dezembro 07, 2007

Botucatu/Prefeitura vence nos pênaltis e vai decidir a Copa do Brasil de Futebol Feminino

Secretaria Municipal de Comunicação

A equipe do Botucatu/Prefeitura venceu nos pênaltis o Benfica, de Minas Gerais, e vai decidir a primeira Copa do Brasil de Futebol Feminino. O jogo empatou no tempo normal em 0 a 0 e nos pênaltis o time botucatuense venceu por 7 a 6. Botucatu/Prefeitura vai decidir a competição contra o Mato Grosso do Sul, que está sendo representado pela equipe do SAAD, que venceu o São Francisco do Conde, da Bahia, por 6 a 0.
A decisão está marcada para este sábado, dia 08 de dezembro, às 18 horas, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. A partida terá transmissão pela Rádio Emissora de Botucatu, a PRF-8.
O jogo entre Botucatu/Prefeitura e o Benfica, representado pelo CEPE do Rio de Janeiro, foi badalado pela imprensa de Brasília como a final antecipada da Copa do Brasil. Quem assistiu ao jogo, viu que a imprensa local não havia exagerado na análise, realmente foi um dos melhores jogos da competição.
Com a lateral esquerda Michelle machucada, Botucatu começou a partida com a atacante Rafinha na lateral esquerda. A surpresa acabou surtindo efeito e era por esse lado que surgiam as melhores opções para o ataque botucatuense. O Benfica estava bem postado e conseguia neutralizar a ações ofensivas do Botucatu.
A melhor chance de gol apareceu com Grazielle. A atacante recebeu um lançamento de Bagé, porém, com a zagueira vencida, não conseguiu dominar a bola, que ficou com a goleira Fernanda.
Pouco tempo depois Nenê recuperou uma bola pelo lado esquerdo do ataque, e depois de passar por uma zagueira, tocou na entrada da área para Loirão, que de primeira bateu firme. A bola passou rente a trave direita da met a defendida por Fernanda. O primeiro tempo terminou em 0 a 0.
No final do primeiro tempo a meio campista Dani falou do domínio do Botucatu. “Nós tivemos algumas oportunidades, mas o gol não saiu. Temos que melhorar o passe quando recuperamos a bola, desta maneira vamos conseguir fazer o gol”, disse a jogadora.
O segundo tempo começou do mesmo jeito, com o domínio do time botucatuense. Aos 13 minutos Grazielle ficou na cara do gol. Depois de passar pela zagueira, Grazi bateu forte no canto direito de Fernanda. A bola saiu raspando a trave. Três minutos depois Grazi pegou um rebote da goleira e quase sem ângulo tocou por cima. Fernanda ainda conseguiu tocar na bola, jogando para escanteio.
Com as substituições feitas pelo técnico Edson Castro, Botucatu acabou perdendo o domínio da partida. O Benfica começou a acreditar que poderia ganhar o jogo. No contra-ataque o time mineiro acabou criando oportunidades, que acabaram nas mãos da goleira Renatinha.
No final do jogo, e com a decisão partindo para as cobranças de penalidades máximas, Edson Castro trocou Renatinha pela goleira Mayla, grande pegadora de pênaltis. O jogo já estava com 45 minutos, faltando apenas os dois que o árbitro havia dado de acréscimo. Com o apito final a emoção estava apenas começando.
