fevereiro 29, 2008

Izabel Fumes: o empreendedorismo quebrando barreiras

Por Flávio Fogueral
Fotos Flávio Fogueral

Quebra de barreiras através do empreendedorismo.Assim pode ser contada a história de Izabel CristinaPaes Fumes, sócia-proprietária da Usiferman/Botumafer. Natural de Conchas, a empresária mudou-se com 4 anos para Botucatu, onde optou por morar. Casada, ela tem três filhos e a história de sua empresa se confunde com a dedicação e o envolvimento da família. A oportunidade em montar a empresa surgiu após trabalhar por 17 anos no departamento pessoal da Staroup. O motivo principal para esta empreitada se devia ao fato de que um de seus filhos cursava eletromecânica no Senai de Botucatu. Após a saída da fábrica de confecção, Izabel adaptou os fundos da própria casa como oficina, comprou uma máquina de torno usada, e passou a prestar pequenos serviços para empresas locais. Em sociedade com o irmão, Luiz Carlos Paes, professor também no Senai, a Usiferman/Botumafer tem se consolidado no mercado.
Com 10 anos no mercado, sua empresa conta com atualmente 18 funcionários está localizada no Jardim Universitário, próxima ao estádio municipal João Roberto Pilan, o Inca. A Usiferman já é uma das que mais prosperaram neste segmento em Botucatu. Fornece peças para serralherias, manutenção em máquinas para gráficas entre outros serviços. Tem como alguns de seus clientes a Induscar, Tecnaut, entre outras empresas de grande e médio porte em toda a região.
Uma das características de sua empresa é a adaptação à nova realidade e ao espaço
que as mulheres têm conquistado no mercado de trabalho e a quebra de barreiras e preconceito. Não é difícil a presença de mulheres no comando das máquinas de torno, principalmente no CNC, que é um torno automático e dá precisão na medida das peças produzidas. Na Usiferman já passaram 4 funcionárias e uma estagiária neste segmento de metalurgia. Até mesmo Izabel aprendeu ao longo dos anos algumas técnicas de tornearia e como ela mesma frisa, sempre que necessário auxilia os demais colaboradores da empresa na produção.
Em entrevista, Izabel enfatiza sua se acomodou e aceitou desafios, mesmo em um segmento em que é notória quase que a predominância masculina. Para ela, as mulheres têm capacidade de atuarem em qualquer profissão e não faz restrição quanto a sexo no mercado de trabalho. Ressalta ser uma pessoa caseira, que dá muita importância à família e que é possível conciliar as vidas profissional e pessoal, sem nenhum tipo de problema. A empresária também frisa que para se obter o sucesso é imprescindível que a organização tenha um relacionamento e atendimento
melhor que a concorrência. Abaixo, trechos da entrevista de Izabel Fumes:

Como surgiu a idéia de montar uma empresa de metalurgia?
Trabalhei na Staroup por 17 anos na área de departamento pessoal.
Acabei por me aposentar e com o dinheiro resolvi montar uma empresa e tentei a
usinagem. Meu filho estudava no Senai, onde fazia o curso de mecânica. Com isso
comprei um torno e comecei nos fundos da minha própria casa.


Muitas mulheres, quando se aventuram no empreendedorismo, procuram outros segmentos como a prestação de serviços e o comércio. Por que resolveu escolher o segmento de usinagem?
Minha família teve influência nesta escolha, pois como já havia dito, meu filho
fazia curso e meu irmão (que atualmente é sócio da Usiferman/Botumafer) que
também dá aula no Senai, que me deu uma assistência para abrir a firma. Atualmente
somos sócios.


A metalurgia é considerada como uma atividade masculina. Houve algum tipo de preconceito ou até mesmo de dificuldades de adaptação no início da empresa?
Defino-me como uma pessoa batalhadora. Gosto muito de trabalhar e como estive por 17 anos dentro da Staroup, aceitei o desafio em montar uma empresa de metalurgia.
Comecei a fazer peças para serralherias, no começo. Meu filho as fazia e eu vendia de porta em porta, onde comecei a entrar no mercado. Fiz uma série de cartões onde deixei em outras empresas e daí começou essa prestação de serviço. Acho que essa história de que a mulher não pode atuar neste segmento é uma lenda, pois ela pode tudo e o campo
está aberto. Temos que batalhar por isso pois também estamos no mercado, independente de sexo.

Inclusive a empresa tem algumas funcionárias que operaram alguns tornos...
Ela é uma funcionária que trouxe para trabalhar no torno CNC, que não exige muito esforço da mulher e isso deu certo. Algumas vezes operavam os tornos tradicionais, mas achamos melhor elas serem responsáveis pelo CNC pela facilidade com a qual ele oferece ao operador (a), pois não há tanto esforço físico.

Com esta nova realidade de convivência, como é o relacionamento entre os funcionários com as mulheres que trabalham na Usiferman/ Botumafer?
No começo haviam as brincadeiras, mas hoje o relacionamento é normal. Os homens têm aceitado melhor a presença das mulheres no mercado, pois elas são batalhadoras e não há problema algum em haver esta convivência.

Na região, você é a única mulher empresária no ramo da metalurgia. Já sofreu algum tipo de preconceito, até mesmo por parte dos clientes por causa disso?
No início diziam que achava estranho quando viam que eu tomava conta da empresa. Assustavam quando viam uma mulher pegar um serviço relacionado à mecânica. Houve problemas, mas isso passou com o tempo. Hoje muitos clientes pedem opiniões, sugestões para as peças e estão acostumados.

Sua empresa envolve quase que toda a família. Para você, ter esta união pode ser um diferencial para que o sucesso seja obtido?
Acho bom esse envolvimento, pois lutamos em conjunto para fazer uma empresa. No começo o Rodolfo me ajudou, estudou, mas quis sair. Hoje tem o Rômulo que fez Ciências Contábeis e me ajuda na parte financeira da empresa. É bom ter essa dedicação, pois quando acontecer alguma coisa ou eu resolver parar ele pode administrar a empresa. Tenho sobrinho que também trabalhou na empresa.

Durante 17 anos você trabalhou na Staroup e resolveu começar uma empresa do zero. O que diferencia uma empresa pequena da grande, já que o objetivo de ambas é o mesmo.
Acredito que a empresa começa devagar. Comecei vendendo pino de portão, roldana e hoje faço serviços para empresas grandes como a Induscar e a Tecnaut. O crescimento dela é aos poucos e isso é o importante e essa é a diferença, o contato direto com os clientes. Aprendi muita coisa na Staroup, e o que vai lhe dar destaque no mercado será o relacionamento e atendimento. Essa é a base de tudo, pois todos gostam de ser bem tratados.

Como é a Izabel no dia-a-dia? Consegue conciliar a vida empresarial com a pessoal?
Trabalho pelos meus filhos, sendo que dois já estão formados. Gosto muito de leitura, faço hidroginástica e adoro passear. Como sempre trabalhei fora de casa, não foi difícil conciliar estas duas 'vidas', dar assistência à minha família.








