agosto 13, 2008

Botucatu discute saúde cardíaca da mulher

A Regional de Botucatu da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP) realiza, em 14 de agosto, quinta-feira, a reunião científica Mulher e Coração. Prevista para ser iniciada às 19h, ocorrerá no Sabor & Mordomia e contará com a presença da Dra. Regina Giunco Alexandre, médica da Seção de Coronariopatia do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia.

Serão abordadas questões relevantes para a boa prática e o atendimento qualificado das mulheres, como a terapia de reposição hormonal e as diferenças de conduta entre cardiologistas e ginecologistas. Vale registrar que a terapia de reposição hormonal fornece à mulher os hormônios estrogênio e progesterona que os ovários param de produzir na menopausa, com o objetivo de conter alguns sintomas, como ondas de calor, perda de sono e falta de lubrificação vaginal. Este tipo tratamento é bastante polêmico, o que reforça a importância desse assunto.



Na reunião também serão abordadas as peculiaridades da estratificação de risco e tratamento da doença coronariana na mulher. Embora, antes do 50 anos, a mulher tenha menor risco que o homem de apresentar doença coronariana, ele aumenta consideravelmente com a menopausa. A partir de então, o índice de doença coronariana é de duas a três vezes maior.

Mulher e Coração
Data: 14 de agosto de 2008
Horário: a partir das 19h
Local: Sabor & Mordomia
Endereço: Rua Dr. Cardoso de Almeida 2580 - Botucatu, São Paulo

O tropeirismo mostrado em livro

Por Renato Fernandes

No final deste mês, dia 29, deverá ser lançado no CCB - Centro Cultural de Botucatu, o livro “História do Troperismo” (foto), de autoria do funcionários público David Devidê. A obra faz parte do pacote de projetos que receberam incentivos do Pipa - Programa de Incentivo à Produção Artística e Cultural, promovido pela Secretaria Municipal de Cultura, em 2007.

A obra que será lançada por Devidê tem como poposta narrar as aventuras dos homens que cortaram o país guiando o gado e desafiando os perigos das estradas. “Os tropeiros levaram o progresso para todos os quadrantes do Brasil”, explica o autor.
A obra tem como colaboradores os professores Sérgio Marques (diagramação e revisão) e Benedito Vinicio Aloise (ilustrações). Neste trabalho ele resgata a história dos tropeiros através de relatos e causos de personagens ilustres do tropeirismo, como Lauro Branco, Quinto Jó, Joaquim Galerani, dentre outros. “Para desenvolver a revista eu procurei essas pessoas e além das entrevistas também filmei muita coisa. Desenvolver um documentário é algo que está em meus planos e pode ser o meu próximo projeto”, coloca.
O leitor encontrará na revista informações sobre mulas, comida tropeira, acampamento, cidades e vilas que surgiram pela rota percorrida pelos tropeiros, travessias de rio, missões, dentre outros temas. A obra será vendida em bancas e livrarias de Botucatu, contando ainda com distribuição dirigida às bibliotecas públicas da cidade.

Botucatu quer sede própria para o IML

Na manhã desta terça-feira, dia 12, na cidade de Avaré, foi inaugurada a sede regional do instituto médico legal do município. O evento contou com a participação do Secretário do Estado de Segurança, Ronaldo Marzagão e do Coordenador da Superintendência da Polícia Técnico Científica, Dr. Celso Perioli.

Os membros do IML de Botucatu e o Vereador Lelo Pagani aproveitaram a ocasião para abordar as autoridades estaduais a respeito da possibilidade de também instalar uma sede para o instituto médico legal e Instituto de Criminalística em Botucatu que atende quase 13 municípios.

Em seu discurso de inauguração, Dr. Celso Perioli, discorreu sobre a satisfação da implantação de novas sedes para IML em todo o estado e a criação de novos empregos no setor através de concurso público. Além disso, também afirmou que, fora a sede de Avaré, outras seis cidades também serão contempladas com projetos semelhantes. Botucatu não está na lista.

