um boleto no valor de R$ 25,00. A inscrição somente será efetivada após o pagamento dessa taxa.


Isenção - A isenção total do pagamento da taxa de inscrição é parte da política de inclusão da Universidade, que oferece 6.374 liberações para candidato socioeconomicamente carente. Nesse caso, um dos requisitos é ter renda igual ou inferior a R$ 456,00 por pessoa da família. Para se beneficiar, o interessado deverá se inscrever nas Unidades Universitárias, pessoalmente ou por procuração, até o dia 5 de setembro. Leia o regulamento da isenção.

A Vunesp oferece, ainda, 4.177 isenções para cursinhos comunitários conveniados. Nesse caso, o candidato também deve procurar o coordenar do cursinho onde se prepara, solicitar o código de acesso com o qual poderá se inscrever gratuitamente no Vestibular Unesp 2009.

Lei 12.782 -
A terceira possibilidade é garantida pela Lei 12.782, de 20 de dezembro de 2007, assinada pelo Governador José Serra. Ela dispõe sobre desconto de 50% sobre a taxa de inscrição em concursos públicos, entre eles o vestibular, para candidatos que recebam até dois salários mínimos mensais ou estejam desempregados. Para solicitá-lo, o candidato deve observar os critérios estabelecidos pela Vunesp. Leia critérios da redução da inscrição.

Pagamento integral - A quarta possibilidade é o pagamento integral da inscrição, no valor de R$ 105,00, para os candidatos que não preencham as exigências para se beneficiar com os descontos.

Em todos os casos, o interessado deverá se inscrever por intermédio do site da Vunesp, onde haverá links específicos para cada modalidade de inscrição.

Inscrição para portadores de código de acesso:

O aluno deverá seguir os seguintes passos:

• Acessar o site www.vunesp.com.br;

• No menu do lado direito, clicar no botão Vestibular Unesp;

• Antes de iniciar a inscrição o candidato deverá acessar o Manual do Candidato, que traz todas as informações necessárias para realizar a inscrição;

• Selecionar o tipo de inscrição;

• O programa solicitará o código de acesso;

• Após digitar o código de acesso, aperte a tecla enter para abrir a tela da Ficha de Inscrição;

• Inicialmente, responder o Questionário Socioeconômico, em seguida, informar os dados pessoais e finalmente fazer as opções de curso, língua estrangeira e cidade onde deseja realizar as provas;

• No final do cadastramento, clicar no botão Enviar. Solicitação de Inscrição:

• Na tela seguinte surgirão todos os dados digitados para conferência;

• Se houver algum dado incorreto, clicar no botão corrigir dados;

• Clicar no botão efetivar a inscrição para que os dados sejam enviados à Vunesp;

• Finalmente, clicar no botão emitir boleto bancário, para imprimir o boleto e pagar a taxa em qualquer agência bancária, exceto para alunos dos cursinho comunitários conveniados;

• A inscrição somente será efetivada após o pagamento da taxa de inscrição, quando for o caso.

Da Unesp

Governo autoriza criação de mais oito Fatecs

O governador José Serra assinou decretos de criação de oito Fatecs (Faculdades de Tecnologia). O primeiro pacote, que inclui as Fatecs de Bauru, Lins, Catanduva e Bragança Paulista foi publicado na terça-feira, 2, no Diário Oficial do Estado. Nesta quarta-feira, 3, saiu o pacote que inclui as unidades de Mogi das Cruzes, São Sebastião, Franca e a do bairro do Ipiranga, na capital. Com elas, somente nos primeiros nove meses deste ano, foram implantadas 14 unidades. As outras seis Fatecs estão localizadas nos municípios de Araçatuba, Capão Bonito, Itu, Jaboticabal, Sertãozinho e Piracicaba.

Assim, o Governo do Estado eleva para 47 o número de Fatecs no Estado crescimento de 80,76 % em relação às existentes até 2006. São 17 unidades desde janeiro do ano passado, primeiro mês da atual gestão. As novas faculdades integram o Programa de Expansão do Ensino Profissional do Estado, que busca dobrar o número de Fatecs de 26 para 52 até 2010 e implantar todas as condições para atingir 100 mil novas matrículas nas Etecs (Escolas Técnicas), passando de 77 mil para 177 mil, em 2012.

Veja mais detalhes sobre as novas Fatecs:

Empregos Manager Online


Lins – O curso disponível é o superior de tecnologia em Informática, com ênfase em banco de dados e redes de computadores. O processo seletivo para o segundo semestre ofereceu 40 vagas para o período da tarde e 40 à noite.

