maio 25, 2008

Blogueiro também precisa escrever bem

Um dos grandes problemas dos blogueiros é a integridade de seus textos. Além de gostar de escrever é necessário transmitir a mensagem de forma correta e, logicamente, respeitando a Língua Portuguesa.
Um texto mal escrito espanta o internauta, não tenha dúvida disso. Não domino a Língua Portuguesa, apesar de viver dela atuando como jornalista.
Algumas dicas podem ajudar, primeira, nunca confie cegamente no corretor ortográfico do World, ele não é perfeito e pode ser configurado, mas é sempre bom usar o corretor para detectar possíveis erros de digitação.
Tenha sempre ao lado um bom dicionário para ter certeza de que os termos que está utilizando realmente correspondem ao seu texto.
Uma forma de melhorar a redação é utilizar manuais específicos de redação, eu utilizo o manual de redação da Folha de São Paulo, eles garantem melhoras no estilo e gramática.Se você quer dicionários indico o Dicionários Portable que comporta sete idiomas, que encontrei no Blog do Grupo Cacupé.
Outra ferramenta muito útil é o revisor ortográfico do site Flip, copie o texto e cole na janela disponibilizada no site e faça a revisão de forma rápida e eficiente.

Ciganos poderão ser atendidos na rede pública de saúde mesmo sem documentação

Da Agência Brasil

A população cigana tem o direito de ser atendida em postos de saúde e hospitais da rede pública, mesmo sem apresentar identidade ou comprovante de endereço. A determinação consta da Campanha contra a Discriminação do Povo Cigano nos Serviços de Saúde, lançada ontem (24) pelo Ministério da Saúde no Rio de Janeiro.
O atendimento sem a apresentação do registro civil era a principal reivindicação da população cigana, que reclamava do preconceito na rede pública de saúde aos órgão do governo federal, há três anos. Os ciganos argumentam que por serem nômades, vivendo em acampamentos, muitos não têm esses documentos.
"As medidas eram mais do que necessárias. Ainda somos uma população invisível em termos de saúde. Não temos um levantamento sobre as doenças mais comuns e um censo específico. Queremos que nos reconheçam como uma minoria", disse a presidente da Fundação Santa Sara Kali, Mírian Stanescom.
A campanha do ministério prevê também atendimento de acordo com as tradições ciganas, o que implica ampliação de ginecologistas mulheres nas unidades de saúde, evitando constrangimentos nas comunidades, e também de grupos móveis de médicos para consultas nos acampamentos.
A diretora do Departamento de Gestão Participativa do ministério, Ana Costa, reconhece que a aplicação das medidas por estados e municípios será um desafio. "Claro que isso não se faz com um ato simples. Exigirá difusão da proposta, comprometimento dos profissionais e de pressão política por parte do ciganos."
Ela acrescenta que o ministério editará uma portaria com essas determinações nos próximos dias. Além disso, distribuirá cartilhas informativas sobre as mudanças nas cidades de Trindade, Goiás, Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, Campinas, São Paulo, e Souza, Paraíba – locais com a maior concentração de ciganos no país.
Durante o lançamento das medidas na área de saúde, que marcou no Rio as comemorações do Dia de Santa Sara Kali, padroeira dos ciganos, a Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República divulgou também a cartilha Povo Cigano – o Direito em suas Mãos.
O documento propõe, entre outras coisas, a inviolabilidade dos acampamentos ciganos, para impedir a invasão por policiais, e o direito de as mulheres usarem trajes típicos em qualquer estabelecimento.

Ministra do Turismo cobra aprovação de lei contra homofobia

Da Agência Brasil

A ministra do Turismo, Marta Suplicy, cobrou hoje (25), durante sua participação na Parada Gay, em São Paulo, a aprovação de lei que considere a homofobia um crime.
"Nós ainda temos casos homofóbicos no país sem punição. Nós não temos ainda uma lei que considera homofobia um crime. E isso é muito importante. Está no Congresso e precisa ser aprovado", disse a ministra, que estava no trio elétrico do Ministério do Turismo. O tema da Parada Gay deste ano é Homofobia mata! Por um Estado Laico de Fato.
"A violência ainda existe, mas temos que combater", disse a travesti carioca Sandrinha, cujo nome de batismo é Cristiano Marinho, e que participa do evento pela primeira vez.
Na entrevista coletiva concedida antes do início da Parada Gay, a senadora Fátima Cleide (PT-RO) lembrou que está relatando um projeto de lei, o PLC 122, que criminaliza a homofobia. O projeto, segundo ela, teve origem na Câmara dos Deputados em 2003 e foi aprovado pela Casa em 2006. Desde 2007, a proposta aguarda votação no Senado. "Infelizmente enfrentamos resistência de setores religiosos", disse a senadora.
"Acho que tudo está mudando e que as pessoas estão aceitando melhor. A aceitação sexual está melhor. E acho que a parada só vem ajudar", disse o enfermeiro Leandro Fernando, há quatro anos participante da Parada Gay.