Empregos Manager Online


Dr. Felipe Jorge Heimbeck e mais quatro técnicos do IML de Botucatu, juntamente com o vereador Lelo Pagani, que estava representando a Câmara Municipal na ocasião como Vice-Presidente, abordaram Dr. Celso Perioli e o Dr. Hideaki Kawata, Diretor dos IML’s do Estado, e ambos reafirmaram a necessidade da existência de um terreno para a construção da sede do IML e deram a entender que a questão está encontrando empecilhos no âmbito político.

Há alguns anos os integrantes do IML vêm lutando por uma sede própria sendo que já participaram de reuniões na coordenadoria da polícia técnico-científica em São Paulo com a presença até mesmo de políticos da capital e de Botucatu. Como resumo do encontro ficou decidido a necessidade de se conseguir apoio político da casa civil para a causa. Hoje tanto o IML quanto o IC de Botucatu trabalham em prédios alugados pela Prefeitura Municipal.

Começa na quinta transferência de professores da rede estadual

A Secretaria de Estado da Educação começa na quinta-feira, 14, o processo de transferência de docentes na rede. Os educadores terão até 20 de agosto para requisitar a mudança para outras escolas ou municípios. A medida foi publicada em Diário Oficial do Estado e reitera normas definidas no decreto 53.037/2008, que alterou regras da lei.

AondeNamoro.com! Totalmente Gratuito!

O professor deve procurar a diretoria da escola que leciona e apresentar documentação (certificado de especialização e aperfeiçoamento, cursos de pequena duração, atualizações, entre outros). A transferência, claro, é válida apenas para os concursados. Um dos motivos é a mudança de familiares para outra localidadee. O resultado será divulgado no final deste ano.

Da Secretaria da Educação

Cédulas poderão ter identificação para deficientes visuais

Parecer do senador Virgínio de Carvalho (PSC-SE), favorável a projeto de lei que visa obrigar a inclusão de componente que possibilite a identificação das cédulas brasileiras pelas pessoas com deficiência visual, foi aprovado pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), nesta quarta-feira (13). A proposta (PLS 141/08) é de autoria do senador Flávio Arns (PT-PR) e ainda será examinada pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), em decisão terminativa.

O autor explicou que a proposta determina o prazo de dez anos, a partir da publicação da lei, para a substituição completa das cédulas em circulação, que será feita, assim, de forma gradativa. Arns ressaltou que não sugeriu a inserção do sistema em braile nas cédulas por acreditar que, com o aperfeiçoamento da tecnologia, outros sistemas poderão ser mais adequados e deverão contribuir de forma melhor para a inclusão dessas pessoas na sociedade.


Flávio Arns explicou ainda que não incluiu as moedas em sua proposta porque elas são facilmente identificadas pelas pessoas com deficiência visual, por terem tamanho e peso diferenciados.

Em seu parecer, Virgínio de Carvalho lembrou que a proposta de Flávio Arns reproduz o texto do substitutivo ao projeto do então senador Paulo Otávio, aprovado no Senado, mas arquivado na Câmara dos Deputados. Para ele, o projeto é relevante por buscar "ampliar a participação - e, conseqüentemente, a cidadania - de mais de dois milhões e meio de brasileiros com sérios problemas de visão".

Agência Senado

Rede estadual terá ensino fundamental de nove anos

A Secretaria de Estado da Educação começa a oferecer o ensino fundamental de nove anos a partir de 2009. A rede estadual iniciará o projeto nas cidades cujas redes municipais já tenham ou iniciem no ano que vem o novo modelo.

Até o fim de 2010, toda a rede estadual estará seguindo a determinação do Ministério da Educação, que instituiu os nove anos de ensino fundamental. Após o período de 27 de agosto a 29 de setembro, quando há matrícula antecipada no sistema público (estadual e municipais), será possível averiguar qual a demanda das escolas por crianças de 6 anos de idade.

De acordo com a demanda de cada cidade, a secretaria e a prefeitura local distribuirão os alunos em escolas estaduais e municipais. A prioridade sempre será para escolas municipais, já que a pasta tem projeto de municipalizar as escolas de ciclo inicial de fundamental (1ª a 4ª séries).