Governo paulista assina empréstimo de US$ 30 mi com o BID

O governador José Serra assinou nesta quinta-feira, 28, contrato de financiamento de US$ 30 milhões com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para a conclusão da Etapa II do Programa de Recuperação de Rodovias. Os recursos que serão alocados pelo BID serão somados aos US$ 30 milhões do Tesouro Estadual já aportados. O total do Programa é de US$ 60 milhões, as obras estão contratadas e em pleno andamento, com previsão de conclusão para dezembro, deste ano.
Serão recuperados 156,4 quilômetros de estradas. Estão contempladas nesta segunda fase 16,8 quilômetros da SP-125 entre Alto da Serra e Ubatuba; 14,6 quilômetros da SP-133 entre a Via Anhangüera e Cosmópolis; 39,1 quilômetros da SP-255 entre Araraquara e Boa Esperança do Sul; 41,8 quilômetros da SP-425 entre José Bonifácio e Rio Tietê; 21,1 quilômetros da SP-294 entre Iacri e Osvaldo Cruz; e, 23 quilômetros da SP-294 entre Osvaldo Cruz e Adamantina.

fevereiro 28, 2008

As dificuldade de quem não ouve

Leis e decretos reconhecem a Língua Brasileira de Sinais (Libra) como língua oficial dos deficientes auditivos. Mesmo assim, essa população encontra dificuldade de comunicação

video

Paeta empresta nome para Centro Comunitário em Rubião Júnior

Paeta e sua Família sob a Placa Indicativa do Centro
Co
munitário, ora Denominado Antônio dos Santos (Paeta)

Por Adelina Guimarães

No último Domingo, dia 24, às 10 horas, os membros da Ação da Cidadania de Botucatu reuniram-se no Centro Comunitário da entidade no Distrito de Rubião Júnior. Além dos integrantes da Ação da Cidadania, ali estiveram também presentes autoridades ligadas à promoção social e membros da comunidade de Rubião Jr. A finalidade desse encontro foi prestar uma justa h
omenagem ao sr. Antônio dos Santos, mais conhecido como Paeta, há muitos anos um batalhador constante pelo bem estar e promoção daquela comunidade.
Quando nasceu a Ação da Cidadania, em 1993, Paeta foi o idealizador e criador da formação de um grupo de mulheres para o aprendizado e confecção de artesanato, denominado “Comunidade Santo Antônio de
Rubião Jr. Essa Comunidade iniciou suas atividades em espaço cedido no Centro Comunitário da Paróquia de Santo Antônio. Com o crescimento do grupo e os muitos resultados alcançados, Paeta convidou o casal Branca (d. Branquinha) e Amauri Carvalho e Silva para a direção e condução dos trabalhos. Com grande dinamismo, d. Branquinha fez o grupo crescer e aperfeiçoar-se. Desse grupo nasceu a Arte Ofício, Cooperativa de Produção e Trabalho, que até hoje atua na comunidade. É importante ressaltar que em todo seu trabalho, Paeta sempre teve o apoio de sua família, d. Ebe e os filhos.
Ao mesmo tempo, Paeta começou a lutar para conseguir um local que pudesse tornar-se um centro de convergência das ações da Ação da Cidadania em prol da comunidade. Contando com o interesse e trabalho de d. Erotildes Cury, na época Presidente do Fundo Social de Solidariedade, conseguiu da família Marins a cessão do direito de posse de um terreno no Jardim Nova Botucatu, no Distrito de Rubião Jr. A seguir, trabalhou para que ali fosse erguido um barracão e construída uma pequena residência para um caseiro. Seu trabalho foi tal para a concretização desse sonho, que o barracão ficou naturalmente conhecido como “barracão do Paeta”. Nesse barracão funcionam, hoje, o projeto “Girassol”, com mulheres da comunidade, e a Arte Ofício Cooperativa de Produção de Trabalho, que monitora as mulheres e adolescentes do projeto “Comunidade Santo Antônio de Rubião Júnior”, aquele a que nos referimos acima.
Nada mais justo, portanto, que homenagear essa pessoa tão maravilhosa na sua simplicidade e oficializar um fato já reconhecido por todos: dar ao Centro Comunitário da Ação da Cidadania de Botucatu, em Rubião Júnior, o nome de ANTÕNIO DOS SANTOS (Paeta) foi uma justíssima homenagem a quem tanto fez, durante tantos anos, pela comunidade de Rubião Júnior.

As aulas voltaram

Volta às aulas

E voltaram as aulas!Duzentos dias letivos agüentando as mesmas pessoas, os mesmos bilhetinhos e flertes de todos os anos, as mesmas piadinhas sem graça dos professores com risinhos falsos...
O mesmo desespero de não poder mais acordar a hora que quer...
Acabar com a “festa” do computador e msn a altas horas da madrugada, e trocar tudo isso por lindas e exuberantes aulas de química e física de segunda a sexta...
É...Temos que nos conformar agora, e o que nos resta é esperar e esperar a manhã interia sentados numa carteira assistindo as aulas (ou mesmo dormindo) enquanto as fórmulas e verbos passam longe (e vagamente) das nossas mentes...
Época em que rezamos contando os minutos para o final das aulas longas e monótonas e que percebemos realmente o que significam 50 minutos...
E as vésperas de provas em que nossos professores são nossos melhores amigos, e vagamos dias e noites estudando por uma notinha azul, ou mesmo não estudando e sim fazendo uma amizade firme e forte com os famosos “cdfs” da nossa classe, uma amizade “pura” e “verdadeira”, na qual não pedimos cola, somente trocamos informação...
Começo das aulas, aquela folga, aquele “pique” para assistir á aula dupla de matemática na segunda, na qual decidimos por livre e espontânea vontade não comparecer, ou então dormir, ou ficar conversando, ou mesmo tentando prestar atenção, mas tudo a nossa volta é tão mais vivo, colorido e interessante do que números...Sim, esse é um dos motivos pelo qual nos desesperamos nas provas, onde rola uma (certa) troca de informações constantes...
Sofremos, choramos e lutamos, mas no final do ano conseguimos!
Ou pelo menos quase todos conseguimos...E, finalmente, as tão sonhadas e esperadas férias...Dormir até tarde, computador sem limites...E muita falta do que fazer, onde paramos e pensamos: “meu Deus que saudades da escola!”.

A fase racional de Tim Maia

Sebastião Rodrigues Maia, mais conhecido como Tim Maia, (Rio de Janeiro, 28 de setembro de 1942 — Niterói, 15 de março de 1998) foi um cantor e compositor brasileiro, que na década de 70 entrou em contato com a ideologia Cultura Racional, liderada por Manuel Jacinto Coelho, um "guru" da ufologia, quando lançou, (1975), os álbuns Tim Maia Racional, volumes 1 e 2 pelo selo Seroma (abreviação do próprio nome Sebastião Rodrigues Maia).
São considerados até hoje como os melhores de Tim Maia, com grandes influências de funk e soul e pelo fato de que nesta época, Tim Maia manter-se afastado dos vícios, o que se refletiu na qualidade da voz.
Desiludido com a ideologia, percebeu que o “mestre espiritual” Manuel não correspondeu ao ideal de um mestre. O cantor, revoltado, tirou de circulação os álbuns, tendo virado item de colecionadores, devido à raridade. Deste disco existem várias pérolas, uma das quais é Imunização Racional.
Após o término de sua fase racional, Tim voltou a seu antigo estilo de música e vida e mais sucessos se seguiram: “Sossego” (do LP “Tim Maia Disco Club”, de 1978), “Descobridor dos Sete Mares” (faixa-título do LP de 1983, que também trouxe “Me Dê Motivo”) e “Do Leme ao Pontal” (de “Tim Maia”, 1986).


