agosto 07, 2008

Fumaça preta: Cetesb multa mais de 200 veículos diesel

O comando de fiscalização contra a fumaça preta, realizado no dia 5 em quatro pontos da capital, multou 219 veículos a diesel. A ação é realizada pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SMA). Desde o início da Operação Inverno 2008, chega a 890 o número de veículos autuados, entre ônibus, peruas vans e caminhões. O motivo é a emissão de fumaça preta acima do padrão ambiental.

Passaram pela fiscalização da terça-feira 5.554 veículos. Registrou-se índice de 5,8% de desregulagem do motor. Este foi o sétimo comando realizado desde o início do inverno.

Os motoristas autuados nos pontos da Marginal Tietê (zona norte), avenidas Gastão Vidigal (zona oeste), Teotônio Vilela (zona sul) e Jacu-Pêssego (zona leste) receberam multa de R$ 892,80, mas podem recorrer e reduzir esse valor em 70%, caso façam a manutenção do veículo em uma das 120 oficinas credenciadas pela Cetesb, no prazo de 60 dias. A fiscalização teve o apoio da Polícia Militar e Ambiental.

Assessoria Jurídica

Ação educativa – Ontem, ocorreu nova ação para avaliar a emissão de fumaça preta de veículos a diesel, mas, desta vez, de caráter educativo. Realizada na Marginal Tietê, na ponte de acesso à Rodovia Presidente Dutra, incluiu testes feitos com opacímetro, equipamento eletrônico que mede a quantidade de fuligem emitida pelo cano de escapamento.

Os testes não resultaram em penalidade aos motoristas cujos veículos foram reprovados. O objetivo era conscientizar os condutores sobre a necessidade da regulagem do motor, assim como fornecer subsídios técnicos e informações para futuras práticas de inspeção veicular com o uso do opacímetro.

A Operação Inverno 2008 é uma das ações do Respira São Paulo, um dos 21 Projetos Ambientais Estratégicos da SMA.

Da Cetesb/SMA

Mercado de crédito de carbono ganha manual

Agência FAPESP

O Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) lançou o Manual de Capacitação sobre Mudança do Clima e Projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo. A publicação pode ser baixada gratuitamente pela internet.

O manual será utilizado como material de apoio para os cursos do Programa de Capacitação sobre Mudança do Clima e Projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), resultado de parceria do CGEE com a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O objetivo do programa é subsidiar empresas na elaboração de projetos de mecanismo de desenvolvimento limpo e para apontar oportunidades de negócios no mercado internacional de créditos de carbono.



O programa de capacitação teve início com experiências piloto em 2006, no Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e Porto Alegre. Depois de definidas a metodologia e o formato, foram realizados, no ano seguinte, cursos em nove cidades. Em 2008, o programa, que ao todo já contou com cerca de 420 participantes, promoveu um curso em Goiânia e outro em Curitiba. O manual foi elaborado a partir da experiência dos cursos passados.

A intenção do CGEE é que o manual se torne uma referência para as instituições acadêmicas do país interessadas na inserção de módulos de capacitação sobre MDL.

Criado no Protocolo de Kyoto para reduzir emissões de gases do efeito estufa, o MDL permite a compra, por parte dos países signatários do protocolo, de créditos de carbono gerados por projetos de redução de emissões executados nos países em desenvolvimento, para os quais as regras existentes não impõem metas físicas de redução de emissões.

Os países desenvolvidos podem comprar créditos derivados de projetos de MDL de países em desenvolvimento, como projetos de reflorestamento ou de uso de energias de fontes renováveis. Os créditos de carbono criam um mercado para a redução de gases do efeito estufa, dando um valor monetário ao esforço de redução de emissões. A comercialização funciona por meio da compra e venda de certificados de emissão dos gases.

Nesse contexto, segundo o CGEE, um dos principais objetivos do Manual de Capacitação sobre Mudança do Clima e Projetos de MDL é mostrar que esse tipo de projeto pode resultar em boas oportunidades de negócios internacionais.

Mais informações: http://www.cgee.org.br/publicacoes/MudancaDoClima.php

Circênico em Botucatu

No dia 16 de agosto o Teatro Municipal Camillo Fernandez Dinucci, receberá os artistas do grupo “Circênico-Teatro e Circo” para exibição do espetáculo “Fábrica de Sonhos”, com sessões as 16h30 e 20h30. Os ingressos custam R$ 10 e R$ 5 com apresentação do bônus promocional disponível antecipadamente na secretaria do teatro. “Neste espetáculo fazemos uma fusão entre os clássicos números de circo e os tradicionais quadros cômicos com uma linguagem cênica própria do ‘novo circo’. Em um roteiro dinâmico, estabelecemos um ritmo alegre e descontraído à apresentação”, explica Fernando Milani, ator e diretor artístico do grupo.