Farc confirmam morte de Marulanda, fundador e líder da guerrilha

Da Agência Brasil

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) confirmaram a morte Manuel Marulanda Vélez, chefe da organização também conhecido como “Tirofijo” (tiro certeiro), segundo a agência Telam. O anúncio foi feito pelo guerrilheiro Timoleón Jiménez “Timocheko”, por meio de um vídeo reproduzido pela emissora venezuelana Telesur.
“Timochenko” confirmou que a morte ocorreu em 26 de março, exatamente como informou o ministro da Defesa colombiano, Juan Manuel Santos, numa entrevista à revista Semana, que meios de comunicação veicularam ontem. A notícia havia sido ratificada pelo almirante David Moreno, por meio de um comunicado em que pediu que as Farc confirmassem a versão.
De acordo com o comunicado da guerrilha, Marulanda morreu de ataque cardíaco. Essa foi uma das hipóteses mencionadas pelo ministro. A outra foi de que o líder teria sido vítima de três bombardeios ocorridos no mesmo dia, na região onde ele supostamente se encontrava.
O número 1 das Farc tinha 78 anos e foi um dos fundadores do grupo armado, em 1964. Sua morte foi a terceira de um membro do secretariado no último mês de março. No dia 1º, Raúl Reyes morreu em um bombardeio de militares colombianos em território equatoriano. Uma semana depois, Iván Ríos foi assassinado por um guarda-costas.
O sucessor de Marulanda é Alfonso Cano, segundo comunicado do Ministério da Defesa. Ele nasceu no dia 22 de julho de 1948, é antropólogo e considerado um dos principais ideólogos das Farc.

Teatro Mágico se apresenta em Botucatu no próximo mês

A trupe Teatro Mágico mescla música,
dança e circo em suas apresentações

Por Renato Fernandes

A trupe “Teatro Mágico”, retorna a Botucatu no dia 19 de junho, com apresentação marcada para ocorrer no Ginásio do Colégio Santa Marcelina, às 20 horas, com o show “2º Ato”. Antes da apresentação em Botucatu a trupe desembarca em Bauru, com show marcado para o dia 5, no BTC.
Os ingressos para essa apresentação estarão à disposição a partir de sexta-feira, dia 30, à R$ 40 inteira, R$ 20 antecipado e meia entrada. Para essa apresentação serão disponibilizadas mesas para até seis pessoas que podem ser reservadas pelo telefone: (14) 3814-7206.
As apresentações do grupo mesclam música, teatro e artes circenses em cena os atores, cantam, dançam e divertem a platéia em um espetáculo interativo.
Ao desenvolver o projeto o responsável pelo grupo, Fernando Anitelli explica que a idéia é promover um sarau amplificado onde tudo pode acontecer, pois em um sarau, pessoas dispostas a se expressarem artisticamente se reúnem para somar experiências, compartilhar idéias e ideais.
E através desse ideal Anitelli convida artistas que através da música, do teatro, do circo e da poesia, possam contribuir para a composição do espetáculo, que se renova a cada apresentação.
A trupe é composta por 8 músicos entre DJ e violinista, passando pelos instrumentos tradicionais de baixo e bateria.
As canções do Teatro mágico, quase todas de autoria de Anitelli, falam das situações do cotidiano, das impressões sobre o dia-a-dia, do olhar da gente sobre o outro e sobre o mundo.
............................................
Apresentação em Botucatu

Confira um trecho da apresentação do grupo em Botucatu, no mês de agosto de 2007. Vídeo extraído do youtube do canal de thedantas