Matrícula antecipada – Os pais ou responsáveis devem se dirigir a qualquer escola pública estadual ou municipal (ensino fundamental ou médio) para inscrever os alunos, no período indicado (27 de agosto a 29 de setembro). Os estudantes que já estão em rede pública têm matrícula automática. Além de facilitar as inscrições, a matrícula antecipada tem o objetivo de auxiliar a secretaria no planejamento para atendimento de toda a demanda na rede para o ano letivo de 2009. Todas as escolas estaduais e municipais serão postos de cadastramento.

A matrícula antecipada é válida para qualquer criança ou adolescentes a partir de 6 anos (completos ou a completar até o fim de 2008), que cursam o ensino infantil ou que estão fora das redes estaduais e municipais. A partir dos 15 anos os interesesados podem se inscrever na Educação de Jovens e Adultos (EJA) direcionada ao ensino fundamental.

Da Secretaria da Educação

Guarda compartilhada começa a valer

Da Agência Brasil

A Lei 11.698 que cria a guarda compartilhada dos filhos de pais separados entra em vigor hoje (13). Este tipo de tutela é opcional e poderá ser fixada por escolha do pai e da mãe ou por determinação judicial. Até ontem, só existia a guarda unilateral, ou seja, o filho ficava apenas um dos pais, que decidia sobre a vida da criança.

Sancionada no dia 13 de junho, a lei altera o Código Civil. Com a guarda compartilhada, o pai e a mãe passam a dividir direitos e deveres relativos aos filhos e as decisões sobre a rotina da criança ou do adolescente. Definição da escola e de viagens, por exemplo, passa a ser conjunta.

Assessoria Jurídica

O tempo que o filho passará com cada um dos pais será decidido entre eles. Quem já se separou e enfrenta problemas com a guarda unilateral pode recorrer ao juiz em busca da guarda compartilhada.

Software comanda robôs pela Internet

O projeto do WebLab de robótica móvel, realizado no Laboratório de Acesso Remoto (REALabs), reuniu pesquisadores do Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI), da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (Feec) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) e da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

O WebLab tem apoio da Fapesp (modalidade Auxílio à Pesquisa) e permite a execução remota de experimentos como mapeamento do ambiente e navegação por visão, sonar ou laser, além de outros experimentos robóticos, informa Eliane Guimarães, da Divisão de Robótica e Visão Computacional (DRVC) do CTI.

“Utilizando serviços acessíveis a partir da linguagem de programação Java, os alunos podem desenvolver experimentos em robótica móvel e avaliá-los em ambientes simulados antes de colocá-los em ação”, explica Eliane.

Pesquisadores de instituições localizadas em outras cidades podem fazer experimentos com robôs móveis, interagindo e acessando dados coletados por eles. Segundo Eliane, uma vez que os algoritmos são validados numa simulação experimental, os alunos podem submetê-los para execução em ambientes reais. A execução é acompanhada por interface de teleoperação, que permite ao estudante visualizar o experimento por meio de vídeo em tempo real, além de operar manualmente o equipamento, caso necessário. A utilidade didática é muito grande”, afirma a pesquisadora.



O Realabs tem o objetivo de desenvolver uma federação de WebLabs sobre a rede KyaTera – projeto cooperativo da Fapesp para o estudo de tecnologias da Internet avançada apoiado por uma rede de fibras ópticas que interliga os laboratórios participantes, ligado ao Programa de Tecnologia da Informação no Desenvolvimento da Internet Avançada (Tidia).

“Desde 1997 alguns participantes da pesquisa têm desenvolvido infra-estruturas de softwares de forma independente. A finalidade do projeto é integrar esses esforços utilizando a rede KyaTera”, adianta Eliane.

Demonstração prática – Eleri Cardozo, professor e pesquisador da Feec, conta que o WebLab de robótica móvel foi testado em julho, durante a 60ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em Campinas. “No estande do CTI montou-se um ambiente de navegação para robôs móveis e ali foram dispostas duas câmeras panorâmicas de alta resolução, com estrutura de rede composta por pontos de acesso sem fio, servidor e roteador. O ambiente incluía também dois robôs móveis, sonares e sensor a laser. O acesso ao WebLab foi feito pela Fapesp sobre a rede KyaTera”, informa Cardozo.