Os artistas defendem que o público que hoje se dirige a uma casa de espetáculos quer assisitir algo novo, feito com cuidado. “Algo feito especialmente para ele, que o faça esquecer, nem que por um instante, o conforto de sua casa, o seu aparelho de mp3, DVD e micro system e entre na desconstrução de sua passividade e questione consciente ou inconscientemente as infinitas possibilidades de acesso a arte. O espectador merece experimentar sensações diferentes”, explica Milani.


Grupo - O “Circênico - Teatro e Circo”, surgiu em 2004 com o objetivo de possibilitar aos interessados o aprofundamento de estudos em teatro e circo. Assim, reuniu artistas de diferentes grupos com diversas experiências e constituíram o grupo.

A partir de então foi dado início ao trabalho de treinamento e pesquisa referentes às artes cênicas e diversas montagens teatrais e circenses. Desde o seu surgimento, o hoje legalmente constituído Instituto Circênico de Promoção Cultural e Artística passou a administrar um espaço onde é responsável por oficinas ligadas à arte para crianças e adultos, além de organizar apresentações artísticas destinadas à comunidade.

Atualmente desenvolve também projetos para fomentação de trabalhos artísticos de grupos amadores e profissionais diretamente ligados a apresentações públicas. Em andamento também se encontra a construção de uma sala de apresentações intimista, própria para fortalecer a relação com público em um processo de formação de platéia.

Envolvendo diretamente 80 pessoas, o Circênico trabalha unindo três segmentos – pesquisa em arte educação, inclusão sócio-cultural e responsabilidade social.

Circo de Teatro Tubinho recebe “O Caixeiro do Riso”

O Circo de Teatro do tubinho, receberá na noite de hoje a participação especial do “Caixeiro do Riso”, em apresentação às 20h30. O circo está instalado na Avenida Paula Vieira, em frente ao Curtume Pioneiro.

O Caixeiro do Riso é um dos personagens interpretado pelo ator e comediante Giovani Braz com sucesso em shows pelo Brasil e no programa humorístico “A Praça É Nossa”, exibido semanalmente pelo SBT.

Antes de trabalhar como comediante, Braz já fazia comédia. Quando trabalhava como office boy de um banco, ele tinha que passar em todos os caixas, no final do expediente, para pegar os cheques. Com isso, ele criou uma paródia com a música U Can’t Touch It, do MC Hammer para perguntar se tem cheque. À noite, ele estudava direito e sempre imitava os professores.

Empregos Manager Online

Quando morava em Poços de Caldas, em Minas Gerais, o elenco do programa “ A Praça É Nossa” foi até a cidade para fazer um show. Como ele já tinha um show de humor por lá, acabou fazendo uma participação e depois foi convidado para um teste para o programa. “Sonhava com isso, mas não conseguia me visualizar na Praça É Nossa.”

Inspirado no Caixeiro Viajante, o Caixeiro do Riso é um típico contador de “causos” mineiro e dono de tiradas cômicas.

Segunda melhor rede de escolas do País é de Botucatu

Segundo pesquisa realizada pela revista Pequenas Empresas Grandes Negócios (editora Globo) a rede botucatuense Cebrac - Centro Brasileiro de Cursos, ficou em segundo lugar nas pesquisas nacionais liderando o ranking qualitativo de escolas. A notícia surpreendeu o setor, que atualmente possui cerca de 26 redes cadastradas, e que viu despontar em segundo lugar uma rede com apenas 4 anos de filiação na Associação Brasileira de Franquias, se posicionando a 0,6 pontos no índice geral da primeira colocada que é de São Paulo, Capital.

Segundo Wilson Roberto Giustino, presidente e fundador da rede, a conquista é fruto de trabalho sério e que também foi reconhecido pela Associação brasileira de franquias com o prêmio de excelência em franchising, um dos mais importantes do setor e que é elaboradao com base em pesquisas oficiais e com o respaldo de grandes empresas da área.