Bauru – Neste semestre, a nova faculdade oferece 80 vagas para o curso superior de tecnologia em saúde – modalidade projetos, manutenção e operação de aparelhos médico-hospitalares.

Bragança Paulista – A unidade inicia suas atividades com o curso superior de tecnologia em Informática – modalidades gestão financeira e gestão da Produção Industrial. As 60 vagas estão distribuídas entre os turnos da tarde e da noite.

Catanduva - Oferece neste segundo semestre 80 vagas para o curso superior de tecnologia em eletrônica – modalidade automação industrial.

Franca – Com as 80 vagas oferecidas para o curso superior de tecnologia em gestão da produção de calçados, no vestibular para o segundo semestre deste ano, a unidade pretende atender à demanda da região.

Mogi das Cruzes -
Inicia as atividades neste semestre com 80 vagas para o curso superior de tecnologia em redes de empresas, associativismo e cooperativismo no agronegócio, com turmas nos períodos da tarde e da noite.

São Sebastião – O cronograma prevê início de funcionamento em 2009; os cursos ainda estão em fase de definição.

Ipiranga / capital – O cronograma prevê início de funcionamento em 2009; os cursos ainda estão em fase de definição.

Empregabilidade

O decreto é assinado pelo governador Serra no momento em que pesquisa do Centro Paula Souza indicou que 93,2% dos ex-alunos das Fatecs que concluíram o curso em 2006 estavam empregados. O índice mostra ligeira elevação em relação à última pesquisa de empregabilidade, que foi de 92%. A média de remuneração é de 5,5 salários mínimos.

Os dados ressaltam também que entre os tecnólogos empregados, 95,7% têm vínculo formal de trabalho, sendo que 71% com carteira assinada, 15,8% são servidores públicos, 3,7%, microempresários, e 3,7%, autônomos regulares.

O setor da indústria, de acordo com o estudo, ainda é o que mais emprega (24,8%). O ramo de informática (22%) superou o de serviços (21,3%) e ocupa o segundo lugar. Em quarto lugar está o comércio (6,7%), a educação (6,4%), a saúde (5%) e a agricultura (0,6%). As grandes empresas são as que mais contratam, com 38,6%, seguidas pelas empresas de médio porte (21%) e o serviço público (20,3%).

Alguns dados indicam a sintonia entre os cursos das Fatecs e exigências do mercado: 79,9% dos entrevistados declararam não ter dificuldades para exercer a profissão. A pesquisa também aponta que o grau de satisfação dos ex-alunos com os cursos é de 78,9%.

Obras do Patrimônio do Estado estão na internet

Algumas esculturas de Victor Brecheret que compõem a Estação da Via- Crucis estão na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (no Hospital das Clínicas). O belo vitral A Epopéia dos Bandeirantes, de Benedito Calixto, assim como outros quadros do pintor estão na Bolsa do Café, em Santos. Nas salas da administração da Fundação Zoológico encontram-se telas de Aldemir Martins, que retratam animais, enquanto no Instituto Florestal está o Tríptico, conjunto de três pinturas de Helio Seelinger sobre a história brasileira. E há muitas outras obras de arte espalhadas por vários órgãos da administração direta e indireta.

Esse patrimônio artístico pertence ao Estado, mas não figura em museus e no Acervo Artístico e Cultural dos Palácios. São obras adquiridas pelo governo, que há muitos anos foi um grande mecenas, que hoje enfeitam gabinetes, escolas, saguões de prédios, fundações etc., locais dificilmente destinados à visitação pública. Por isso, no último Dia do Artista (24 de agosto), boa parte ganhou um espaço comum na Internet para poder ser admirada e conhecida. Entrou no ar o site que reunirá as estimadas 3 mil obras desse patrimônio. Até o momento, apresenta 145 delas.

Trata-se de muito mais do que um site. Há aproximadamente dois anos foram iniciados o levantamento e a catalogação desse patrimônio, com a criação de um órgão governamental específico: o Grupo de Catalogação e Divulgação do Acervo Artístico da Administração Direta e Indireta do Governo. O nome, por adoção, já mudou para Patrimônio Artístico do Estado e em breve deve ser alterado oficialmente.

AondeNamoro.com! Totalmente Gratuito!