Emoção – As cobranças de penalidades começaram com a zagueira Bagé, que acabou batendo alto, para fora do gol. Daniele foi bater para o Benfica. Teve que bater três vezes para converter o pênalti. A primeira batida Mayla pegou, a assistente mandou voltar, apontou que a goleira avançou. A segunda batida Mayla pegou de novo, desta vez foi árbitro quem mandou repetir a cobrança. Ele ainda deu cartão amarelo para a goleira. Na terceira batida, a bola entrou.
A atacante Nenê, que contou com a torcida da família, bateu por Botucatu e anotou. O mesmo aconteceu com Raquel. Com o placar em 2 a 1 para o Benfica, Koki foi bater e a goleira Fernanda pegou. O árbitro também mandou voltar e Koki conseguiu anotar o gol.
As batidas foram sucedendo. Maurine e Tatá anotaram para o Benfica e Grazi e Loirão fizeram para Botucatu, ficando o placar em 4 a 4. Faltava Renata bater pelo Benfica, marcar e ficar com a vaga para a final. Porém, no gol estava Mayla, que não desiste nunca. Não deu outra, a goleira do time botucatuense defendeu e deu vida à equipe.
Na seqüência Carol Carioca bateu e fez por Botucatu, deixando o time na frente. Néia anotou, e novamente deixou tudo igual. Mônica foi bater por Botucatu e perdeu, chutando a bola para fora. O Benfica teve mais uma chance de vencer, porém, Mayla, de novo ela, pegou a bola chutada por Caneca.
Nessa altura do jogo a emoção já tomava conta da torcida que estava no Estádio Mané Garrincha e principalmente dos botucatuenses que escutavam a transmissão do jogo pela Rádio Emissora de Botucatu, a PRF-8. Vanessa bateu por Botucatu e marcou, passando a responsabilidade para Nimila, do Benfica, que também anotou o gol.
Para bater o nono pênalti, Mayla pegou a bola e quis o destino que a heroína do jogo até aquele momento, chutasse pra fora. Porém, com toda a autoridade, a goleira se posicionou na $3>$3> e mais uma vez, fez praticamente o impossível, pegou o chute de Ester.
Como o Benfica teve uma jogadora expulsa, ficando com 10, Botucatu teve que excluir uma atleta, portanto faltava apenas Elisandra para bater o pênalti pela equipe. Já para o Benfica faltava a goleira Fernanda. Elisandra pegou a bola e bateu firme. Pronto, bastava Mayla fazer mais um milagre para levar o Botucatu/Prefeitura para a final da Copa do Brasil. Não teve trabalho, Fernanda bateu mal, do lado direito de Mayla, que só teve o trabalho de correr para as companheiras e comemorar a classificação.
No final Mayla comentou a vitória. “Foi um sufoco, tudo tem que ser muito sofrido e chorado. Assim é mais gostoso. Valeu por toda a nossa equipe”, desabafou.
Já a zagueira Bagé, com toda a sua experiência, falou sobre a perda do pênalti e as companheiras que ficaram em Botucatu. “Temos que agradecer as meninas que ficaram em Botucatu e estavam torcendo e sofrendo por nós. Quanto ao pênalti, eu estava muito segura, até pedi para bater primeiro. Isso acontece, infelizmente perdi. Mas felizmente ganhamos”, finalizou.
O Botucatu/Prefeitura jogou com Renatinha, Carol Carioca, Bagé, Mônica e Rafinha; Anne, Koki, Loirão e Dani; Nenê e Grazielle. Jogaram ainda, Mayla, Vanessa e Elisandra. O time contou ainda, com Geize, Glenda, Flávia e Carolzinha, que apesar de estar no banco, acabou expulsa por reclamação.
Apoio - O Botucatu/Prefeitura conta com o apoio da Unifac, Academia Mistic Center, Associação Atlética Ferroviária [AAF], Cebrac, Jornal Diário da Serra, Quitanda do Cláudio, Quitanda do Marinho e Microcamp.