A franqueadora Cebrac, que tem como sede principal Botucatu desde o ano de 2003, e que est´pa instalada no município desde o ano de 1998 está crescendo exponencialmente e hoje está presente em 16 Estados brasileiros atuando nas maiores capitais do país e se espalhando por aproximadamente 70 cidades e levando o nome de Botucatu como central e distribuidora do know-how fornecido a toda rede. “Escolhemos Botucatu por sua localização, sua gente, seu clima, enfim por seu lema terra dos bons ares e boas escolas, era exatamente isso que precisávamos.” diz Giustino, que hoje também reside em Botucatu.


Nascida em Ourinhos em 1995, e com msede transferida para Botucatu em 2003, quando estabeleceu aliança com seus franqueados, até então os empresários Jefferson William Vendrameto e sua esposa, Luciane Cristina Somera, hoje sócios da empresa. A rede emprega hoje mais de 1200 colaboradores diretos.

A unidade de Botucatu é considerada como exemplo, com 10 anos de existência, e oferecendo educação profissional e atuando na formação de mais de 8000 alunos.

Em comemoração aos seus Cinco anos de sede da franqueadora em Botucatu será feito o lançamento oficial da empresa Franqueadora para Botucatu para apresentar a cidade mais sobre o trabalho do CEBRAC e seu funcionamento em todo Brasil “Queremos mostrar ainda mais a Botucatu que estamos fazendo nossa parte pela cidade, levando o nome e reafirmando que Botucatu é realmente terra de boas escolas, além de gerar empregos diretos e indiretos já que franqueadora prioriza a escolha de fornecedores locais para abastecer a rede.” diz Jefferson Vendrametto um dos sócios e diretores da rede.

“Não podemos de forma alguma deixar de agradecer a cidade de Botucatu que nos 10 anos de Cebrac na cidade têm nos recebido tão bem, sendo um dos principais estímulos para levar o sucesso obtido aqui para todo o Brasil.” Relata Rafael Somera responsável pela departamento de marketing da rede.

IMES promove a V Jornada Cultural

A volta às aulas dos estudantes de Letras, Pedagogia e Psicologia do IMES (Instituto Municipal de Ensino Superior de São Manuel) será bem agitada em agosto. Como é tradição, a faculdade estará promovendo, entres os dias 11 a 14 de agosto, a “V Jornada Cultural” que tem como tema “A Formação do Sujeito como Agente Transformador”.

O evento, que será realizado no Clube Recreativo de São Manuel, no Centro, terá palestras voltadas para as áreas de educação e psicologia que contará ainda com apresentações culturais e oficinas. O evento deverá atrair aproximadamente 500 profissionais da área de educação e também da psicologia.

No primeiro dia, a jornada cultural será aberta às 19 horas com a palestra do especialista em educação especial, José Antônio de Almeida, que também fará uma apresentação com o Coral de Libras dos alunos do IMES. Também neste dia, haverá a palestra do professor Dr. Mário Sérgio Vasconcellos, psicólogo, mestre em psicologia (UNESP), doutor em Psicologia Escolar e Desenvolvimento Humano (USP/SP), pós-doutorado (Universidade de Barcelona - Espanha) e Livre Docência (UNESP).


No dia 12, às 19 horas, o Coral “Santa Marcelina” de Botucatu fará a abertura do evento, que em seguida recebe, a Profª Drª Alessandra Arce, pedagoga, mestre em Educação (UFMS), doutora em Educação (UNESP), pós-doutorada (UNICAMP) que falará sobre “As possibilidades da Educação para o século XXI”. A segunda palestra do dia terá como tema “A construção social e psicológica dos valores”, que será proferida pela professora Valéria Arantes, psicóloga, doutora em Psicologia (Universidade de Barcelona – Espanha), pós-doutorado (Barcelona- Espanha).

No terceiro dia da jornada, o Grupo Musical “Show da Terra”, de São Manuel, abrirá as palestras que terá a professora Gisleine Macena Camillo, pedagoga, diretora de escola no município de Bariri, que falará sobre o tema “O professor como profissional intelectual e a rede social”. Às 21 horas, o professor Dr. Nelson Pedro da Silva, psicólogo, mestre em Psicologia Escolar (PUC/SP), doutorado em Psicologia Escolar (PUC/SP), doutorado em Psicologia Escolar e Desenvolvimento Humano (USP/SP) encerrará o dia com a palestra “A importância do conhecimento em tempos individualistas”.