Utilizando as câmeras disponíveis no ambiente e nos robôs, os alunos puderam obter imagens e gravar vídeo para fins de documentação do experimento. “O WebLab possibilita ainda o acesso em grupo, disponibilizando, para esses casos, uma interface de chat e passagem de permissão para controle de concorrência no acesso aos equipamentos”, comenta o pesquisador.

Para Cardozo, o experimento apresentado na reunião da SBPC foi uma demonstração da versão atual dos WebLabs, que vêm sendo desenvolvidos. “Nesse caso, usamos bastante as tecnologias de Internet, de forma que o navegador do usuário tenha papel importante para o acesso”.

Cardozo explica que os experimentos podem rodar em três locais: acoplado no robô, em um servidor do WebLab ou no próprio terminal remoto do usuário. No primeiro caso, o algoritmo do usuário é transferido para o robô e executado no seu processador de bordo. O tráfego seria limitado ao acompanhamento, por meio das câmeras, de alguns resultados que o computador transfere ao experimento.

No segundo caso, com o experimento rodando no servidor, há um tráfego intenso de telemetria dentro do laboratório e a interação com o servidor a partir do terminal do usuário se reduz ao acompanhamento.

“No caso seguinte, toda a telemetria de controle – isto é, tudo o que pode ser obtido do ambiente – precisa fluir entre o terminal remoto do usuário e o WebLab. Nesse aspecto, a rede de alto desempenho é fundamental, porque o experimento se dá em tempo real e não tolera atrasos”, ressalta.

O grupo coordenado por Eliane Guimarães e Cardozo prioriza a construção de WebLabs, cuja interface de controle esteja conectada a um computador que se comporte como um servidor Web. “Com isso, não usamos nada de proprietário. O usuário precisa apenas do navegador ou de uma aplicação programada, ou outra linguagem que permita essas interações com o servidor”, descreve.

Evolução digital – Ao acessar um laboratório localizado em outra cidade, o usuário capta imagens do ambiente em que estão os robôs e é capaz de interagir com eles. Segundo Cardozo, isso faz dos robôs equipamentos interessantes para esse tipo de experimento.

“Os robôs capturam informações e interagem com o ambiente de maneira muito eficaz. Os que utilizamos possuem dispositivos que podem ser movimentados remotamente. Contam também com sensores de ultra-som que permitem determinar obstáculos em proximidade. São equipados com medidores de distância capazes de fazer rastreamento de 180 graus e estimar os formatos examinados. Os robôs dispõem ainda de uma rede de comunicação sem fio e sensores, como bússolas, GPS e giroscópios”, explica o pesquisador.

De acordo com Cardozo, a estrutura dos WebLabs permite tarefas comuns a todos eles. “A gerência de usuários, o cadastramento, a disponibilização do equipamento por um determinado tempo, a submissão de experimentos para o equipamento e os protocolos de segurança são comuns, independentemente do domínio de aplicação”.

O acesso à ferramenta é feito por uma página da Internet, isso permite eliminar os problemas com o sistema. “Usamos protocolos da Web e o equipamento acessado é exatamente como uma página. Ele pode também possibilitar o uso da telemetria em formato XML, bastante popular nas aplicações Web. O controle é similar ao usado quando se preenche um formulário virtualmente. Com isso é possível que suas aplicações possam rodar dentro de um navegador comum. É um modelo muito flexível”, finaliza.