Canal - MirantteNews
Reportagem do programa Fantástico, da TV Globo, sobre o movimento Racional e sobre a época em que Tim Maia teve sua passagem por esta filosofia/religião

Vigilância em Saúde Ambiental faz intervenção na Mina

Secretaria Municipal de Comunicação - Botucatu

A Prefeitura de Botucatu, através da Equipe de Vigilância em Saúde Ambiental, deu inicio na manhã desta quinta-feira, dia 28 de fevereiro, a intervenção em uma residência localizada na Vila Real de Barra Bonita – Mina. O pedido para que o órgão ligado à Secretaria Municipal de Saúde fizesse o trabalho de limpeza do local partiu de moradores da região, incomodados com o acúmulo de lixo e mato na residência, situada à Rua 19.
Para que a equipe pudesse fazer o trabalho foi necessária a intervenção da Secretaria de Negócios Jurídicos, que solicitou um mandado judicial. “Tentamos diversas vezes fazer contato com o proprietário que não foi encontrado. Restou como solução para a nossa equipe, a solicitação de um mandado judicial. Somente desta forma estamos conseguindo fazer essa limpeza”, disse André Peres, médico veterinário, responsável pela equipe.
O imóvel encontra-se totalmente abandonado. “O mato está alto e já tomou conta do lugar. Tem lixo acumulado, enquanto que a piscina está com água e falta de higiene. O local tem todas as condições propícias para criadouros de insetos, roedores e mosquitos da dengue”, comentou André.
A limpeza no imóvel deve prosseguir até esta sexta-feira, dia 29 de fevereiro. “É importante destacarmos que qualquer reclamação, ou outras informações dessa natureza podem ser feitas ou solicitadas diretamente a Equipe de Vigilância em Saúde Ambiental, através do telefone 150”, finalizou André Peres.

Tudo pronto para a maior festa do motociclismo nacional


Saltos Radicais fazem parte da festa que
acontece em São Manuel


Começa neste sábado, dia 1º de março, a temporada 2008 do Arena Cross. A primeira etapa, de um total de oito, será disputada em São Manuel/SP (255 km da capital),
em uma área localizada às margens da Rodovia Tharcilio Baroni, em São Manuel. Os treinos livres estão programados para às 14h.
Às 16h30 começa a briga pelo primeiro ponto do campeonato, o chamado ponto extra pela pole position, que será garantido pelos pilotos que fizerem o melhor tempo nos treinos classificatórios. É através destes tempos que também serão definidos os lugares no “gate” de largada. A abertura oficial do evento e as provas estão previstas para às 19h00. O
publico é aconselhado a chegar antes deste horário para não perder nenhum lance sequer das baterias.
Desde o final da semana passada a equipe responsável pela montagem da estrutura e da pista trabalha em ritmo intenso para deixar tudo pronto para a corrida. Os 100 pilotos que vão desembarcar vindos de mais de 10 estados brasileiros vão encarar um pista bastante técnica. São 400 metros de extensão divididos com 2 triplos, 2 mesas, 2 duplos e 2 sessões de costelas. Em disputa estarão 5 categorias: 50cc (5 a 9 anos), 65cc (8
a 13 anos), 85cc (12 e 15 anos), MX1 (motos de 250cc a 450cc) e MX2 (motos de 125cc a 250cc, com 4 tempos).
As arquibancadas, que têm capacidade para 7 mil pessoas, estarão liberadas para o público a partir das 14 horas. Os ingressos podem ser trocados por 2 kg de arroz, que serão revertidos ao Fundo Social de Solidariedade, no Supermercados Jau Serve (Botucatu, São Manuel e Lençóis Paulista), Concessionária Honda em Botucatu e Concessionária Yamaha em Botucatu.
A expectativa é de “casa lotada” e arrecadação máxim
a, ou seja, 14 toneladas de alimentos. Portanto, quem quer conferir de perto os melhores pilotos do País, deve se apressar. Entre os destaques da MX1, por exemplo, estão o atual campeão do Arena Cross, Leandro Silva, Wellington Garcia, que estréia na categoria principal, Denis Cordeiro, Fábio Correa, o bi-campeão Pipo Castro e Massoud Nassar.
A organização do Arena Cross é da empresa Carlinhos Romagnolli Promoções e Eventos (a mesma que realiza o Desafio Internacional das Estrelas
de Kart com Felipe Massa). Os patrocinadores são Honda e Gol, com co-patrocínio de Yamaha, Peels e Metzeler. O apoio é da Prefeitura de São Manuel e revista Moto!.



Temporada de Treeking começa no dia 9 de março

Secretaria Municipal de Comunicação - Botucatu

A primeira prova do Circuito Pró-Cuesta de Treekin da temporada 2008 será realizada no dia 9 de março. O local de concentração e largada é na padaria Flor do Lageado. A largada está prevista para as 9 horas.
Para este ano teremos estão programadas nove etapas, com algumas novidades. “Iniciaremos o projeto de Gerenciamento ambiental e acrescentaremos a Categoria Indústria em conjunto com o SESI de Botucatu. É uma parceria pioneira nos Circuitos de Enduro a Pé”, disse o organizador da competição, Luiz Fernando Arena.
Os organizadores do Circuito deverão manter a mesma estrutura para a prova. “O enduro a pé é uma competição considerada de excelente qualidade pelos participantes, a estrutura da prova contará novamente com apuração eletrônica através de chips e UTI Móvel com médicos e enfermeiros. Trabalharemos também o lado social arrecadando alimentos não perecíveis nas inscrições para a prova”, comentou Arena.
A Fazenda Lageado foi escolhia pela organização devido a diversidade de trilhas que não exigem grandes esforços físicos. “Desta maneira as equipes poderão treinar a navegação após o período de férias. O local também é apropriado para a divulgação do esporte”, finalizou o organizador.
O valor das inscrições tanto para as equipes como para as categorias Turismo e Indústria será de R$ 30,00 até o dia 06 de março, R$ 35,00 até dia 08 de março e R$ 40,00 no dia da prova. O check-in será no sábado, dia 08 de março às 20 horas na Unifac. Mais informações podem ser obtidas através do telefone 9708-2303, ou ainda no site www.procuesta.com.br.

Botucatu estréia na Liga Regional de Handebol

Secretaria Municipal de Comunicação - Botucatu
No próximo domingo, dia 02 de março, as equipes da modalidade de handebol, da Secretaria Municipal de Esportes, através do Projeto Esporte Comunitário, iniciam suas participações na Liga Regional de Handebol. A competição é organizada pela Associação de Handebol de São Manuel.
O time feminino juvenil entra em quadra no Ginásio de Esportes da Escola “Walter Carrer”, na cidade de São Manuel, às 9 horas, para enfrentar as donas da casa, pela categoria adulta. No mesmo local, às 10 horas, a representação masculina adulta enfrenta a equipe “B” da cidade de Catanduva.
O técnico das equipes botucatuenses, o professor José Nélson, tem boa expectativa em relação à competição. “Nós pretendemos manter ou melhorar o desempenho do handebol de Botucatu comparado ao da temporada passada”, comentou.

Botucatu enfrenta Orlândia na estréia do Paulista do Interior de Futsal

Secretaria Municipal de Comunicação - Botucatu

O futsal masculino de Botucatu, representado pelas equipes da AA Botucatuense/Prefeitura, faz a estréia no Campeonato Paulista do Interior contra as representações da Intelli/Topper de Orlândia, no próximo sábado, dia 1º de março.
As partidas serão disputadas no Ginásio II da Veterana, em Botucatu, a partir das 18h30, com a equipe Sub-20, e em seguida, às 20 horas, será a vez do time principal entrar em quadra. A entrada é franca aos torcedores.
A categoria Sub-20 reúne 18 equipes na competição, divididas em três chaves, enquanto a principal foi separada em dois grupos, com seis participantes cada.
Botucatu e Intelli/Topper compõem a chave “B” do torneio nas duas categorias, junto de Ribeirão Preto, Vocem/Assis, Jaboticabal e AA Itapeva.
Nesta primeira fase do Paulista do Interior, todos se enfrentam dentro do grupo em jogos de ida e volta, e os quatro melhores classificados avançam à próxima fase.