Já no último dia, a apresentação cultural ficará por conta do Grupo Oficina da Arte, de Jorge Petrim e Lindomar Teixeira. A última palestra tem como tema a “Música: Proposta para uma Educação Prazerosa”, que será feita pelo maestro Moacyr Carlos Junior, músico pela Faculdade Santa Marcelina-Botucatu, professor na UNIARA e escritor de Araraquara, que no final fará uma apresentação com o Coral UNIARA.

Oficinas

Em quatro dias de palestras os interessados também poderão se inscrever nas oficinas que serão realizadas também no Clube Recreativo, durante o período da tarde. No dia 12, será realizado a oficina “A arte de contar histórias”, com o grupo “Era uma vez” que terá ainda a colaboração de Vicente Marçal.]

No dia 13, a professora Ana Paula Bassetto Trovão fará a oficina Jogos Gigantes e no dia 14 a arte em E.V.A (Maneira lúdica de contar histórias),

Informações

Os interessados em participara da V Jornada Cultural do IMES poderá fazer suas inscrições na secretária da faculdade. A inscrição antecipada até o dia 08 de agosto custará R$ 40, podendo parcelar em dois pagamentos com cheques de R$ 25 para 10 de agosto e 10 de setembro. No dia do evento será cobrado preço único de R$ 50.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (14) 3841 3766 na secretaria da faculdade.

Cerca de 250 pacientes à espera de transplante de fígado ainda não foram recadastrados

Da Agência Brasil

Dos 1.077 pacientes que estavam na fila de espera por um transplante de fígado no Rio de Janeiro, cerca de 250 ainda não foram localizados para fazer o recadastramento. A informação foi divulgada pela superintendente Estadual de Atenção Especializada em Saúde, Hellen Miyamoto.

O recadastramento dos pacientes da fila de transplante foi iniciado na semana passada, devido a denúncias de fraude na lista. Com isso, os mais de 1 mil pacientes farão exames e serão realocados de acordo com a gravidade da doença.

Na última semana, a Operação Fura-Fila, deflagrada pela Polícia Federal, descobriu um esquema de fraude e desvio de órgãos da fila única de transplante de fígado no estado do Rio.


"A primeira medida [para evitar novas fraudes] é o recadastramento. A partir do recadastramento vamos divulgar para os pacientes a posição de cada um dentro da lista de transplantes de fígado no Estado do Rio. Além disso, outras ações vão ser tomadas no sentido de garantir a transparência e a credibilidade do gerenciamento dessa lista", afirmou a superintendente

Os pacientes que ainda não foram localizados vão poder se recadastrar a partir de hoje (6) por meio de um serviço gratuito de atendimento telefônico colocado à disposição pela secretaria de Saúde: 0800-285-7557. O serviço vai funcionar até o dia 14 de agosto.

Aprovada proposta que desburocratiza registro de nascimento

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou nesta quarta-feira (6) parecer favorável a projeto do Executivo que altera a lei sobre registros públicos para permitir que o registro de nascimento do maior de 12 anos e menor de 18 anos de idade seja realizado diretamente nos cartórios de registro civil. Atualmente, a lei nº 6.015/73 exige despacho de um juiz.

O projeto (PLC 34/07), relatado pelo senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), tem por objetivo desburocratizar os serviços judiciários. Caso o oficial de registro civil suspeite de falsidade da declaração do nascimento, de acordo com o projeto, poderá exigir provas para dissipar as dúvidas. O projeto segue agora para votação do Plenário do Senado.


Antenas
A CCJ aprovou ainda parecer do senador Marconi Perillo (PSDB-GO) a projeto da Câmara dos Deputados (PLC 31/08), de autoria do deputado Fernando Gabeira (PV-RJ), que proíbe a instalação de antenas de transmissores de celulares, bem como de fontes emissoras de radiação eletromagnética, a menos de 30 metros de edifícios destinados a clínicas médicas, centros de saúde, hospitais, escolas e residências.

A proposta, que tem por meta, segundo Gabeira, proteger a saúde da população, também proíbe a instalação de antenas perto de centros comunitários, áreas de lazer, centros culturais, museus, teatros, entorno de praças de esporte e em equipamentos de interesse sociocultural e paisagístico.

A proposta será analisada ainda por quatro comissões permanentes do Senado, recebendo decisão terminativa na Comissão de Serviços de Infra-Estrutura (CI).

Cargos
Foram aprovados ainda dois projetos de lei da Câmara criando cargos e funções comissionadas no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) localizado na cidade de Vitória. As propostas ainda serão submetidas à votação do Plenário do Senado.

Agência Senado