Acessando a Web ou a Internet

A Internet é uma gigantesca rede com uma infra-estrutura interligada. Conecta milhões de computadores globalmente, onde qualquer um pode comunicar-se com o outro, desde que ambos estejam unidos à Internet. As informações que trafegam pela rede virtual fazem parte de uma variedade de linguagens conhecidas como protocolos. A World Wide Web, ou simplesmente Web, é uma maneira de acessar informação por meio da Internet. É um modelo de compartilhamento de dados construído sobre ela. A Web usa o protocolo HTTP (Hypertext Transfer Protocol, que significa Protocolo de Transferência de Hipertexto), que é apenas uma das formas utilizadas na Internet para transmitir informações, que servem de rotina de navegação – programa de navegação. Os sistemas de navegação acessam documentos chamados de páginas (home pages) que estão continuamente em contato através de links. O acesso à Internet é definido por uma rede pública de comunicações, já a Web recebe uma interface para conexão às informações disponíveis. A Internet possui

baixa velocidade de comunicação, razão pela qual existem as redes privadas de alta velocidade, por exemplo, a rede KyaTera da Fapesp, para que as pesquisas de aplicações sejam mais rápidas que as atuais.

Da Agência FAPESP

Instrumentos musicais poderão ter tributação reduzida

O deputado Valdir Colatto (PMDB-SC) apresentou projeto de lei (PL 3623/08) para reduzir a tributação incidente sobre a produção e a venda de instrumentos musicais, para baixar o preço desses produtos.

O projeto isenta as operações com instrumentos musicais dos seguintes tributos: Contribuição para os Programas de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/Pasep), Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), Imposto sobre a Importação de Produtos Estrangeiros (II) e Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). O PIS/PASEP e a Cofins também serão eliminados na importação de instrumentos musicais, caso o projeto seja aprovado.


O deputado cita que, segundo o Instituto Brasileiro de
Planejamento Tributário (IBPT), cerca de 40% do preço da "cesta
básica de instrumentos musicais", composta por 33 itens, corresponde a
tributos. Entre os instrumentos da cesta, os menos tributados são o carrilhão com estante (38,84%), o reco-reco (38,84%) e o pandeiro (39,03%). Os mais tributados são o microfone, com 47,89%, e as caixas de som (47,01%).

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Educação e Cultura; Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Da Agência Câmara

Massa confirma volta de Schumacher ao Desafio das Estrelas

O corredor de Fórmula 1 Felipe Massa assina o contrato

O alemão Michael Schumacher, heptacampeão da Fórmula 1, voltará a Florianópolis para defender o título do Desafio Internacional das Estrelas conquistado no ano passado. O anúncio foi feito por Felipe Massa nesta quinta-feira em Florianópolis, durante encontro com o governador do estado, Luiz Henrique, o prefeito licenciado Dário Berger e o prefeito em exercício Rubens Bita Pereira. A terceira edição da prova de kart, novamente reunindo astros das principais categorias do automobilismo mundial, será realizada uma vez mais no Kartódromo Internacional dos Ingleses, nos dias 29 e 30 de novembro. “Tenho de agradecer ao Governo do Estado e à Prefeitura de Florianópolis pela continuidade do apoio. Eles entenderam a importância do evento não apenas no cenário doméstico, mas como ferramenta de divulgação das belezas da região”, destacou Massa.

Promessa feita, promessa cumprida. Ao final da prova de 2007, Schumacher – vencedor da primeira bateria e 6º colocado na segunda - afirmou que regressaria à capital catarinense caso recebesse novo chamado. Massa aproveitou a oportunidade e imediatamente oficializou o convite. “Voltamos a conversar recentemente e está tudo certo. Ele adorou a cidade, o evento, o clima descontraído da corrida e já me confirmou que virá”, afirmou Massa, que aproveitou o curto período de férias de intertemporada na Fórmula 1 para visitar os parceiros locais.

O maior recordista da história da Fórmula 1 será a principal, mas não será a única atração internacional do Desafio. Massa tem conversado com os colegas e os entendimentos com outros nomes estão bem adiantados. Entre eles, o polonês Robert Kubica, o alemão Sebastian Vettel e o francês Sébastien Bourdais. “Kubica assistiu à prova de 2007 pela televisão e gostou bastante. Todos os demais receberam uma pasta com informações sobre a corrida e senti que o interesse é grande”, comentou Massa.