Apoio - A AA Botucatuense/Prefeitura conta com o apoio da Unifac, Quitanda Dona Marina, Vale do Sol Turismo, CEBRAC - Centro Brasileiro de Cursos e Atlétic Sports.

Botucatu enfrenta Piracicaba pela Copa Record de Futsal Feminino

Secretaria Municipal de Comunicação - Botucatu

A equipe de futebol feminino do Botucatu/Prefeitura, que está disputando a Copa Record de Futsal Feminino, volta a jogar no próximo sábado, dia 1º de março, desta vez pelas quartas-de-final da competição. O será contra Piracicaba.
O adversário botucatuense conquistou a vaga depois de vencer Arandu por 6 a 3 na noite de quarta-feira, atuando em Ibitinga, no jogo referente à 3ª fase da competição.
A partida será realizada no Ginásio Municipal de Jaú, às 15 horas, e o vencedor garante um lugar na semifinal do torneio. Em seguida, Potunduva e Ibitinga se enfrentam em busca da classificação.
Os outros duelos das quartas-de-final acontecem também no sábado, no Ginásio Municipal de Assis, a partir das 15 horas. Taquarivaí e Chavantes fazem o primeiro jogo da tarde e, em seguida, Assis e Marília fecham a rodada.
Apoio –
O Botucatu/Prefeitura conta com o apoio do Pão de Açúcar, Unifac, Academia Mistic Center, Quitanda do Cláudio, Quitanda do Marinho, Vale do Sol Turismo, Microcamp, Cebrac, Diário da Serra e Associação Atlética Ferroviária.

Bauru registra nove novos casos de dengue

Secretaria Municipal de Comunicação - Bauru

O Departamento de Saúde Coletiva da Secretaria Municipal de Saúde recebeu do Instituto Adolfo Lutz a confirmação de nove casos de dengue, sendo sete autóctones e dois importados.Os casos são os seguintes:
Sexo masculino, 59 anos, morador do Jardim Planalto;
Sexo feminino, 13 anos, moradora do Ferradura Mirim;
Sexo masculino, 2 anos, morador do Ferradura Mirim;
Sexo feminino, 10 anos, moradora do Ferradura Mirim;
Sexo masculino, 9 anos, morador do Ferradura Mirim;
Sexo masculino, 10 anos, morador do Ferradura Mirim;
Sexo feminino, 49 anos, moradora do Parque Vista Alegre;
Sexo masculino, 15 anos, morador da Vila São Paulo;
Sexo feminino, 54 anos, moradora do Jardim Petrópolis.
No total, Bauru registra 22 casos de dengue em 2008, sendo 19 autóctones, dois importados e um em trânsito.

Oficinas de Teatro começam na segunda-feira

Secretaria Municipal de Comunicação - Botucatu

As Oficinas da Quadrilha de Teatro Notívagos Burlescos têm início nesta segunda-feira, dia 03 de março, e estão com inscrições abertas aos interessados que podem ser feitas gratuitamente na Secretaria Municipal de Cultura ou através do e-mail notivagosburlescos@yahoo.com.br.
A “Oficina de Iniciação Teatral” é destinada para pessoas maiores de 14 anos com pouca ou nenhuma experiência de teatro, oferecida todas as terças-feiras, das 19 às 22 horas.
Durante as atividades do “Núcleo de Improviso”, os participantes aprenderão técnicas de improviso e criação de cenas. As aulas acontecem às quartas-feiras, também das 19 às 22 horas, para pessoas maiores de 14 anos com alguma experiência teatral ou que tenham participado da Oficina de Iniciação em 2007.
O “Núcleo de Montagem”, realizado as segundas e quintas-feiras entre 19 e 22 horas, abordará a montagem da peça “Mirabelli” e a manutenção da peça “Ana Rosa”. O pré-requisito para os interessados é ter idade acima de 14 anos, ter participado ou estar participando da Oficina de Iniciação ou do Núcleo de Improviso.
A Secretaria Municipal de Cultura está localizada à Avenida Dom Lúcio, 755. Mais informações podem ser obtidas através do telefone 3882-0133.

CDHU faz plantões em Itapetininga para negociar dívida de mutuários

No próximo sábado, 1° de março, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) vai promover plantões de atendimento em Itapetininga para a regularização financeira de mutuários inadimplentes. Para facilitar o acesso, o atendimento será feito simultaneamente em dois locais, das 9 às 16 horas. Uma equipe da CDHU estará no Centro de Convivência Doradinho, na Rua Conde Francisco Matarazzo, n° 497, Vila Rio Branco. A outra atenderá no Auditório da Prefeitura, na Praça 3 Poderes, n° 1000, Jardim Marabá.
A Companhia tem 1.240 contratos ativos no município e espera atender 417 mutuários que estão com mais de três prestações atrasadas. Esses plantões integram o programa "Sempre em Dia", que tem como objetivo diminuir os percentuais de inadimplência em todo o Estado. Com esse objetivo, foram adotadas diversas medidas para estimular a negociação de débitos.
Entre os benefícios está a redução dos juros das prestações em atraso de 12% para 3% ao ano. O mutuário pode parcelar o débito, ampliar o prazo contratual como forma de baixar o valor da prestação e ainda, após fazer o acordo, utilizar o FGTS para quitar ou reduzir o financiamento. Se preferir, o Fundo de Garantia pode ser usado também para diminuir em até 80% o valor da prestação. Quem quitar a dívida à vista tem isenção total dos juros de mora.
Para firmar acordo com a CDHU, basta comparecer a um dos locais de plantão portando, RG, CPF e a última prestação paga. Mutuários de qualquer município do Estado também podem regularizar a situação pela Internet. Ao acessar os sites www.cdhu.sp.gov.br ou www.habitacao.sp.gov.br, é possível obter informações sobre o financiamento, emitir boletos de prestações, calcular o parcelamento de débito, realizar acordos e emitir parcela de amortização de débitos.

Câmara realiza sessão em homenagem ao Dia da Mulher

Na segunda-feira, dia 3 de março, às 20 horas, a Câmara Municipal de Botucatu realiza a sua sessão em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. Comemorado em 8 de março.
Indicadas pelos Vereadores para representar todas as mulheres botucatuenses, no presente ano serão homenageadas:Josefa • Miranda Luiz – Empregada Doméstica - Ademir Florian;
• Marina Maxiniano da Silva - Voluntária - Carlos Trigo;
• Cláudia Maria Gabriel – Diretora de Escola - Cula;
• Renata Villas Boas Fiuza de Andrade – Carteira dos Correios- Prof. Caldas;
• Profª Dra. Elenice Defune – Docente da Faculdade de Medicina da Unesp - Botucatu - Prof. Gamito;
• Marlene Aparecida Vieira – Advogada - Lourenção;
• Neisa de Oliveira – Corretora e Artista - Varoli;
• Maria Angélia Galve – Soldado PM - Josey;
• Vilma Vileigas – Funcionária Pública Municipal - Lelo Pagani;
• Profa. Dra. Célia Roquete de Macedo – Docente da Faculdade de Medicina da Unesp - Botucatu - Luiz Rúbio;
• Maria Conceição Bissoli Degand – Diretora de Escola - Reinaldinho.