Banda baiana “Negra Cor” abrirá show de Jammil em Botucatu

Confira o clipe da música "Coração Tambor", do canal de Jovina Costa



Por Renato Fernandes

A Equipeeventos, Show e Companhia e a Atlética da Unesp, trarão para Botucatu no dia 1º de junho o show do trio “Jammil, e Umas Noites”, no ginásio principal da AAB - Associação Atlética Botucatuense.
Para abrir o evento os organizadores confirmaram a participação da banda baiana Negra Cor, que deverá subir ao palco por volta das 19h30. A banda, que surgiu em novembro de 2005, promove uma fusão de ritmos fundindo axé, black music, pop, rock e hip hop. Uma banda com percussão marcante, um cantor multiinstrumentista e um DJ.
A banda comandada por Adelmo Casé, está despontando na Bahia e garantiu seu lugar entre as principais bandas do país. As músicas Barulhinho Bom (Adelmo Casé Mano Góes), Vem me Buscar( Bob Bastos), Só Vou Fazer Amor ( Adelmo Casé e Carlinhos Brown) e Coração Tambor ( Tenilson Del Rey, Edu Casanova e Jauperi), são sucessos em todas as apresentações da Negra Cor.
Segundo o empresário Marcelo Carbonari, não será apenas a banda Negra Cor que assumirá a responsabilidade de preparar o público para o show principal, que começará por volta das 20h30. “Os portões estarão abertos por volta das 16 horas, o show contará ainda com a participação de DJ´s e da banda General Lobo, que mostrará seu novo repertório a partir das 18 horas”, explica.
Interessados em prestigiar a festa ainda podem encontrar os últimos convites do primeiro lote à disposição na bilheteria do clube ou nos seguintes pontos de venda: Bio Drogas, Óptica Nova Visão, Serv Fone, Savini Auto Elétrica, Insensatez, March Auto Posto, Integrantes da Atlética ou em São Manuel, no posto Classe A. Nesse lote a pista para sócio e estudantes custa R$ 20, pista para convidados custa R$ 30 e para área VIP os ingressos são vendidos à R$ 35. “A vantagem do convite VIP é que ele dá direito a acesso livre nas festas que acontecerão na Liga do Chopp (dia 30) e na UP Club (dia 31). Além disso os VIP’s terão uma entrada separada para não enfrentarem filas” explica Carbonari.
Jammil - O Jammil é uma banda pop de música baiana “turbinada”. Mistura de ska, reggae, rock com samba reggae, afro music e atitude.
Os músicos Tuca Fernandes (guitarra e voz), Manno Góes (baixo e vocal) e Roberto Espínola (guitarra e vocal) estão juntos desde 1994. Começaram com uma banda para tocar covers de Bob Marley, UB 40, Tim Maia, Jorge Benjor e tudo que curtiam em música.
Em 1997 receberam um convite da EMI para a gravação de um disco. Foi quando decidiram batizar o grupo com o nome de Jammil e Uma Noites e começaram, de fato, uma carreira profissional se transformando em um fenômeno que leva multidões para seus shows.

Pastor disponibiliza obra literária para download

Há dez anos o pastor Murilo Maciel publicou a obra literária “Crônicas de Um evangelista”, a obra agora está disponível para downloads e a disposição de todos.
Maciel explica que ersumir a obra é uma tarefa difícil, por ser uma composição de inspiração sem uma prévia preparação analise e estudo. “Podemos resumi-lo como uma obra simples que leva o Leitor de uma maneira suave a conhecer a Deus de forma diferente e bela”, disse.
Como explica Ronaldo Aparecido Laposta na apresentação da obra: “Crônicas de um Evangelista, um livro rico na sua simplicidade e na sua fonte de inspiração, parra ser degustado com profunda meditação. O Autor orienta o Leitor palmilhando o Caminho da vida eterna, de mãos dadas com Deus, expondo que o Arqui-inimigo do Criador do Universo tem feito para frustrar o desejo do coração divino, conduzindo o interessado a Jesus Cristo, o autêntico Autor e consumador da fé cristã, gerando, desta forma, um novo nascimento, uma nova vida, um novo homem, uma nova força, um novo entendimento, um novo caminho, uma nova visão, uma nova canção e uma nova cidade”.

