abril 07, 2008

Botucatu registra o 3º homicídio do ano

Por Flávio Fogueral

Os meios policias de Botucatu registraram o terceiro homicídio do ano no município. O crime aconteceu no último sábado, dia 5, na Rua Marcos Bravim, na região dos Comerciários, durante um churrasco, por volta das 20 horas.
Segundo informações divulgadas pela Rádio Clube FM, Ronaldo Batista Oliveira, 33, teria discutido durante a confraternização com Cristiano Aparecido Rosnan, vulgo Tuta, conforme declarações de testemunhas. Ao todo foram dados 5 tiros, sendo que três acertaram a vítima, na cabeça, tórax e peito. Após os disparos, Rosnan teria tomado rumo ignorado.
Ainda segundo o divulgado pela emissora, a vítima tinha passagem pela polícia e era foragida da Colônia Penal Agrícola em Bauru e era conhecido como 'Mão Branca'.
A arma usada no crime foi encontrada enterrada na casa da amásia do suspeito do homicídio, região dos Comerciários VI. Rosnan está foragido.

Casos no ano- Com a morte de Mão Branca, Botucatu tem até agora três casos de homicídios no ano. O primeiro aconteceu no dia 5 de março, na região do Parque Imperial. O corpo de Edvaldo Ferreira Cardoso, conhecido como Tocão, foi encontrado sem vida em uma ribanceira no techo da rodovia João Hypólito Martins, a Castelinho com o bairro, na rua D. Pedro I. Haviam ferimentos no ouvido e no ombro, provenientes de disparos de uma espingarda calibre 28. O impacto dos tiros deformou o rosto da vítima. O autor do crime ainda é desconhecido.
Já o caso mais recente aconteceu no dia 13 de março, na região do Jardim Peabiru. Na ocasião, Valdemir Oliveira Viana, 41, teria se desentendido com a mulher Ana Rosa Cândido e a matou a facada dentro da própria casa. Para simular legítima defesa, o acusado também se feriu na barriga e saiu da casa. Viana está preso.

(Com informações da Rádio Clube FM e do site Entrelinhas)