O setor está vinculado à Casa Civil, “pasta com ascendência sobre as outras, o que possibilitou o levantamento em todas”, explica Pedro Jacintho Cavalheiro, que ocupa o posto de coordenador do trabalho.Tem como missão, além do inventário do patrimônio, possibilitar acesso do público a ele, orientar os órgãos de como mantê-lo e restaurá-lo, quando necessário, e a busca de verba para tal.

Sobre a primeira incumbência, Cavalheiro conta que o processo envolveu verdadeira garimpagem, realizada nos quase 90 órgãos subordinados às 26 secretarias, além de fundações, autarquias, empresas estatais e as cerca de 6 mil escolas distribuídas no Estado. “Foi um trabalho árduo. Tivemos de fazer um levantamento em todos esses locais para apurar o que tinha em cada um e, a partir daí, identificar o que era obra de arte ou não”, conta.

Catalogação e acesso – No decorrer do levantamento, foi desenvolvido o site, que é também a ferramenta de catalogação. Para serem cadastradas na página virtual, as obras identificadas tiveram suas imagens retratadas em vários ângulos. A biografia dos artistas, alguns pouco conhecidos do público, também a integra assim como as ilustrações dos retratos de cada um, feitas pelo próprio Cavalheiro, que é artista plástico. “Fizemos uma pesquisa apurada. Em alguns casos, tivemos de ir atrás de informações e resgatar a memória da arte”, afirma.

O formato criado permite que as buscas sejam feitas pelo nome do artista, da obra, do movimento artístico, período histórico ou pelo órgão onde se encontra. O internauta pode admirar as peças também em seqüência de páginas. O site foi pensado para possibilitar o acesso da população às obras de arte e como ferramenta para professores, estudantes, pesquisadores e demais interessados. Tanto é que contém um formulário (de solicitação de visita individual) para quem quiser conhecer a obra no local. “Nesse caso, tentaremos permitir isso desde que seja viável no local em que se encontra”, diz o coordenador.

Há, no entanto, casos de peças sob a guarda de órgãos de acesso público, como o Metrô e o Memorial da América Latina, por exemplo. “O Metrô tem muitas obras que podem ser vistas pela população nas estações e o Memorial possui painéis de Portinari, Poty e Caribé à vista no Salão de Atos Tiradentes”, destaca Cavalheiro.

Entre as mais de 140 peças catalogadas no site, num pacote inicial Cavalheiro cita como destaques pelo valor histórico as telas Estrada de Santos a Caminho do Mar, de Oscar Pereira da Silva; Manhã no Mangueiro, de Antonio Rocco; e Retrato de Benedito Calixto, de Bernardino de Souza Pereira, um óleo sobre tela encontrado numa escola do litoral. Além deles, entre outros, ressalta o vitral A Epopéia dos Bandeirantes, de Benedito Calixto, os três quadros do O Tríptico, de Hélio Seelinger, as esculturas da Estação da Via-Crucis, de Brecheret, e uma das obras mais antigas encontradas durante a catalogação, a escultura em madeira Sant’Ana, de artista anônimo, localizada no Palácio dos Campos Elísios.

“Talvez nem seja de autoria de um artista profissional, mas por ser do século 16, é uma obra de valor histórico muito grande, pois integra o contexto da produção de peças para catequização dos índios”, relata o coordenador do Patrimônio. Discorre ainda sobre outros benefícios desse trabalho. Um deles é a segurança conferida às peças com a catalogação, já que o mercado de arte costuma consultar essas fontes antes de comprar uma obra para averiguar se não foi roubada. Outros são o resgate da memória artística e a sua perpetuação. Inclusive, há a intenção de que sejam produzidos catálogos também em papel. “Obra publicada é obra conhecida. Batalhamos muito por isso”, conclui Cavalheiro.

SERVIÇO

Mais informações no site www.saopaulo.sp.gov.br/patrimonioartistico

Da Agência Imprensa Oficial

Apenas 77 municípios têm possibilidade de realizar segundo turno

Da Agência Brasil

Dos 5.565 municípios do país, apenas 77 têm possibilidade de realização de segundo turno nas eleições de outubro, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em duas capitais, Boa Vista (RR) e Palmas (TO), a eleição do próximo dia 5 de outubro será decidida logo no primeiro turno.

De acordo com a Constituição Federal, o segundo turno só pode ocorrer em municípios com mais de 200 mil eleitores quando nenhum dos candidatos obtiver a maioria absoluta dos votos no primeiro turno. Em Boa Vista, por exemplo, existem 159.075 eleitores e em Palmas, 127.106 eleitores.