Para baixar o livro CLIQUE AQUI

Cáritas de Botucatu participa da campanha SOS Nordeste

Por Renato Fernandes

No mês passado, o Nordeste brasileiro foi atingido por fortes chuvas e enchentes que desabrigaram milhares de pessoas. Em auxílio a essas vítimas, a Cáritas do Brasil em parceria com CNBB - Confederação Nacional dos Bispos do Brasil estão pomovendo uma campanha para a arrecadação de fundos.
A Cáritas de Botucatu, aderiu à causa e pede para quem pude ajudar que deposite qualquer quantia em dinheiro nas contas correntes: Bradesco - agência 0484, conta 66.000-0, na Caixa Econômica Federal, agência 1041, operação 003, conta 645-0 ou no Banco do Brasil, na agência 3475-45, conta - 8018-7. “O pouco que pudermos enviar será muito importante nesse auxílio”, explica a presidente da entidade em botucatu, Ivanira Cruz de Souza.
Além da campanha a Cáritas de Botucatu também desenvolve os projetos sociais: Pé no Chão, Despertar Para a Vida, Sal da Terra, Vem Ser e mantém ampla participação e atividade na Pastoral da Pessoa Idosa. “Nosso trabalho é pela melhoria da qualidade de vida da população de uma forma geral, tendo como foco a família, as crianças e os idosos”, explica o tesoureira da entidade, Edemundo de Oliveira.
A Cáritas tem a sua sede localizada na Rua Dr. Costa Leite, 616, desde a sua criação, em 16 de dezembro de 2003. A missão da entidade é promover a animar o serviço da solidariedade ecumênica, participando da defesa da vida e na construção de um projeto de sociedade a partir dos excluídos. “Atualmente contamos com a presença de mais de 100 voluntários em nossos projetos sociais e estamos sempre abertos para novas adesões”, explica Ivanira.

Novo PS do HC Unesp Botucatu deve ser inaugurado no segundo semestre

Por Mariana Roncari/ ACI FMB/Jornal da FMB

As obras do novo Pronto Socorro do HC da Faculdade de Medicina de Botucatu, iniciadas em 16 de julho de 2007, deverão estar concluídas no segundo semestre deste ano. O novo Pronto Socorro terá uma área construída de 2.279 m², divididos em dois pavimentos e com uma organização interna adequada às mais atualizadas concepções de atendimento às urgências e emergências. O investimento previsto é de 2 milhões de reais.
O projeto foi elaborado pelos técnicos das áreas médicas, de enfermagem e de engenharia da Faculdade de Medicina de Botucatu, sob supervisão dos profissionais que hoje atuam nas várias frentes de atendimento aos casos de urgência e emergência do HC. Depois, as plantas foram submetidas ao Ministério da Saúde, que sugeriu a adoção de alguns detalhes alinhados às diretrizes da Política Nacional de Atenção às Urgências. O formato final ensejará a humanização do atendimento, transformando a unidade não só num centro de referência para o atendimento dos casos de urgência e emergência, mas também num núcleo de excelência para a formação de recursos humanos (médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde) treinados para intervenção em situações de alto risco.
O engenheiro responsável pela ATPE (Assessoria Técnica de Planejamento e Engenharia), Luiz José Bernardes, afirma que o novo PS trabalhará com um sistema diferenciado. "Há equipes especialmente preparadas para receber os diferentes casos dos pacientes. Hoje, misturam-se acidentados e pacientes com dores crônicas, dores no peito ou pressão alta, e também crianças com febre ou bronquite, por exemplo. Na mesma linha em que é atendido o mal estar, há pacientes acidentados ou com agravos cardíacos, o que desaconselhável. Este projeto visa o lado humano, procurando oferecer mais conforto e também uma atenção aprimorada", explica.

Projeto pioneiro

Toda a estrutura da unidade divide-se em dois grandes espaços: o de acolhimento do paciente grave, com risco de vida; e o do paciente não grave, mas que necessita de atendimento urgente. Nesses dois eixos, ficam instaladas salas de acolhimento, de emergências, de procedimentos especiais invasivos, de estabilização, de utilidades, de higienização, de procedimentos médicos e de enfermagem, além de áreas pediátrica, obstétrica e ortopédica, instalações sanitárias, áreas e apoio aos servidores do PS, e local para acomodar eventuais acompanhantes dos pacientes.
O eng. Bernardes explica que casos graves, com pacientes totalmente desestabilizados, serão encaminhados para a chamada "Área Vermelha". Nesta sala, o atendimento é imediato e as funções vitais são recuperadas. Há também uma sala ao lado desta, destinada à realização de procedimentos invasivos. Depois de estabilizado, o paciente é levado para a "Área Amarela", onde há a recuperação e supervisão de especialistas. Em uma situação considerada mais adequada, segue para a "Área Verde", onde recebe cuidados intermediários e verificações. E ainda, se for necessária alguma assistência, vai para a "Área Azul", uma área de internação localizada no segundo pavimento. O atendimento dos pacientes infantis será feito em ala separada.