Sorocaba recebe Sandy e Júnior dia 14

Assessoria de Imprensa Show e Eventos

Em turnê de despedida, a dupla Sandy e Júnior estará em Sorocaba no próximo dia 14 de dezembro. O show acontece no estacionamento Haras Monte Cristo, que volta a promover eventos e está preparando grande programação para o ano de 2008. A dupla apresenta as canções do CD Acústico MTV Sandy e Júnior, o último em dupla da carreira dos irmãos, que após essa turnê seguem carreira solo. Com direção geral de Hugo Prata, que já trabalhou com os artistas em muitos videoclipes, esta turnê é uma adaptação do CD e DVD gravados pela MTV no mês de junho. No show, a dupla lembrança alguns dos maiores sucessos, todos com novos arranjos, como Não Dá Pra Não Pensar, Com Você, Você Desperdiçou e Cai a Chuva. Uma surpresa para os fãs foi a antiga ‘Maria Chiquinha’, que entrou no repertório na última hora e ganhou versão violão e voz. Mesmo para quem já ouviu o cd ou assistiu ao dvd, o show também terá algumas novidades. A faixa Replay, por exemplo, não entrou no acústico, mas está no show, que também contará com a animada Vamo Pulá, que ganhou uma nova versão com a inclusão de Acho que Pirei. Abertura dos portões será às 19 horas e o início do show está previsto para às 22h. Os ingressos já estão à venda, com os seguintes preços: R$ 30,00 pista, R$ 50,00 área VIP e Camarote R$ 100,00 por pessoa (camarote 12 pessoas). Os postos de venda em Sorocaba são: Academia Evolução (Av. Antonio Carlos Comitre, 520 – em frente a Padaria Real), Lojas M. Officer no Esplanada Shopping Sorocaba, Microcamp (Av. Dr. Eugênio Salermo, 415 – Centro) e Homecell do Shopping Sorocaba. Em Indaiatuba os ingressos (somente pista) podem ser adquiridos na Academia Phisical (Rua Humaitá, 1656). Quem estiver em Piracicaba pode comprar ingressos na M.Officer no Shopping Piracicaba. Em Itu, as vendas estão na M.Officer no Plaza Shopping de Itu. No município de Itapetininga é possível comprar ingressos na Adati Turismo (Rua Lareira, 88). Em São Roque os convites estão a venda na Loja Short, no São Roque Shopping. Vendas online no site www.compreingressos.com.br . O Haras Monte Cristo fica na Alameda Mesopotania – 03. Informações pelos telefones (15) 3234-8001, (15) 9148-9081, (11) 9495-2396 e (13) 3021-5926. Realização: Tass Propaganda e Eventos. Produção: Vênus Produções. Promoção: Rádio Cacique e Rádio Jovem Pan.

Professores recebem a terceira parcela de bônus nesta segunda-feira

Assessoria de Imprensa - Secretaria Municipal da Educação

Cerca de 290 mil funcionários da Secretaria de Estado da Educação, em todo o Estado, recebem nesta segunda-feira, 10 de dezembro, a terceira parcela da antecipação do Bônus Merecimento. Outras duas parcelas já foram pagas, em outubro e novembro.

O governador José Serra sancionou em 15 de outubro uma série de benefícios para os servidores da Educação estadual (30 dias de licença-prêmio em dinheiro, incorporação de gratificações e abertura de vagas, por exemplo), incluindo esta antecipação.
Com a antecipação de parte do bônus são beneficiados todos os professores (Quadro do Magistério) e membros do Quadro de Apoio Escolar (secretários de escola e inspetores de alunos, entre outros) e do Quadro da Secretaria.Para professores, diretores de escolas, supervisores de ensino e dirigentes de ensino (Quadro do Magistério) a antecipação do bônus chega a R$ 1.200 - R$ 300 por parcela. Já para o Quadro de Apoio e o Quadro da Secretaria a antecipação chega a R$ 500 - R$ 125 em cada vez.



Tyger




Tyger

Gênero - Animação
Diretor - Gulherma Marcondes
Ano - 2006
Duração - 5 min
Cor - Colorido
País - Brasil

Um enorme tigre aparece misteriosamente numa grande cidade. Ele vai revelar a realidade escondida numa noite que poderia ter sido como qualquer outra.

Ficha Técnica
Produção Anna Angelica Olivares, Trattoria Digital Produções Ltda. Fotografia Pierre De Kerchove Roteiro Guilherme Marcondes, Andrezza Valentin Edição Guilherme Marcondes Animação Luciana Eguti, Paulo Muppet Som Paulo Beto Direção de produção Paula Madureira Assistente de Produção Murillo Baskerville, Caroline Alcarogi Música Zeroum

Prêmios
Melhor Animação no 37th Tampere International Short Film Festival 2007
Melhor Curta no Anima 2007 2007
Melhor Filme no Anima Mundi 2006
Melhor Animação no Ann Arbor Film Festival 2006
Melhor Animação no CineSul 2007
Melhor Animação - Júri Popular no CineSul 2007
Melhor Filme no Clerrmont-Ferrand Film Festival 2007
Menção Honrosa no Clerrmont-Ferrand Film Festival 2007
Melhor Animação no Curta Cinema 2006
Melhor Animação no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2006
Prêmio Porta Curtas no Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro - Curta Cinema 2006
Melhor Animação no Odense Film Festival 2007