agosto 17, 2008

Grupo de Astronomia se encontra no dia 23

Por Renato Fernandes

No próximo sábado, dia 23, acontece a segunda reunião com um grupo de interessados em astronomia de Botucatu, o encontro será na quadra da escola Aitiara, a partir das 18h30. A primeira reunião aconteceu no dia 25 de julho, no Teatro Municipal Camillo Fernandez Dinucci.Na ocasião, foi cedida ao grupo uma sala para exposição de fotos do integrante Antonio Martini Júnior.



Na avaliação o secretário municipal de cultura, Marco Pinheiro, principal incentivador do encontro, a reunião foi um sucesso. “Esta vivência do dia 23, trata-se da visualização das estrelas a olho nú, com o acompanhamento do agrônomo Pedro Jovclelevich , que tem especialização de Astronomia voltada para a agronomia”, disse.

O grupo é aberto a interessados em geral. Não há limite de pessoas, custos ou necessidade de inscrição. Informações com Pedro Jovclelevich, pelo telefone (14) 3815-7862, ou Secretaria Municipal de Cultura pelo telefone (14) 3882 - 0133.

Exposição sobre a Revolução de 1932 permanece aberta

Por Renato Fernandes

O CCB - Centro Cultural de Botucatu, manterá a exposição sobre a Revolução de 1932, aberta para visitação até o dia 25 de agosto, segundo o presidente do CCB, João Carlos Figueiroa, o evento foi bem aceito pela comunidade. “A exposição já recebeu mais de 400 visitantes”, explica.Para garantir um oportunidade aos professores em apresentar aos alunos objetos que fizeram parte da Revolução Constitucionalista, estão abertas até o dia 22, o agendamento de visitas monitoradas.

Assessoria Jurídica


Próxima - Após a retirada do material referente a essa exposição a diretoria da entidade montará outra mostra, tratando agora da história do tropeirismo.

A nova exposição faz parte do cronograma de trabalhos previstos para marcar o lançamento da obra “A História do Troperismo”, de autoria do vice-presidente da entidade, David Devidê.

PIT já atende turistas no Terminal Rodoviário

Por Renato Fernandes

O espaço é pequeno, mas já representa um grande avanço para o desenvolvimento turístico da cidade, trata-se do PIT - Posto de Informações Turísticas instalado no box LE-3 (Lado Esquerdo - 3), do Terminal Rodoviário de Botucatu.O atendimento é voltado a viajantes que passam diariamente pelo terminal e também para a população em geral, interessada em informações referentes a agências de turismo, pontos preparados para receber visitantes, sugestões de atrativos ,dentre outros.

A média de atendimentos varia de acordo com o dia da semana e mês, girando entre 5 e 10 atendimentos entre às 9 e 17 horas, com pausa de duas horas das 12 e 14 horas. “As pessoas buscam dados variados, tem muita gente que simplesmente quer saber onde fica o albergue, Secretaria de Assistência Social e restaurantes, mas a maior parte está realmente interessada em informações da cidade. Um dos pontos mais procurados é a Cachoeira da Marta”, explica a estudante de turismo que estava responsável pela recepção no PIT na tarde de ontem, Patrícia Reis Campanucci, 20 anos.



Uma das finalidades do Pit é garantir que os turistas tenham acesso à informações referentes ao município também aos finais de semana. “E demanda por informações no terminal rodoviário é grande e precisávamos suprir essa necessidade de maneira integral, garantindo aos turistas informações também aos sábados e domingos”, disse.

No local, além do conhecimento dos atendentes referentes ao município, o turista também tem em mãos folders, mapas e material de divulgação da série “Caminhos de Botucatu”, que enfoca detalhes sobre rotas, trilhas e atrativos turísticos, entre eles: Parque da Cachoeira da Marta, artesanato, orgânicos, alternativo, ecoturismo, aventura, pescaria e o serpentário do
Cevap - Centro de Estudos de Venenos e animais Peçonhentos da Unesp.

Obras - Nas próximas semanas deverá ter início as obras de recuperação e reforma do terminal rodoviário de Botucatu. A secretária de Turismo, Lúcia Peduti, garante que nesse período fará o possível para que o PIT permaneça aberto . “É nessa hora que mais precisaremos desse posto. O passageiro descerá em um terminal em obras e precisará de orientação e auxílio”, garante.

Ela acrescenta, que durante as obras, pretende instalar no local um painel informando aos visitantes a respeito da reforma e mostrando como ficará as instalações após as obras. “A idéia é transformar o terminal rodoviário na recepção da cidade, e fazer o possível para tornar o desembarque algo agradável, que incentive uma visitação mais aprofundada dos pontos turístico de Botucatu’, disse.