Urban ToTem: Baterista do Ira! com novo projeto

No final de 2005, após três anos de convívio e uma grande turnê, com mais de duzentos shows do projeto IRA! Acústico MTV, Andre Jung, baterista do grupo, propôs aos músicos convidados para acompanhar o quarteto, a criação de um novo trabalho.

Com o consenso em torno da proposta e das referências que Jung apresentou, nascia o Urban ToTem.

Assim, no verão de 2006, Andre Jung, como diretor e músico no projeto, Lino Crizz nos vocais, Jonas Moncaio no violoncelo, Michelle Abu na bateria e percussão e Adriano Grineberg nos teclados, iniciaram as primeiras sessões de gravação no estúdio particular de Jung.

Diferente do procedimento tradicional, em que os ensaios dão origem aos arranjos e ao repertório, o disco foi feito antes de qualquer ensaio. Nesse processo, as músicas foram criadas pela combinação de sessões de gravação individuais, dirigidas, escolhidas e cuidadosamente editadas para obter uma narrativa sonora coesa e coletiva.

O álbum evidencia com elegância a riqueza musical representada pelas diferentes influências na formação de cada um dos artistas.

A black-music latente em Lino Crizz, os batuques dinâmicos de Michelle Abu, a erudição de Jonas Moncaio e o blues espiritualizado de Adriano Grineberg, sob a batuta de Andre Jung, produzem uma vigorosa afirmação da música como um elo flexível, que conecta e harmoniza tempo e distância.

Filho da metrópole, o Urban ToTem mira e se dirige ao mundo desde o berço paulistano, caminho por onde sua música filtra culturas e referências que ‘con-fundem’ ancestral e contemporâneo. Um Brasil atemporal, tribal e digital, surge em cadências, melodias, beats e batuques.

A formação atual conta com o percussionista cubano Pedro Bandera e o multiinstrumentista Ricardo Prado, em lugar de Grineberg.

Menção especial para a engenharia de som científica à cargo de Carlo Bartolini e seu parceiro Ricardo Ortega, e para a masterização de Ricardo Garcia.

O álbum de estréia do Urban ToTem tem sua capa desenvolvida por Ciro Cozzolino e Marta Oliveira sobre o desenho original de Denis Maricato; uma Gioconda moderna a nos seduzir com o misterioso prazer de seu sorriso.

Esse primeiro CD sai em formato digipack, com distribuição exclusiva da Azul Music.

Parafraseando a apresentação no site do grupo (www.urbantotem.com.br):

Urban ToTem é assim, solte os cintos, feche os olhos e boa viagem . . .

Faixa a faixa

Em Areias do Brasil, abre alas do CD, sobre as constantes mudanças do ambiente percussivo , pontuado no berimbau de Michelle Abu, a voz de Lino Crizz, hora em delicado falsete, hora em vigoroso rap, canta a sedução do litoral do Brasil. O cello apresenta a melodia do refrão.

Mascavo de Lua é um quase um mantra-samba levado por moringa e tamborins. Lento e sinuoso como o gingado da mulata, se faz de suporte para os versos que revelam a sensualidade da prática das lavadeiras. Clavinete, moog e piano aparecem distribuídos com preciosismo, O naipe de cellos adiciona tensão e mistério.

Daí para Carrossel, a mais ”eletrônica” do disco. Uma linha melódica desenhada por Adriano ao glockenspiel (metalofone) repete-se em meio ao “beat” cheio movimento e cores. A pulsação acomoda versos lúdicos e luminosos. No final, bateria sincopada e órgão Hammond fazem base para rap de Lino Crizz.

A quarta música é uma surpresa do disco; Vera Cruz, antológica canção de Milton Nascimento e Márcio Borges, que surge contemporânea, sem arestas na linguagem bem delineada, do álbum. O cello, em parceria com a voz, forma o timbre que caracteriza boa parte da obra do U.T.

Elogio ao nosso ritmo número um, Quem Sabe . . . Sabe!!!, composição de Lino Crizz, foi sutilmente transformado numa espécie de “samba de gringo”, com timbres e tambores caribenhos fazendo base para teclados psicodélicos. Na letra, Lino esbanja suíngue ao contar a riqueza do samba e os personagens da nossa cultura.

Em Amanhã, o tom grave dos tambores abre o caminho para uma complexa fusão, com camadas de elementos que passam pelo blues, pela música árabe e pela música eletrônica. Lino recita versos filosóficos e Jonas assume o discurso em solo das Mil e Uma Noites.

Primeira das três faixas cantadas em inglês, R U Ready? pode ser chamada de soul, ainda que embalada por cajon, congas, ganzá e kalimba. No piano Rhodes, Adriano harmoniza a melodia, com um toque de Cole Porter, que interpretam o cello e a voz.

Marcada pelo mantra batido nos tambores falantes, Constant Rain tem três movimentos distintos e surpreendentes, em que parece brincar com a estrutura do ritmo, ousando nos compassos e nos vazios. O tom jazzy da parte final realça, com elegância, a interpretação de Lino Crizz.

Life é tensa e densa, dança das cabeças, uma receita latina, feita com ingredientes brasileiros (inverso de Quem Sabe . . .Sabe!!!). O eco na voz inunda os espaços deixados entre o pulso enérgico da percussão, o cellos voltam a trazer lembrança de Villa Lobos.

Uma harmonia minimalista e delicada, executada em pizzicato, equilibra os versos de Eu Te Amo. Sobre a trama da percussão, o timbre cintilante do glockenspiel parece refletir os versos “a lua no morro brilhando em um chão de estrelas”.

Cortejo se desenvolve em cadência crescente; ritmo quase marcial do surdo e da alfaia, baixo e piano numa lúdica conversa e sucessivamente, cellos e vozes, em coro. Tensão e lirismo. Destaque para a guitarra de Fabio Golfetti, único artista convidado, que insere climas , texturas e um solo inspirado.

Por fim, depois de intervalo prolongado, Cristal, a faixa instrumental de autoria de Andre Jung, encerra o álbum. Tecida em torno da sonoridade de taças de cristal friccionadas e organizadas numa intrincada superposição de desenhos rítmicos, ela se repete em longo ciclo, lenta e meditativa.


Clique no link e ouça a canção de trabalho "Areias do Brasil"

Estudantes do ensino médio receberão merenda escolar

Ainda neste ano, o governo federal pretende estender o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) para mais de 8 milhões de alunos matriculados no ensino médio. Atualmente, o Pnae é destinado apenas aos inscritos na educação infantil e no ensino fundamental. Para garantir a merenda aos jovens do ensino médio, o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva enviou, para a aprovação no Congresso Nacional, o projeto de lei (PL) 2877/08. O conteúdo do documento foi elaborado pelos membros do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea).
O projeto de lei reforça a grande importância da alimentação para o aumento do rendimento escolar e para a melhoria dos hábitos alimentares dos jovens. Outro ponto interessante fixado é a aquisição de alimentos diretamente dos pequenos e médios produtores. Segundo o projeto, pelo menos 30% dos componentes da merenda escolar serão adquiridos por meio da agricultura familiar.
Para acelerar a aprovação da lei, o coordenador-geral da Frente Parlamentar de Segurança Alimentar e Nutricional, deputado federal Juarez Fontelles, já apresentou o PL aos membros da mesa da Câmara e pediu uma atenção especial dos parlamentares em relação ao projeto. “Estou otimista de que a lei seja sancionada até setembro e faça parte da comemoração do centenário de Josué de Castro”, afirma Fontelles.
O trâmite de aprovação da lei começou na última segunda feira (25/02), dia em que o presidente Lula enviou o PL ao Congresso Nacional.
Desenvolvimento educacional- A distribuição da merenda escolar a todos os estudantes brasileiros matriculados no ensino médio terá um custo de R$ 362 milhões para os cofres da União e será mais uma ação do governo federal para alcançar as metas do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). O Plano foi criado em dezembro passado e pretende colocar o ensino do Brasil no patamar dos países mais desenvolvidos do mundo.
A função do Consea é assessorar o Presidente da República na elaboração de políticas de alimentação para todos os cidadãos do País, especialmente para aqueles em situação de vulnerabilidade social. O Conselho é formado por representantes de vários ministérios, entre eles o ministro do Desenvolvimento Social e combate à Fome (MDS), Patrus Ananias, por representantes da sociedade civil e por representantes estaduais.