Número 1 das Farc está morto, diz ministro colombiano

Da Agência Brasil

O governo da Colômbia afirmou que investiga a informação de que o líder e fundador das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Manuel Marulanda Vélez, está morto. A informação é da BBC Brasil.
Marulanda, conhecido como "Tirofijo" (tiro certeiro), teria morrido no dia 26 de março, segundo informou o ministro da Defesa, Juan Manuel Santos, em entrevista à revista colombiana Semana, que chegou às bancas ontem (24).
As informações seriam de uma fonte que, nas palavras do ministro, "nunca falhou". As Farc não se manifestaram oficialmente a respeito. Santos mencionou duas possibilidades: de que Marulanda tenha morrido em ataques contra bases das Farc ou de ataque cardíaco, mas reconheceu não ter provas de nenhuma das versões da morte do líder, que teria cerca de 80 anos.
Na entrevista, Juan Manuel Santos diz achar que Tirofijo "anda no inferno para onde vão os criminosos quando morrem". No entanto, essa não é a primeira vez que o guerrilheiro é dado por morto, segundo a BBC Brasil. O governo colombiano realiza atualmente uma forte ofensiva contra as Farc. Antes da suposta morte de Marulanda, a guerrilha perdeu outros dois integrantes de sua cúpula, Raúl Reyes, morto durante bombardeio, e Ivan Ríos, assassinado por seu guarda-costas.
De acordo com o jornal El Tiempo, Tirofijo será substituído na cúpula do grupo armado por Guillermo Sáenz, conhecido como 'Alfonso Cano'.
Leia a íntegra da entrevista do ministro à revista Semana, em espanhol.

Cativeiro colombiano



Ex-refém das Farc fala sobre os seis anos de cativeiro e a convivência com Ingrid Betancourt, que na época já apresentava sintomas de hepatite B

Tribunal de Contas julgou irregulares contratos da Alstom com o Metrô de São Paulo