São Paulo, com 29.143.285 eleitores, 22,3% do eleitorado do país, é o estado com mais municípios onde pode haver segundo turno no dia 26 de outubro: 21 ao todo. Logo depois vêm o Rio de Janeiro, com dez municípios, e Minas Gerais, com sete.


Em alguns estados, como o Maranhão, com 4.159.519 eleitores em 217 municípios, e o Acre, com 443.148 eleitores em 22 municípios, apenas as capitais têm possibilidade de segundo turno: São Luís, com 636.914 eleitores, e Rio Branco, com 201.620 eleitores, respectivamente. Na Bahia, com 417 municípios e 9.153.629 eleitores, poderá haver segundo turno em apenas duas cidades: a capital, Salvador, e Feira de Santana.

Segundo o TSE, o eleitorado da capital paulista (8.198.301 votantes) é o maior do país, seguida pela cidade do Rio de Janeiro (4.579.365) e por Belo Horizonte (1.772.234).

Governo lança gerenciador de portais com plataforma do Wordpress

O Ministério da Cultura (MinC) lançou oficialmente, no último domingo (31), o projeto e a comunidade Xemelê, que funcionarão dentro do Portal do Software Público Brasileiro.

A novidade foi anunciada durante o Congresso Internacional Sociedade e Governo Eletrônico (CONSEGI).

Trata-se de um conjunto de plugins que transformam a plataforma de blogs Wordpress em um gerenciador de portais de internet.

Por ser de código aberto, com alto grau de flexibilidade e fácil personalização, o Wordpress serviu perfeitamente para os planos do MinC de facilitar a publicação de conteúdo para os usuários que não dominam código fonte.



De acordo com o site do Software Público, o Xemelê conta com ferramentas para gerenciamento de sites, blogs, chats, wikis (páginas editadas de forma colaborativa) e também de ambientes para integração de serviços de e-mail e agenda.

Foram usados HTML, PHP, JavaScript, Jquery e banco de dados MySQL em sua criação.

Para o lançamento da comunidade Xemelê, foi desenvolvido o tema “Software Público”, que conta com os principais plugins pré-instalados e um layout padrão.

A idéia é facilitar a instalação, viabilizando o uso imediato do usuário.

Em conjunto com o Xemelê, foi disponibilizada a ferramenta ChatCast.

A aplicação é uma interface integrada de streaming (transmissão) de vídeo e chat onde usuários podem acompanhar exibições em tempo real pela internet e conversar entre si, debatendo, assim, sobre o que estão assistindo.

A carta de lançamento do Xemelê foi assinada pelo Ministro Juca Ferreira e pelo Secretário de Logística e Tecnologia da Informação, Rogério Santanna.

O projeto tornou-se a primeira solução a contar com a assinatura de um ministro para disponibilização à sociedade.

A comunidade pode ser acessada e o software baixado diretamente no Portal do Software Público Brasileiro.

Serviço
www.softwarepublico.gov.br

Do Ministério da Cultura

Metrô disponibilizará bicicletas em oito estações

Até o fim de setembro, o Metrô concluirá a primeira fase do programa que incentiva o uso de bicicletas. Serão disponibilizados para os usuários sete novos bicicletários e oito pára-ciclos (estruturas para acorrentar bicicletas), além do serviço de empréstimo de bicicleta. O objetivo é estimular a utilização das bikes em pequenos trajetos para melhorar o trânsito, além de ajudar o meio ambiente e aumentar a qualidade de vida.

Para viabilizar a ação, o Metrô firmou parceria com o Instituto Parada Vital.

O usuário receberá bicicleta, capacete e cadeado, podendo devolvê-los em qualquer bicicletário do sistema até as 20 horas do dia da retirada. Os primeiros 30 minutos serão gratuitos. Após esse período, serão cobrados R$ 2,00 por hora e diária de R$ 50,00. Inicialmente, serão 80 bicicletas, distribuídas em oito bicicletários. Para utilizar o serviço, o interessado deverá preencher cadastro, assinar um Termo de Responsabilidade e apresentar o cartão de crédito.