Transplantes de coração crescem 60% em SP

O número de transplantes de coração no Estado de São Paulo cresceu 60% neste ano, segundo o mais novo balanço da Secretaria de Estado da Saúde. De janeiro da julho foram realizadas 40 cirurgias, contra 25 no mesmo período de 2007.

O resultado é fruto direto do aumento do número de doações autorizadas pelos familiares de pacientes com morte encefálica em todo o Estado. Foram registradas 249 doadores de órgãos nos sete primeiros meses de 2008, 20,3% a mais que na comparação com igual período do ano passado. Os transplantes de pulmão cresceram 32%, passando de 19 para 25. Já o número de transplantes de rim subiu 17% no mesmo período, passando de 345 para 404.

"Esse crescimento é importante porque, no caso do coração e do pulmão, quem precisa de um transplante não tem outra opção de tratamento, ao contrário do que acontece com pacientes renais, que podem fazer hemodiálise, ou aqueles que aguardam por um pâncreas, que podem usar aplicações de insulina", afirma o coordenador da Central de Transplantes da Secretaria, Luiz Augusto Pereira.


Neste ano, de janeiro a julho, foram registrados 744 transplantes de órgãos (excluindo-se córneas, consideradas tecidos). O número é 18,9% superior às 626 cirurgias registradas nos sete meses iniciais de 2007, segundo os dados da Central de Transplantes.

A Secretaria vem realizando treinamentos com médicos de grandes emergências e UTIs do Estado para aprimorar a captação de doadores. Desde 2006 cerca 360 profissionais de saúde já passaram pelo treinamento em 2006. Até o final deste ano outros 100 médicos deverão se especializar no trabalho de em procura, identificação e notificação de potenciais doadores de órgãos e tecidos. O objetivo é ampliar o número de transplantes no Estado, diminuindo o tempo de espera a partir do aprimoramento da captação.

Para aqueles que desejam ser doadores, a Secretaria orienta que comuniquem esta intenção aos parentes e pessoas próximas, pois somente os familiares podem autorizar ou não a retirada de órgãos para transplante no caso de óbito.

Da Secretaria da Saúde

Workshop de Medicina/ FMB reúne estudantes do Ensino Médio e mostra conteúdo do curso

Por Flávio Fogueral

Considerada a instituição de ensino superior com maior procura pelos vestibulandos na Unesp, com cerca de 120 candidatos/vaga somente em medicina, a Faculdade de Medicina de Botucatu atrai a cada ano um número maior de interessados.

Para mostrar os aspectos e consistência da futura carreira a ser seguida, o Centro Acadêmico Pirajá da Silva (CAPS) e a Associação Atlética Acadêmica Carlos Henrique Sampaio de Almeida (AAACHSA) realizaram, no dia 16 de agosto, o II Workshop de Medicina da FMB.

O evento contou com cerca de 80 alunos do Ensino Médio e de cursos pré-vestibulandos de toda a região. O objetivo foi fornecer melhor informação do conteúdo do curso de medicina e consistiu em apresentações teóricas e práticas do cotidiano e também conhecer os assuntos abordados no decorrer dos seis anos de ensino.

As atividades começaram às 8 horas com entrega de camisetas e realização de uma palestra de abertura. Logo após, os próprios acadêmicos de medicina mostraram aos participantes diversos tópicos nas atividades teóricas e práticas. Uma visita às instalações da FMB proporcionou melhor conhecimento sobre a metodologia aplicada no ensino.

Além disso, alguns temas que fazem parte da grade curricular do curso foram apresentados aos vestibulandos; entre eles "Anatomia Aplicada", "Enfermagem aplicada à Medicina", "Primeiros Socorros", "Parasitoses, Semiologia: exame cardiáco, pulmonar e neurológico", "Fígado e Álcool, Pulmão no Tabagista e Câncer de Mama", "Transtornos Psiquiátricos" e "Pré-Natal e Mecanismos de Parto".
Finalizando o workshop, os alunos conheceram o funcionamento do Centro Acadêmico Pirajá da Silva e também a Associação Atlética Acadêmica Carlos Henrique Sampaio de Almeida, onde viram alguns dos projetos e atividades desempenhadas pelas entidades representativas dos universitários.
Conforme explica uma das organizadoras do evento, Michele Rebequi de Souza, o workshop serviu como base de informações aos vestibulandos. Com isso, ela frisa, espera-se que ocorra um interesse maior pelo curso de medicina. "Esperamos que o aluno interessado conhecesse um pouco do que consiste o curso e também estimulá-los para que possam seguir esta carreira", declara.