Da Agência Brasil

Vários contratos firmados entre empresas públicas paulistas e a empresa francesa Alstom foram considerados irregulares pelo Tribunal de Contas do estado de São Paulo (TCE). Com o Metrô, por exemplo, o TCE viu irregularidades em pelo menos três contratos - um deles atingindo o valor de R$ 500 milhões para a compra de trens.
A empresa Alstom é suspeita de ter pago propinas em contratos assinados com empresas paulistas. O Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo e o Ministério Público Estadual investigam esses contratos.
De acordo com o Tribunal de Contas, o contrato de R$ 500 milhões foi fechado em 10 de março de 1992 com a Material Ferroviário S.A. (Mafersa) - mais tarde adquirida pela Alstom - para o fornecimento de 22 trens, sendo 16 deles para a linha leste-oeste do metrô e os demais para a extensão Itaquera-Guaianases. A irregularidade apontada pelo Tribunal de Contas se deu quando as partes acrescentaram ao contrato, em maio do ano passado, o aditivo 11, que prevê "majorar [subir] o valor do contrato em R$ 70 milhões", aumentar de 22 para 27 o número de trens e atualizar tecnologicamente o metrô.
Para o TCE, o acréscimo desse aditivo provocou prejuízo ao Metrô de São Paulo, que poderia ter optado por uma licitação para tentar obter vantagens e preços melhores. "Ainda não está claramente elucidada a razão de interesse público que levou a companhia a optar por este vultoso aditamento a um contrato celebrado há mais de 15 anos", afirmou o conselheiro do TCE Eduardo Bittencourt Carvalho. Além disso, o TCE viu erros na conversão de cruzeiros, moeda em que o contrato foi firmado em 1992, para reais. "Houve expurgo da expectativa inflacionária", disse Carvalho, no processo.
Em outro contrato, o Tribunal de Contas viu irregularidades em cinco aditivos. O contrato foi fechado em março de 1994 com a GEC Alsthom Transporte do Brasil, em CR$ 35 bilhões (hoje avaliado em cerca de R$ 190 milhões, segundo cálculo baseado em tabela do Tribunal de Justiça de São Paulo) e previa a implantação e reforma do Centro de Controle Operacional do metrô (CCO), com vigência de três anos. Os cinco aditivos foram acrescentados ao contrato entre os anos de 2001 e 2003: em um deles era previsto o aumento de R$ 56 milhões ao valor do contrato e outros três pretendiam a prorrogação do prazo de execução dos serviços e de vigência do ajuste.
O Tribunal de Contas considerou irregular a prorrogação: "aditivos condenados por incluírem elementos novos e prolongarem ajuste de três anos para mais que nove". De acordo com o órgão, a sucessão de aditamentos para prorrogar o prazo de vigência do contrato provocou "um atraso de aproximadamente seis anos" no serviço.
Notificado pelo TCE, a direção do Metrô recorreu afirmando que o contrato e seus aditivos estavam regulares. Em uma das justificativas, afirma que "caso ocorresse paralisação de atividades e troca do fornecedor nas diversas fases do projeto, poderiam ocorrer fatos que trariam sérios transtornos às áreas de operação e manutenção, gerando riscos e comprometimento da confiabilidade do Metrô". A direção também afirmou, segundo o relatório, que o atraso se deu em razão da necessidade de se perseguir atualização tecnológica.
Mas para o TCE, o "Metrô não justificou tecnicamente e em tempo hábil a razão pela qual vigora, há cerca de dez anos, o mesmo contrato". Para o órgão, o projeto também "já deveria prever a provável inovação tecnológica" para que o contrato não tivesse que ser perpetuamente ajustado, já que a inovação tecnológica é um processo constante.
No contrato assinado entre o Metrô e a CMW Equipamentos, feito em outubro de 1990 por CR$ 4,056 bilhões (cerca de R$ 125 milhões) para fornecimento e instalação de equipamentos e outros serviços para reduzir o intervalo entre os trens da linha leste-oeste, o Tribunal de Contas viu irregularidades nos aditivos 1 e 2, acrescentados entre 1994 e 1995. Para o TCE, houve irregularidades no reajuste de preços e ausência de expurgo da expectativa inflacionária do período.
Tanto a GEC Alsthom Transporte do Brasil quanto a CMW Equipamentos são empresas ligadas à francesa Alstom.
A Agência Brasil tentou contato com a Alstom, mas a assessoria da empresa no Brasil informou que "a Alstom não irá se pronunciar sobre o caso nem no Brasil nem no exterior".

Federação de policiais rodoviários anuncia paralisação na volta do feriado

A Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (Fenaprf) afirma que, a partir da meia-noite de hoje (24), a categoria irá paralisar as atividades e dará início a um protesto pelo descumprimento de um acordo assinado com o governo federal. De acordo com a federação, a categoria só atenderá emergências.
“Vamos recolher as viaturas aos postos e multas só nos últimos casos”, disse o presidente da Fenaprf, Gilson Dias da Silva. “Não atenderemos escalas de plantão extraordinárias e acidentes, só os mais graves.”
Dias da Silva alega que o governo desrespeita um acordo, assinado em março, que previa a exigência do diploma de nível superior para novos policiais e parcelas de reajuste salarial para julho e, não novembro, como determina medida provisória que selou o acordo."Foi um ano de negociação. No termo ficou estabelecido que teríamos nível superior para ingresso na carreira, aumento de efetivo em 3 mil policiais e o reajuste. Apenas a contratação foi cumprida e entendemos que o acordo foi quebrado.”De acordo com a federação – que representa os sindicatos de 23 estados mais o do Distrito Federal -, os policiais não vão divulgar o balanço oficial com os números de acidentes e vítimas de trânsito durante a Operação Corpus Christi, que çomeçou à meia-noite de quinta-feira (22).
O Departamento de Polícia Rodoviária Federal em Brasília informou, por meio da assessoria de imprensa, que o governo atenderá as reivindicações e encaminhará mudanças na medida provisória por meio de projeto lei, já enviado ao Congresso. Ainda de acordo com a assessoria, os policiais podem ser punidos em casos de omissão ou descumprimento de normas.
Segundo Dias da Silva, a federação não foi informada oficialmente do projeto de lei. Caso as reivindicações não sejam revistas pelo governo ao longo da próxima semana, ele afirma que a categoria pretende fazer uma greve nacional a partir da próxima sexta-feira (30).