janeiro 07, 2008

Mulher de 75 anos morre atropelada por ônibus

Texto: Flávio Fogueral
Matéria Atualizada às 21 horas

A aposentada Alice Gomes da Silva, de 75 anos, morreu na tarde de segunda-feira, dia 7, ao descer de um ônibus circular da Empresa Auto Ônibus Botucatu, na confluência entre as ruas José Antunes Filho e Pedro Miguel Oyan, na região do Conjunto Habitacional Humberto Popolo, a Cohab 1. O acidente aconteceu por volta das 16 horas.
Segundo informações divulgadas inicialmente pela Rádio Municipalista, Alice desceu do coletivo e no momento em que foi atravessar a rua, passou em frente ao veículo. O motorista, de iniciais A.A.A., 48, não percebeu a presença da mulher, que veio a ser atropelada fatalmente. Ao perceber o acidente, o condutor do ônibus entrou em estado de choque e precisou de cuidados médicos.

O delegado Marcelo Lanhoso de Lima, responsável pelo 3º Distrito Policial, esteve no local do acidente e deve instaurar inquérito policial por homicídio culposo.
Um morador da região, que preferiu não se identificar, relata que o acidente aconteceu muito rápido. Ele conta que, no momento da tragédia, estava na garagem de sua residência e ouviu um barulho brusco de ossos se quebrando. Após ouviu gritos que pediam por socorro e foi ver o que acontecia. “Pensei que fosse alguma criança, até mesmo pela intensidade dos gritos. Mas percebi que realmente era algo muito grave, pela quantidade de pessoas que estavam na rua”, disse. A viatura do Resgate, do Corpo de Bombeiros chegou a ser acionada, mas a idosa teve morte instantânea.
Alice Gomes da Silva morava na Cohab há cerca de 30 anos e era habitual usuária das linhas de ônibus. Conforme alguns conhecidos relatam, era freqüente a aposentada manter amizade com cobradores e motoristas da EAOB.
A funcionária pública Clarice Alves Coelho, 49, é uma das vizinhas de Alice e conta que conversou com a vítima minutos antes da tragédia. Ambas pegaram o circular no ponto localizado na Igreja Matriz de São Benedito. “Falei para a Alice vir junto conosco no ônibus. Mas ela se queixou de tontura e preferiu pegar o ônibus que viesse depois”, relata.
O corpo de Alice Gomes da Silva foi sepultado na manhã de terça-feira, dia 8, às 11 horas, no Cemitério Portal das Cruzes, em Botucatu.



Trânsito Problemático- Segundo alguns moradores da Rua Pedro Miguel Oyan, a situação do trânsito no local pode ser considerada como precária. A via é uma das mais movimentadas da Cohab 1 e serve como corredor para diversas linhas de ônibus. Além disso, recebe um fluxo grande de veículos por estar próximo ao centro comercial do bairro. É freqüente ver carros estacionarem para dar passagem a outros veículos. A situação causa indignação aos moradores, que pedem melhorias para o local.
No momento em que a reportagem do Grito Notícias esteve no local, pelo menos três ônibus circulares enfrentaram dificuldades para trafegarem no cruzamento entre a Rua José Antunes Filho e a Pedro Miguel Oyan, onde aconteceu a tragédia com a aposentada Alice Gomes da Silva. “A maioria dos ônibus não conseguem fazer a curva e por isso os passageiros descem antes do ponto”, relatou um morador que também preferiu ficar no anonimato.

Artista brasileiro na 7ª Bienalle Internazionale di Roma

O artista plástico paulista Rafael Murió foi um dos escolhidos para participar da 7ª Bienalle Internazionale di Roma, que irá ocorrer de 20 a 30 de janeiro. Na ocasião, ele estará expondo o quadro “Fórmula 1”.
Reconhecido internacionalmente, Rafael Murió tem obras presentes em acervos de grandes colecionadores, principalmente europeus, americanos e australianos. Detém inúmeros certificados e menções honrosas, além de registros em diversos guias de arte. Atualmente, é filiado à Associação Internacional de Artes Plásticas (AIAP), à Academia Latino-Americana de Arte (ALA), Academia Brasileira de Arte Cultura e História (ABACH), à Associação Paulista de Belas Artes (APBA) e ao Sindicato dos Artistas Plásticos no Estado de São Paulo (SINAPESP).

Prefeitura faz recape em ruas do Jardim Bom Pastor

Secretaria Municipal de Comunicação - Botucatu

A Prefeitura de Botucatu, através da Secretaria Municipal de Obras, realizou durante essa segunda-feira, 7 de janeiro, o recapeamento asfáltico de ruas localizadas no Jardim Bom Pastor, região central da cidade.
Os trabalhos foram iniciados em dezembro, quando foram favorecidos 15 quarteirões compreendidos entre as ruas Azaléia, Nicola Durante, Emilio Cani, Coronel Fonseca e Agenor Nogueira.
Aproximadamente 14 mil m2 de área foram favorecidas com a nova cobertura asfáltica, com o uso de aproximadamente 760 toneladas de massa. “O pavimento estava muito deteriorado devido a sua idade e intenso uso. O primeiro asfaltamento dessas vias foi feito há 24 anos, em 1984”, explicou o chefe da equipe de asfaltamento da Prefeitura, José Marckis.
O recapeamento asfáltico de ruas do Jardim Bom Pastor segue cronograma da própria Secretaria Municipal de Obras e atende pedido de moradores da região.

Mulher de 75 anos morre atropelada por ônibus

Texto: Flávio Fogueral

Alice Gomes da Silva, de 75 anos, morreu na tarde de segunda-feira, dia 7, ao descer de um ônibus circular na Rua Pedro Miguel Oyan, na região do Conjunto Habitacional Humberto Popolo, a Cohab 1. O acidente aconteceu por volta das 16 horas.
Segundo informações iniciais da Rádio Municipalista, Alice desceu do coletivo e no momento em que foi atravessar a rua, passou em frente ao veículo. O motorista Antonio Aparecido Almeida
, não percebeu a presença da mulher, que veio a ser atropelada fatalmente.
De acordo com informações policiais a idosa caiu assim que desceu pela porta dianteira do coletivo
vindo a ser atropelada.
A viatura do Resgate, do Corpo de Bombeiros chegou a ser acionada, mas a idosa
teve morte instantânea.

Documentário sobre Moradores de Rua - "Homens Invisiveis"



Vídeo documentário sobre moradores de rua, pessoas excluídas do cardápio social. Uma possível explicação para tal fenômeno. O que os moradores de rua pensam sobre isso? O que especialistas argumentam? Como as pessoas comuns lhe dão com isso? As trilhas do vídeo foram originalmente concebidas para reforçar o ponto de vista da equipe sobre o tema.
Ficha Técnica.
Direção, fotografia, imagens, trilha sonora original: Saulo Lal
Roteiro: Jamille Mattos / Flaviana Cruz
Decumpagem: Jamille Mattos
Produção: Jamile Mattos / Flaviana Cruz / Júlia Virgínia / Luciana Leite / Marcos penalva / Saulo Leal
Imagens: Hélio Heleno
Edição de Imagens: Mayllin Aragão / Saúl Mendes.