FSCar e da Unesp desenvolvem quebra-cabeça sobre Nanotecnologia

O Centro Multidisciplinar para o Desenvolvimento de Materiais Cerâmicos, CMDMC, que reúne pesquisadores da UFSCar e da Unesp, em parceria com a empresa Aptor Software, de São Carlos, desenvolveu um novo jogo educativo que está disponível gratuitamente na Internet. O aplicativo é um quebra-cabeça sobre Nanotecnologia, que permite aos jogadores conhecer o mundo nanoscópico a partir do desafio de juntar peças no menor tempo possível e formando imagens científicas.
A interação com as imagens nanoscópicas e legendas explicativas leva o jogador a familiarizar-se com conceitos sobre o tema. A idéia é que, de forma agradável, a imagem que o participante vai montando fique atraente, aguçando a curiosidade e o espírito científico.
O jogo foi concebido pensando num público formado por crianças e estudantes, jovens e adolescentes. No entanto, pessoas de todas as idades podem acessar e jogar o quebra-cabeça. O objetivo é unir divertimento e aprendizado como alternativa para aqueles que têm dificuldades nos estudos.
Elson Longo, diretor do CMDMC e idealizador do projeto, comenta que essas ações fazem parte de um conjunto de metas de difusão que visam transmitir à comunidade algum conhecimento produzido por pesquisas nacionais e internacionais. De acordo com Elson, a intenção é, cada vez mais, despertar a vocação científica utilizando recursos tecnológicos modernos.
O quebra-cabeça sobre Nanotecnologia possui um ranking de pontuação, outro fator considerado atrativo.
São vários jogos diferentes, sendo que o ranking é constituído pela soma das melhores pontuações do jogador, motivando-o a jogar várias vezes, tendo contato com novas imagens. Com base nesse ranking haverá o sorteio de prêmios como relógios e DVDs sobre Ciência.
O jogo está disponivel em três níveis: fácil, médio e difícil. A cada avanço no nível de dificuldade, o número de peças é maior e o número de pontos também aumenta. Atualmente, estão disponíveis fotos de microscopia avançada de curiosidades como ácaro, pulga, pólen e asa de mariposa.
Este é o segundo jogo educativo eletrônico gratuito que o CMDMC disponibiliza. O primeiro jogo foi o Chemical Sudoku, que registrou cerca de 17 mil acessos em três meses de funcionamento.
Tanto o quebra-cabeça de Nanotecnologia como o Chemical Sudoku podem ser acessados gratuitamente na Internet, em www.cmdmc.com.br/quebra-cabeça.

fevereiro 27, 2008

Laranjal sedia Encontro Regional de Tropeiros



Secretaria Municipal de Comunicação - Laranjal Paulista


Aconteceu no último domingo, 24, a 3ª Tropeada de Laranjal Paulista no Monumento ao Tropeiro, onde a festa e a alegria já contagiavam os velhos amigos tropeiros. Seguiu-se até a Fazenda Criatório Ximbó, onde todos se reuniram para um momento de oração à Nossa Senhora Aparecida, a padroeira dos Tropeiros, que com muita emoção agradeceram a união do grupo e a cavalgada.
Seguiram numa excelente estrada de terra, atravessando belíssimas propriedades rurais chegando até a Fazenda dos Turcos, onde se emocionaram com uma vista maravilhosa da fazenda. Avistaram as casas dos colonos e a sede da fazenda onde guarda a belíssima história da família Lulia e do Brasil colonial. Recepcionados pelo povo que aguardavam ansiosos a chegada desses cavaleiros que hoje colaboram para a preservação da história.

Após o passeio os cavaleiros puderam saborear as delícias típicas tropeiras ao som da viola sertaneja tocada por talentos laranjalenses, num clima diferente, rústico e aconchegante numa das áreas temáticas da fazenda com fogão a lenha onde foi servido um delicioso almoço com arroz de carreteiro, feijão tropeiro, farofa, salada e bolo de milho verde; comida bem caseira, realizando assim o lançamento da Fazenda Turística Santo Antonio como produto turístico em nosso município, onde trabalharão com eventos temáticos, sempre com reservas antecipadas.
Contamos com a presença de autoridades como o Sr. Prefeito Roberto Fuglini e primeira dama Maria Lúcia Fuglini, o vice-prefeito Jorge Cárdia, esposa Vidinésia e convidados. “Agradecemos a toda Mídia: rádios, jornais , TV, assessoria de imprensa, a equipe da SEJEL, a senhora Ana Luíza do departamento de Turismo, a Guarda Municipal, a Secretaria da Saúde, ao Pastor Cícero e ao diácono Hélio pelas bênçãos, a comissão dos tropeiros, ao amigo Calú pela recepção em sua propriedade, criatório Ximbó na capela da padroeira, Nossa Senhora Aparecida e os nossos sinceros agradecimentos aos proprietários da fazenda: Benvinda Canale Lulia, Miguel Jorge Lulia, Kleber Ribeiro Veiga, Mariana Lulia Veiga, Luciana Lulia Veiga e Jorge Lulia Veiga, por abrir as portas de sua propriedade particular para receber os amigos laranjalenses e turistas, apresentando um pouco dessa história tão preciosa guardada na arquitetura de sua construção, no museu, na capela e na história da era colonial em nosso Laranjal.” Palavras da Coordenadora de Turismo.
Representando o Secretário Municipal de Turismo o Sr. Márcio José Garpelli a coordenadora de turismo Maria Celeste entusiasta e incentivadora do turismo e da preservação natural e cultural do nosso município, agradeceu a Deus emocionada e feliz, pelo sucesso do evento onde finalizou dizendo que; a cadeia produtiva do turismo é um caminho promissor e que Laranjal Paulista tem potencialidade de um crescimento real.