Além dos representantes da Fórmula 1, outra novidade poderá ser a vinda do norte-americano Jeff Gordon, tetracampeão da Nascar e integrante da lista dos 50 maiores pilotos de todos os tempos da renomada série de turismo dos Estados Unidos. “Nos conhecemos durante um GP dos Estados Unidos, em Indianapolis, e depois estivemos juntos também na Corrida dos Campeões, em Paris. Ele é um cara bacana, simpático, e me disse que sempre quis conhecer o Brasil. Acho que existe uma boa chance de ele vir”, continuou.

Massa admitiu que o grid poderá ser aumentado em função do crescimento do evento e também para acomodar todas as estrelas asseguradas na competição. Mas o número não deverá superar em muito os 24 karts que largaram no ano passado. “Talvez possamos ampliar para 26 ou 27, mas não mais do que isso”, sublinhou. Em relação à parte desportiva, o formato que vem sendo utilizado está agradando e não deverá sofrer alterações. Serão realizadas duas sessões de treinos livres, uma tomada classificatória e o Top Qualifying com os 10 mais rápidos no sábado, enquanto o warm up e as duas provas ficarão para o domingo. O campeão será conhecido pela soma de pontos.

A estrutura do evento também será reforçada. A capacidade total de público passará de 10 para 15 mil, com a criação ou ampliação das áreas destinadas aos torcedores. As arquibancadas gerais comportarão 6.500 pessoas, enquanto as corporativas poderão receber mais 4.000. Sessenta camarotes e 25 espaços de paddock também serão colocados à venda. Com 600 metros quadrados, as dependências dos pilotos e seus convidados terão sala de estar, refeitório, vestiário e sala de coletiva. Os jornalistas também trabalharão com folga na sala de imprensa com 400 m2. A exemplo das duas primeiras edições, é aguardada a vinda de veículos de países da América do Sul, Europa e Japão.

O Hino Nacional Brasileiro, que será executado pouco antes da largada da primeira bateria, será interpretado pelo cantor Daniel.

O Desafio Internacional das Estrelas conta com patrocínio de Bridgestone, Cerveja Sol, Governo do Estado de Santa Catarina e Prefeitura de Florianópolis. Tem co-patrocínio de Shell, Aymoré Financiamentos, Fiat, Yamaha, Gol e Costão do Santinho. A realização é de Carlinhos Romagnolli Promoções e Eventos.

Objetos da Revolução continuam em exposição

Continua, até o próximo dia 15, a exposição com peças do acervo do Museu Histórico e Pedagógico Francisco Blasi, referentes à Revolução de 1932 , no CCB - Centro Cultural de Botucatu - Praça XV de Novembro, nº 30.
No acervo constam peças produzidas pelas Indústrias Blasi, de Botucatu, entre elas uma granada e um capacete. Os destaques da mostra são as armas e os uniformes, em perfeito estado de conservação.

O acervo está disponibilizado em expositores especiais protegidos por vidro, para evitar o manuseio e o contato direto com os visitantes.

Noite Gospel com cantores de Rap

No dia 16 de agosto, acontece a 2ª Noite Gospel - Lançando a Semente, na Rua João Passos, nº 2671, com entrada franca. A primeira edição do evento aconteceu na cidade de Jaú, reunindo um público de aproximadamente 500 pessoas. A expectativa dos produtores locais da festa é garantir público maior ou semelhante.
O evento que o hip-hop, como referência contará com as seguintes atrações: Ideologia Cristã (São Carlos), Inconformados (Ibitinga), Família Resgate (Jaú), Pelther LB (Jaú), Bruno - Rimadores de Cristo (Barra Bonita), Petra - Equipe de Artes Para Evangelismo, Teatro Promessas (Botucatu), Banda Logos (Botucatu), Juda Street Dance e Grupo de Louvor e Fé em Jesus (Pardinho).Segundo Felipe Adriano, Thais Michele e Thiago Moura, integrantes da comissão organizadora do evento, várias cidades da região já confirmaram presença e deverão vir para Botucatu em caravanas organizadas em templos evangélicos. “O evento é aberto ao público em geral e esperamos contar com a presença de pessoas de todas as idades”, disse Adriano.