Assessoria Jurídica

Além do empréstimo de bike, essa fase do programa contará com oito bicicletários, que juntos oferecerão 350 vagas: sete novos mais a unidade Vila Guilhermina-Esperança que opera desde abril de 2007 e conta com 100 vagas. Os bicicletários de Corinthians-Itaquera e Carrão já estão prontos e também oferecem 100 vagas cada um. Cinco outras unidades serão implantadas nas estações Vila Mariana, Paraíso e Sé (Linha 1-Azul); Anhangabaú e Marechal Deodoro (Linha 3-Vermelha), com 10 vagas para acomodação de bikes em cada unidade.

Os pára-ciclos serão instalados em oito estações, com 20 vagas por unidade: Jabaquara (Linha 1-Azul); Belém, Penha, Vila Matilde, Artur Alvim (Linha 3-Vermelha); Capão Redondo, Campo Limpo e Vila das Belezas (Linha 5-Lilás).

O uso dos bicicletários e dos pára-ciclos é gratuito e a operação dos dois serviços de responsabilidade do Instituto Parada Vital, que conta com o apoio da Companhia Porto Seguro. No caso dos bicicletários, é necessário cadastrar-se apresentando um documento com foto. Uma etiqueta numerada de identificação será afixada na bicicleta e ele receberá um cartão de controle contendo a mesma numeração. Já os usuários dos pára-ciclos deverão levar cadeado e corrente próprios para imobilizarem a bike.

A segunda fase do projeto deverá instalar bicicletários em mais sete estações: Liberdade, São Bento e Tiradentes (Linha 1-Azul); Sumaré (Linha-2); Santa Cecília, Brás e Palmeira-Barra Funda (Linha 3-Vermelha).

Do Metrô

FMB/Unesp e Fatec Botucatu estruturam curso de radiologia

Por Flávio Fogueral

Parceria entre a Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp e a FATEC Botucatu deve garantir a instalação do curso em nível superior de tecnologia em radiologia e diagnóstico por imagem na área da saúde. O curso deve ser implantado ainda este ano com o início das aulas estimado para o primeiro semestre de 2009.

Pela proposta, o curso terá duração de três anos (6 semestres) e oferecerá semestralmente 40 vagas para a obtenção do título de tecnólogo em radiologia. Será pioneiro na região a ser oferecido por duas instituições públicas de ensino superior.

A oficialização do curso depende ainda da definição de alguns detalhes burocráticos pelas duas faculdades, mas a grade curricular está definida e será dividida na parte teórica com aulas na FATEC Botucatu, no Jardim Aeroporto e todas as disciplinas práticas, além da realização de estágios serão efetuadas na FMB e Hospital das Clínicas.


No dia 1º, representantes da FATEC Botucatu e Centro Paula Souza (mantenedora das faculdades de tecnologia no Estado) reuniram-se com o diretor da FMB, professor Sérgio Muller e prof. Morcelli. Também esteve presente à reunião o assessor-chefe da coordenadoria do CEETEPS, prof. Ângelo Luiz Cortelazzo. Durante as conversas foram abordados pontos que ainda impedem o anúncio oficial da implantação do curso e as possibilidades proporcionadas pela parceria. Novas conversações devem ser feitas até o final deste mês. A intenção das duas instituições é oferecer o curso a partir do próximo ano.

Além da reunião com a direção da FMB, representantes do Centro Paula Souza conheceram as instalações do Hospital das Clínicas onde os futuros tecnólogos terão aulas práticas e a realização de estágios.

Conforme ressalta o professor da disciplina de radiologia da FMB, prof. Morceli, há uma crescente na demanda por este tipo de profissional, já que a medicina, conforme ressalta, está interligada com a tecnologia. “Quando se iniciaram as negociações para criar este curso, só existiam dois cursos no país e ainda sentimos escassez na formação de profissionais da área”, explica.

Para o diretor da Faculdade de Medicina de Botucatu, prof. Sérgio Muller, a estruturação deste novo curso pode se tornar o embrião de futuras parcerias entre as duas instituições de ensino superior. “Na área da saúde e dependendo dos resultados obtidos na formação destes profissionais, temos a possibilidade de estreitar ainda mais esta parceria”, declara.

Já Roberto Colenci, diretor da FATEC Botucatu, a preocupação nestes meses de negociações é definir atribuição de cada faculdade na busca da integração que permita oferecer qualidade nas disciplinas. “Procuramos nestas conversas buscarmos um denominador para que possamos oferecer um curso com consistência, qualidade e que atenda à expectativa dos alunos. Hoje o diagnóstico por imagem se tornou uma necessidade do mercado”, ressalta Colenci.