Escola Cardoso de Almeida é tema para dissertação de mestrado

Por Renato Fernandes

A história da Escola Estadual Cardoso de Almeida (EECA) é o tema da dissertação de mestrado da mestranda em educação da Unicamp, Lidyane Godoy, 28, que já recolheu informações e documento junto ao Arquivo Histórico do Estado de São Paulo e que nas últimas semanas tem desenvolvido pesquisas no CCB - Centro Cultural de Botucatu e Museu Histórico e Pedagógico , Francisco Blasi. “Esse trabalho faz parte de um projeto maior da faculdade, que está investigando a história das escolas estaduais. Essa escola é o resultado da 12º reforma da instrução pública de 1892. Quando o Estado passou a se responsabilizar pelas escolas”, disse.
Lidyane lembra que Botucatu foi uma das primeiras cidades a receber uma escola estadual. “Percebe-se isso pela arquitetura do prédio, que é assinada por arquiteto de renome. A sua suntuosidade surpreende”, disse.
Junto ao Arquivo do Estado a estudante conseguiu relatórios de inspetores. “A documentação está fragmentada devido a ação do tempo mas é muito importante para essa pesquisa”.
No CCB ela tem consultado jornais de época e no Museu fotos que registram um pouco da história da escola. “A maior dificuldade é realmente as condições em que tenho encontrado essa documentação. Em Botucatu percebemos a atenção e o cuidado com que esse material é tratado”.
A qualificação do trabalho se dará em junho e a apresentação da tese em fevereiro. “Fico satisfeita em poder contribuir e ajudar a contar um pouco da história da educação desse grupo que foi fundado no início da República”, coloca.
Lidyane se comprometeu com as entidades a repassar cópias de seu trabalho. “É uma forma de retribuir pela ajuda e cuidado que essas entidades tem tratado a história local”, finaliza.

Botucatu terá corredor comercial revitalizado

Secretaria Municipal de Comunicação - Botucatu

Na noite da última terça-feira, dia 26 de fevereiro, foi apresentado o projeto de Revitalização do Centro de Botucatu, denominado de Nova Amando. O projeto é assinado pelo arquiteto Rodrigo Michelin. A obra está avaliada em aproximadamente R$ 4,3 mi.
O evento foi realizado no auditório da ACE/CDL e contou com a presença do prefeito Antonio Mário Ielo, do vice-prefeito Valdemar Pereira de Pinho, presidente da ACE/CDL José Luis Marão, vereadores, secretários e assessores municipais, diretoria da AEAB – Associação das Empresas da Amando de Barros, lojistas, comerciários, representantes de entidades e pessoas interessadas na execução do projeto.
Maurício Seródio, presidente da AEAB, conduziu os trabalhos e iniciou destacando a participação de todos, principalmente nas plenárias realizadas durante o processo. “Fizemos plenárias em todos os quarteirões e contamos com a participação dos empresários e de outras pessoas, durante todo esse período”, destacou.
Rodrigo Michelin apresentou o projeto e os critérios adotados na sua elaboração. “Foi um ano de muito trabalho para elaborar o projeto. Fizemos um amplo levantamento de dados, como a utilização da Amando por pedestres e veículos. Verificamos que hoje o número de veículos é muito maior que o de pessoas. Isso tem que ser invertido, pois a Rua Amando de Barros está na digital do botucatuense”, disse.
O prefeito Ielo destacou a participação da população no projeto. “É importante que todos possam conhecer e opinar sobre o projeto, que passa a ser da cidade de Botucatu. Esse é um trabalho que se preocupou com a equalização do espaço. A pesquisa mostrou que a população vem com freqüência à Rua Amando, por isso é preciso privilegiar as pessoas na sua execução”, comentou.
As perguntas giraram em torno da execução da obra, como a participação das concessionárias de água e esgoto, telefonia, energia e de TV a cabo. Largura da pista de rolamento. Cuidados com a escavação. Prazo para início e término da obra.
Ielo explicou a forma de execução do projeto. “Agora precisamos de um bom projeto estrutural. A idéia é começarmos ainda neste ano, pois dinheiro pra isso o município tem. Acho que todo questionamentos é pertinente e válido. Tudo terá que ser muito bem planejado e pensado”, finalizou.

Botucatu está nas quartas-de-final da Copa Record de Futsal Feminino

Secretaria Municipal de Comunicação - Botucatu

O futsal feminino botucatuense, representado pelas jogadoras do Botucatu/Prefeitura, entrou em quadra na noite de terça-feira, 26 de fevereiro, para a disputa de mais um jogo válido pela 3ª fase da Copa Record de Futsal Feminino.

A partida foi realizada no Ginásio Municipal de Aparecida, Distrito de São Manuel, e terminou com a goleada de Botucatu sobre Jaú por 7 a 0. Os gols da equipe foram anotados por Dani [2], Mônica, Loirão, Cubana, Glenda e Aline.
Com o resultado positivo, o time comandado por Edson Castro garantiu a classificação e conquistou a vaga nas quartas-de-final da competição, e agora espera o vencedor do confronto entre Piracicaba e Arandu para o duelo da semifinal. O jogo que define o adversário botucatuense será realizado na noite desta quarta-feira, 27 de fevereiro, às 21h30, em Ibitinga.
Botucatu segue com 100% de aproveitamento depois de alcançar cinco vitórias e busca o título inédito do torneio. Na edição do ano passado da Copa Record, ficou com o vice-campeonato ao perder para Assis/Sabesp na decisão.
Confira os confrontos das quartas-de-final da Copa Record de Futsal Feminino:
Botucatu X Piracicaba ou Arandu
Assis X Marília
Chavantes X Taquarivaí
Potunduva X Itatinga ou Ibitinga
Apoio
– O Botucatu/Prefeitura conta com o apoio da Unifac, Pão de Açúcar, Mistic Center, Quitanda do Cláudio, Quitanda do Marinho, Vale do Sol Turismo, Microcamp, Cebrac, Diário da Serra e Associação Atlética Ferroviária.

Espaço “Sala Verde” à disposição dos interessados

Secretaria Municipal de Comunicação - Botucatu

A biblioteca da Escola do Meio Ambiente, equipada com 645 exemplares voltados para educação ambiental, está aberta e à disposição dos interessados.
O espaço denominado “Sala Verde” é um projeto do Ministério do Meio Ambiente e foi inaugurado em Botucatu no dia 26 de setembro de 2005.
Eliana Gabriel, coordenadora responsável da escola, destaca a importância da biblioteca. “Nossa biblioteca é o único espaço em Botucatu totalmente especializado em meio ambiente, sendo um local de pesquisas e consultas para professores e alunos”, explicou.
Os interessados em retirar livros devem estar munidos do documento pessoal [RG] e preencher um cadastro. O prazo para a devolução do material é de uma semana. Vale lembrar que o horário de funcionamento ao público da “Sala Verde” é de segunda a sexta-feira, durante o período da manhã, das 8h30 às 12h30.
A EMA está localizada à Estrada Ítalo Bacchi, s/nº, no Jardim Aeroporto. Mais informações podem ser obtidas através do telefone 3813-9251.

Exposição do artista Sebástian de Lima Xavier termina neste sábado

Secretaria Municipal de comunicação - Botucatu

Os trabalhos do artista Sebástian de Lima Xavier estarão expostos no Museu de Arte Contemporânea Itajahy Martins até este sábado, 1º de março, com entrada franca ao público em geral.
A exposição recebe o nome “Identidade Perdida Sem Remédio Aparente” e através de imagens elaboradas, instiga o questionamento sobre o verdadeiro significado da identidade de cada um e busca despertar uma reação para a conscientização dos sentimentos e do potencial de linguagem em torno de si.
Em experiências no interior de hospitais brasileiros e nos caminhos da multidão em trens, metrôs e ônibus, o artista percebeu as pessoas ficando fisicamente idênticas e inertes a qualquer reação ou mensagem, como se a natureza perdesse sua produção de características individuais.
A mostra de Sebástian de Lima Xavier, composta por 10 trabalhos, teve início no dia 16 de fevereiro. O MAC Itajahy Martins está localizado à Avenida Dom Lúcio, 755. Mais informações podem ser obtidas através do telefone 3882-0133.

O medo não é dos blogs, é dos leitores

Por Carlos Cardoso (*)
Fonte:Contraditorium


Estava matutando sobre a birrinha de sempre de alguns jornalistas (mea culpa: vamos parar de generalizar, há excelentes jornalistas que não morrem de medo do Futuro) e percebi que há dois fenômenos diferentes acontecendo aqui:
Um são os veículos, que demoram muito a entender as mudanças tecnológicas, principalmente quando são acompanhadas de mudanças sociais, comportamentais. Essa coisa de mídia colaborativa pegou todo mundo de surpresa.
Outra coisa são os profissionais. Assumindo que sempre haverá espaço para gente boa, o que leva alguns representantes dessa gente boa (notem que estou excluindo os medíocres. Não me culpem, reclamações com C. Darwin) a ficarem tão presos a um modelo arcaico?
Existe o fenômeno do pedestal, é muito bom o cara pagar um de Bozó, dizendo “trabalho na Globo”, “Escrevo pra Folha”, etc. Mas será isso mesmo o único motivo para essa birra com a Nova Mídia?
O grande problema com a nova mídia é que ela é de mão-dupla. E bota a cara na janela. Nos velho tempos (ou ontem, se você trabalha no Estadão) era fácil esconder-se atrás da fachada da empresa, toda a responsabilidade ia para O Jornal. Da mesma forma todas as críticas são devidamente filtradas.
Não como blogs, onde em geral, caso o sujeito não xingue nossa mãe, deixamos o comentário no ar, por mais idiota e ofensivo que pareça.
Comentários de blog devem parecer um horrível pesadelo para quem edita sessão de cartas de jornais, onde os textos são escolhidos a dedo, cortados, mutilados (ou “editados”, como dizem) e dependem da ENORME boa-vontade de alguém, para ir ao ar.
Já nos blogs não há esse controle. Mais ainda; na INTERNET não há esse controle, daí o medo da Grande Mídia e dos Maus Profissionais. Aqui eles podem ser criticados abertamente. Se um jornalista fala uma besteira no Globo, fica por isso mesmo, exceto se for algo MUITO grande. Se um blog fala alguma besteira, meia-dúzia de leitores aparecerão apontando o erro.
E jornalista ODEIA ser pego de calças arriadas, estamos cheios de exemplos onde discreta e silenciosamente corrigem textos, sem admitir o erro anterior. Acho que o recurso tipográfico indicativo de correção é mundano demais pra esses sites sérios.
Não percebem que estamos no mesmo barco. NÓS dos blogs vivemos a mesma realidade. Somos patrulhados, no bom e no mau sentido o tempo todo. Estava conversando outro dia com o Beto Largman, e ele estava preocupado com a credibilidade dos blogueiros. Expliquei que não precisava se preocupar, nós somos muito mais vigiados (no bom sentido) do que a velha mídia, que já é considerada corrupta por natureza, e de onde nada se espera é que não sai nada mesmo. Nossos leitores nos encaram como uma alternativa a uma mídia repleta de vícios e práticas questionáveis. Isso é bom. Mesmo quando é ruim.
Esse mundo onde todo mundo é questionado o tempo todo, onde não importa se você é O Maior Jornal do Pais, desde 1891, onde importa apenas a coerência da sua notícia, e onde sua credibilidade está em jogo a cada texto, esse mundo não é atraente para todos, mas esse é o mundo do futuro, e o futuro está na esquina, já.
O que os dinossauros temem, eu percebo, não é a concorrência dos blogs, mas os leitores, que estão descobrindo que é muito melhor um relacionamento de mão-dupla do que a velha mídia que se acomodou em sua posição de arbusto flamejante escrevendo em uma pedra com raios.*
*Eu sei que na versão bíblica do mito não há raios, mas a imagem do filme do Charlton Heston é muito melhor.

(*) Analista de sistemas, ex-publicitário e tem se dedicado aos blogs desde o final de 2005.

fevereiro 26, 2008

Balanço do último quadrimestre de 2007 foi apresentado na Câmara

Secretaria Municipal de Comunicação - Botucatu

Na manhã da última terça-feira, dia 26 de fevereiro, o secretário da Fazenda, José Carlos Fernandes Vasques esteve na Câmara Municipal, para participar da audiência pública, onde foram apresentados os números do balanço referente ao terceiro quadrimestre de 2007 [setembro, outubro, novembro e dezembro] do ano passado.
O comando dos trabalhos ficou a cargo do presidente da Comissão de Orçamento, Finanças e Contabilidade, da Câmara Municipal, vereador Josey de Lara Carvalho. Estiveram presentes à audiência, além do secretário, os vereadores Lelo Pagani, Professor Caldas, José Varoli, Trigo, Lourenção e Cula. O objetivo da audiência pública é demonstrar e avaliar o cumprimento das Leis Fiscais do orçamento municipal vigente, referente ao terceiro quadrimestre de 2007.

Vasques apresentou o balanço e no final foi questionado pelos vereadores e lamentou o pouco interesse pela audiência. “Esta é a melhor oportunidade para que todos possam acompanhar a situação financeira da Prefeitura. É uma pena que ninguém acompanhe”, destacou.

Josey parabenizou a administração pelos números apresentados. “Quero parabenizar você e a equipe da Secretaria da Fazenda pelo trabalho que vocês desenvolvem junto à Prefeitura de Botucatu”.

As perguntas giraram em torno do gasto com pessoal e sobre o Refis – Programa de Recuperação Fiscal realizado no final do ano passado. “Com o Refis conseguimos derrubar a taxa de inadimplência da casa dos 15%, para os 7%. Para o município foi bastante positivo”, finalizou o secretário.

A audiência pública atende o disposto no artigo 9º, parágrafo 4 da Lei de Responsabilidade Fiscal [LRF]. A referida Lei determina que as audiências devem ser realizadas a cada quatro meses. A próxima deverá ocorrer no mês de maio, quando deverá ser apresentado o balanço do primeiro quadrimestre deste ano.

MSN apresentou instabilidade na terça-feira

Na terça-feira foram registradas instabilidades nos mensageiros instatâneos relacionados ao Windows Live Messenger.
Na região de Botucatu, usuários tiveram dificuldade para se conectar aos serviço durante todo o dia.
De acordo com a Microsoft os usuários encontraram dificuldades de acesso em todo o mundo. "Estamos investigando ativamente a causa e trabalhando para tomar as medidas necessárias para resolver a situação o mais rápido possível", afirmou um porta-voz da Microsoft, ao site Info.
Usuários canadenses e dos Estados Unidos relataram interrupções no programa de e-mail gratuito, que possui mais de 300 milhões de usuários ativos.
No Brasil, usuários reportaram dificuldades em acessar o comunicador MSN Messenger.

EScola do Meio Ambiente de Botucatu tem mais 645 livros ambientais

Secretaria Municipal de Comunicação - Botucatu

A direção da Escola do Meio Ambiente está comunicando que a biblioteca existente em suas dependências está aberta e à disposição da população. O local conta com 645 exemplares, todos direcionados à educação ambiental.Os interessados em retirar livros devem estar munidos do documento pessoal (RG) e preencher um cadastro. O prazo para a devolução do material é de uma semana.
O espaço denominado “Sala Verde” está aberto ao público interessado, sempre de segunda a sexta-feira, durante o período da manhã, das 8h30 às 12h30. A EMA está localizada à Estrada Ítalo Bacchi, s/nº, no Jardim Aeroporto. Mais informações podem ser obtidas através do telefone 3813-9251.